ACOMPANHE-NOS    
JULHO, SEGUNDA  26    CAMPO GRANDE 23º

Artes

Desde os 13, Triz aposta pesado em “maquiagens de cinema”

Triz começou no quarto de casa, aos 13 anos, hoje, com 18 anos, ela comemora ser maquiadora requisitada na cidade

Por Lucas Mamédio | 16/02/2021 08:04
Um dos trabalhos de Triz (Foto: Arquivo Pessoal)
Um dos trabalhos de Triz (Foto: Arquivo Pessoal)

Ao contrário da maquiagem convencional para esconder imperfeições e mudar os traços do rosto no dia a dia. As maquiagens artísticas surpreendem pela riqueza de detalhes e a falta de limites para a imaginação. Apaixonada por esse universo, aos 13 anos, a campo-grandense Triz Cindilla decidiu apostar todas as fichas na profissão de maquiadora. Hoje, aos 18 anos, ela comemora ser bem requisitada no universo da maquiagem artística e cenográfica da cidade.

Também modelo, Triz começou nos palcos cedo, aos 11 anos, em pequenos concursos de beleza da escola onde estudava. “Já gostava de me maquiar, mas sempre inventava algo diferente, batom verde, xadrez, o que me desse na telha”, recorda.

Triz começou bem cedo, aos 13 anos (Foto: Arquivo Pessoal)
Triz começou bem cedo, aos 13 anos (Foto: Arquivo Pessoal)

Momentos conturbados em família, segundo a maquiadora, também foi motivo para se jogar de cabeça na arte. "Criar no mundo da maquiagem começou a se tornar um escape. Como eu tinha pouca liberdade, não saía de casa, comecei a criar”.

Aos 13 anos, então, veio o envolvimento com o teatro na escola, e mais uma vez a maquiagem se fez importante e Triz não abria mão de algo mais elaborado. “Nossas reuniões aconteciam aos sábados, todo fim de semana era uma pintura diferente, assim, pratiquei sem nem perceber e comecei a assistir canais sobre próteses e maquiagem artística, aí que fui entender que era muito mais amplo e envolvia muito mais técnica do que eu pensava”.

Segundo Triz, o teatro foi essencial para aflorar mais ainda o interesse e habilidade pela maquiagem artística. “O teatro me inspirou a aprender maquiagem de palco e ter começado já como forma de expressão, me ajudou nesse sentido”.

Hoje em dia Triz diz que sabe fazer todo tipo de maquiagem, desde social à artística. “Não digo que tenho especialidade, depende do gosto de cada um, mas com certeza tenho maior paixão pela maquiagem artística”.

Triz também é modelo e triz, dois ofícios que a ajudaram no mundo da maquiagem (Foto: Arquivo Pessoal)
Triz também é modelo e triz, dois ofícios que a ajudaram no mundo da maquiagem (Foto: Arquivo Pessoal)
Triz entrou para o grupo Resta Um aos 15 anos (Foto: Arquivo Pessoal)
Triz entrou para o grupo Resta Um aos 15 anos (Foto: Arquivo Pessoal)

Sobre o mercado da maquiagem artística em Campo Grande, Triz conta que é restrito à datas específicas, por isso, há necessidade de atuar em outras áreas da maquiagem.

“Tem mercado em épocas específicas: Carnaval, Halloween, sempre tem alguma festa à fantasia pingada durante o ano, por isso, maquiador não pode ser limitado, assim quando não puder fazer algo mais artístico, apelamos para algo mais social, um casamento, formatura, por exemplo”, encerra.

Confira mais do trabalho de Triz no Instagram.

Curta o Lado B no Facebook e no Instagram. Tem uma pauta bacana para sugerir? Mande pelas redes sociais, e-mail: ladob@news.com.br ou no Direto das Ruas através do WhatsApp do Campo Grande News (67) 99669-9563.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário