A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 23 de Setembro de 2018

30/08/2018 08:01

Dombraz, Curimba e Chá Noise lançam projeto juntos, para levantar som autoral

"Levanta" é projeto musical que reúne músicos de um passado não tão distante

Thaís Pimenta
Músicos que faziam um som autoral, os amigos se reúnem para matar a saudade de cantar e tocar suas composições. (foto: André Patroni)Músicos que faziam um som autoral, os amigos se reúnem para matar a saudade de cantar e tocar suas composições. (foto: André Patroni)

Eles fazem música autoral por aqui, pelo menos, desde 2010. Mas por motivos diversos, Chris Haicai, Adrian Okumoto, Xaras Gabriel, André  Stábile e Magno Abreu haviam deixado Campo Grande ou colocado as composições de lado.

Quem passou bons anos em eventos no 21 Music Bar, Rockers Bar, Barbaquá Botequim e rolês universitário, com certeza pegaram a fase em que a banda de samba Dombraz estourava com hinos como "Café", "Sem Hora" e "Porrada".

Não tão distante, o projeto da Curimba, com seu "Sambalouco", bombava por aqui na mesma época. Um pouco depois, lá por 2014, a Chá Noise lançava o primeiro CD, "O Flow do Gurizinho", e animava a galera no Rockers Bar

E na tentativa de curtir e reviver entre amigos essa fase tão bacana, os músicos das 3 bandas, junto a outro compositor daqui, Magno Abreu, criaram o "Levanta", projeto que une propostas paralelas bancadas pelos músicos.

Magno, Xaras,  André, Adrian e Chris estão de volta para cantarem seus sucessos para a galera. (Foto: André Patroni)Magno, Xaras, André, Adrian e Chris estão de volta para cantarem seus sucessos para a galera. (Foto: André Patroni)

A estreia do projeto nesta semana passada, no Quintal Colaborativo do Brecharia, teve recorde de público.

"Para algumas pessoas foi nostálgico sim, para outras uma novidade, e isso que é bacana. Pela cena autoral que estou vendo atualmente em Campo Grande creio que esse movimento é imperdível para todos pois é o encontro de vários artistas que fizeram parte de bandas com músicas autorais, que muito contribuíram culturalmente e artisticamente, especialmente para o município de Campo Grande, uma vez que se apresentavam com considerável frequência em anos atrás", justifica Magno Abreu.

Para eles, tem sido divertido estar em "família", e convidando sempre outros músicos para se apresentarem juntos, como aconteceu na estreia, que teve Marina Peralta. "São músicos que têm essa afinidade, que resistem no autoral na cidade, e não partem para o cover, que é o que muita gente está fazendo aqui. Eu voltei há cerca de cinco meses do Japão e notei uma galera carente disso, daí veio a ideia de retomar nossos sonhos", pontua Adrian.

"Pra mim é um encontro, eu convidei os meus amigos para fazer um som. Vamos mostrar que a música autoral ainda está viva em Campão, porque a noite na cidade só tem gente fazendo cover e com as músicas mais de praxe possíveis", completa Chris.

Nos shows, eles cantam os sucessos e apresentam composições inéditas, que estavam guardadas, a espera de um momento ideal para serem entregues ao público.

Os próximos encontros, já marcados, acontecem no dia 1º de setembro, no Brava, com entrada gratuita, a partir das 20 h, e no dia 7 de setembro, no 21 Music Bar, com entrada paga.

Curta o Lado B no Facebook e no Instagram.

 



imagem transparente

Classificados


Copyright © 2018 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.