ACOMPANHE-NOS    
ABRIL, QUARTA  01    CAMPO GRANDE 33º

Artes

Drink bagaceira vira curta-metragem político com enredo carnavalesco

Curta retrata uma história real vivida pela roteirista, Maíra Espíndola, durante Carnaval de 2019

Por Lucas Mamédio | 22/02/2020 07:35
Maíra reproduziu sua história no curta "Leite da Loba" (Foto: Isadora Tiemi)
Maíra reproduziu sua história no curta "Leite da Loba" (Foto: Isadora Tiemi)

Vodka ruim, tem que ser ruim, leite condensado, limão e raspa de limão. Bate tudo isso num liquidificador e pronto, você tem um dos drinks mais singulares do Carnaval, e mais bagaceiras também: o Leite da Loba.

Criado pela artista Maíra Espíndola, o drink também dá nome ao mais novo curta-metragem, o “Leite da Loba”, roteirizado por ela, com ajuda de artistas de Campo Grande.

O curta mostra a dificuldade de uma foliona diante de um motorista de aplicativo que se recusa a levá-la para o Carnaval porque ela está fantasiada e com corpo cheio de glitter. O roteiro é baseado numa vivência real da autora no Carnaval de 2019.

“Minha vida já estava de cabeça para baixo, nem sabia se queria ir no Carnaval aquele dia, aí quando fui sair o cara me faz isso. Ele era completamente neurótico, tinha jornal em cima do banco. Gritou pra eu sair do carro, um horror”, conta Maíra.

Figurantes em cena de "Leite da Loba" (Foto: Isadora Tiemi)
Figurantes em cena de "Leite da Loba" (Foto: Isadora Tiemi)
Maíra dá tom político a história engraçada  (Foto: Isadora Tiemi)
Maíra dá tom político a história engraçada (Foto: Isadora Tiemi)

A personagem chama um segundo motorista que age bem diferente, mas pra saber o restante da história, é preciso assistir o filme. Apesar de bem humorada, a produção ainda busca trazer uma reflexão sobre a nacionalidade, brasilidade e apropriação ideológica de símbolos.

“Nosso país é nosso lugar de fala, este filme serve como chamariz para retomarmos importantes símbolos da brasilidade. A história original aconteceu no Carnaval e acreditamos que um movimento popular com tamanha força fala por si só. Mas também é uma forma de nos aproximarmos das narrativas com as quais queremos trabalhar e amar”, pondera a roteirista.

Sinopse - Num dia de carnaval um episódio entre a personagem e um motorista de aplicativo de mobilidade traz uma reflexão sobre a nacionalidade, brasilidade e apropriação ideológica de símbolos.

Ficha técnica - O elenco conta com Maíra Espíndola (foliona), João Pedro Xavier (motorista 1) e Tero Queiroz (motorista 2); a produção é de Maíra Espíndola, Mariana Sena, Carlota Phillipsen, Cátia Santos; Argumento e arte de Maíra Espíndola; Direção, Mariana Sena; Direção de fotografia e edição, Cátia Santos; Assistente de fotografia, Carlota Phillipsen, Maquiagem e figurino, Nara Forato; Still, Isadora Tiemi; Som direto, Altair Santos; Trilha Sonora, Altair Santos e TGB.

Essa é primeira produção da Elástica Videografia, produtora criada por Maíra e vários outros amigos. Veja o curta no vídeo abaixo: