A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 29 de Maio de 2017

01/03/2015 07:58

Encontro de malabaristas quer fomentar a cultura de circo em Campo Grande

Aline Araújo
Os artistas se reúnem para praticar junto. (Foto: Marcelo Calazans)Os artistas se reúnem para praticar junto. (Foto: Marcelo Calazans)

Ele está no semáforo, às vezes nas festas e sempre no circo. O malabarismo é uma arte que encanta todas as idades. Há quem tenha escolhido ela como fonte oficial de renda e também quem se arrisque no equilíbrio das claves por hobby.

Para incentivar essa arte é que todas as quintas o teatro de arena do Horto Florestal vira “picadeiro” no Encontro Campo-grandense de Malabarismo. O encontro é colaborativo, não tem um organizador, a ideia é que as pessoas se reúnam e façam o evento acontecer semanalmente.

O encontro é uma troca e uma confraternização de artistas. (Foto: Marcelo Calazans)O encontro é uma troca e uma confraternização de artistas. (Foto: Marcelo Calazans)
Junior, é artista circense e incentivador do movimento. (Foto: Marcelo Calazans)Junior, é artista circense e incentivador do movimento. (Foto: Marcelo Calazans)
O encontro é livre, cada um leva seus equipamentos, e apesar de não ser workshop. (Foto: Marcelo Calazans)O encontro é livre, cada um leva seus equipamentos, e apesar de não ser workshop. (Foto: Marcelo Calazans)

“Isso é algo que acontece em todo Brasil, dos artistas circenses se reunirem uma vez por semana. Aqui é um espaço público e a gente tem que aproveitar. E é legal porque é um momento de troca, de quem não sabe, quem sabe um pouco mais”, comenta o artista Junior de Oliveira.

Ele conta que iniciativas como essa são comuns em outras cidades no Brasil e é uma maneira de fortalecer os artistas daqui. “Em São Paulo mesmo, o encontrou cresceu tanto que eles já fazem uma apresentação juntos por mês e um festival. Quem sabe com o tempo a gente não chega perto”, comenta.

O encontro acaba reunindo não só malabaristas, mas quem admira outras artes do circo. A última reunião teve uma participação tímida, com pouco mais de 10 pessoas. A chuva que caiu em Campo Grande na quinta-feira não ajudou também. Mas a semente já está plantada e quem sabe daqui mais um tempo possamos ver o reflexo nas apresentações circenses pela cidade.

Jasmin Schucz, de 17 anos, é artista desde de pequena, circo é legado de família e desde os 5 anos ela pratica, atualmente trabalhando com dança vê no encontro uma possibilidade de fomentar as artes em Campo Grande. “Nós temos muitos artistas aqui, só que a gente quase nunca se encontra. E aqui é o lugar para isso, fazer contados, aprender um pouco com o outro. Até para a gente se organizar”, conta.

O encontro é livre, cada um leva seus equipamentos, e apesar de não ser workshop, nem aula, os praticantes mais novos acabam aprendendo com os mais antigos. Wagner Gomes, de 15 anos, é bailarino desde os dez anos, ele começou a se encantar pelas artes circenses, e viu no encontro a possibilidade de desenvolver suas habilidades.

Para quem é profissional ou não, o Encontro Campo-grandense de Malabaristas, acontece todas as quintas-feiras, no Teatro de Arena, no Horto Florestal, das 16h às 20h, quando os portões do parque fecham e o escuro já atrapalha as acrobacias, já que não é sempre que as luzes são ligadas além do horário.

 

Sesc Horto recebe espetáculo teatral gratuito na próxima semana
Entre a próxima quinta-feira (1) e sábado (3), o Teatro Prosa do Sesc Horto recebe o espetáculo "Três Vírgula Quatro Graus Na Escala Richter", da Com...
MS participa no mês de julho de feira de artesanato em Pernambuco
Mato Grosso do Sul participa em julho, entre os dias 6 e 16, em Olinda (PE), da Feira Internacional de Negócios do Artesanato, maior evento do setor ...



imagem transparente
Busca

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2017 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.