A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 19 de Setembro de 2019

13/07/2019 07:10

No Dia Mundial do Rock, artistas provam que há resistência autoral por aqui

Danielle Valentim
Banda Neblina 90's lançada na última terça-feira. (Foto: Karol Resquim)Banda Neblina 90's lançada na última terça-feira. (Foto: Karol Resquim)

Já saturou essa história de que Mato Grosso do Sul é a terra do sertanejo: "Hoje é dia de rock, bebê". O Lado B preparou uma lista de bandas autorais, genuinamente, campo-grandenses que você precisa conhecer. Para quem quer sair de casa no Dia Mundial do Rock também tem agenda de eventos no fim da matéria.

Intervenção - A banda nasceu em 2015. No estilo punk rock, os músicos abordam temas sociais e do cotidiano com influência de bandas do fim da década de 70 como The Clash e The Jam. Além de Campo Grande, a banda já se apresentou em Dourados, Corumbá, Bonito, São Paulo, Santa Cruz de la Sierra (Bolívia) e Assunção (Paraguai). A banda lançou o CD split junto a Toca Fitas e atualmente é formada por Felipe Faia (guitarra/voz), Binha (baixo/vocais) e Wanessa (bateria/vocais). O último trabalho “Não tem batalha tem massacre” está disponível no Spotify.

Toca Fitas – No gênero Ska Punk, a Banda Toca Fitas teve início em 2009. Formada pelo trio de amigos Bomba (Guitarra/Voz), Diova (Baixo/Voz) e Wanessa (Bateria), a banda segue influência de bandas do Ska Two Tone, Ska Punk, Street Punk, Rock 'n Roll anos 50/60 e o Punk Rock Hardcore anos 90. Sem se limitar a rótulos, Os Toca Fitas garantem que sobem ao palco “com adrenalina e sangue no olho pra fazer o que gosta, que é mandar suas mensagens e se divertir”.

Gobstopper - Criada em 2007, a banda toca um rock chamado de chocorrock, como apelidam os próprios músicos. Eles seguem o estilo power pop, que lembra muito Pato Fu, Superguidis, Los hermanos e Beatles. A banda também segue influências dos quadrinhos, Simpsons e até Quentin Tarantino. A banda é formada por Elizeu Nico (guitarra e vocal), Felipe Siqueira (contra baixo) e Leandro Bezzera (bateria). Os álbuns estão disponíveis no spotify e YouTube. A banda toca no Genuíno esta noite.

Os Alquimistas – Criado em 2013, o trio gosta de dizer que é uma banda de rock de garagem sul-mato-grossense. O primeiro EP Cidade Pequena foi lançado no início do ano, com faixas que traduzem a experiência de quem sobrevive de rock na cidade do sertanejo. Com Perim (Contra-baixo, vocal), Leotta (Piano, órgão e vocal) e Bo Loro (Bateria e vocal), a banda também tem um repertório nostálgico com covers há muito deixados para trás. Para os fãs, as músicas estão disponíveis no Spotify.

O Bando do Velho Jack - A banda está na estrada desde 1995 e possui quatro CDs gravados com músicas autorais e releituras de clássicos do Rock e do Southern Rock.

Facas Voadoras – Trio campo-grandense, a banda é composta por Jean Ripa (vocal e na bateria), Leonardo Schmidt (guitarra e voz) e Diego Boeno (baixo). O grupo mistura músicas próprias com hits clássicos do rock nacional e internacional e chegou a ter clipe da música "1:54" exibido na emissora MTV (Music Television Brasil).

Alien Sputnik - Surgiu em meados de 1998, o nome veio da junção dos nomes: Alien Sex Fiend e Sigue Sigue Sputnik, bandas que nortearam a construção da estética sonora do Alien Sputnik no início. Tudo começou quando Alessandro Fonseca levou alguns poemas concretos escritos por ele, para Marino Filho musicá-los. A receita para o som do Alien é eclética: Arnaldo Antunes, Bukowski, punk, electro-pop 70/80. O Alien Sputnik é um trio: Marino Filho, Alessandro Fonseca e Leiliane Assis (vocais e teclados).

Banda Visalia – Formada em 2016, Visalia é uma banda autoral de rock alternativo. Com o objetivo de mostrar seus pensamentos, opiniões, angustias e felicidades em forma de música, os integrantes seguem a influência de bandas como a The Strokes, Fresno, Scalene, Queen e Muse. Composta pelos músicos Kaio Espindola (Vocal), Matt Souza (Bateria), Térik Bazzo e Gabriel Antoniolli (Guitarras) e Lucas Mariano (Baixo/Vocal), a banda disponibilizou o single "A Salvação" no YouTube e Spotfy.

Billie Negra - A Billie Negra traz a influência do punk rock em sua veia principal, a partir de músicas autorais e sonoridade própria revelam-se as letras carregadas de conteúdo poético e social.

Neblina Rock 90's - Formada em 2019, a Neblina Rock 90's ainda não disponibilizou suas canções em plataformas digitais, mas o grupo faz um tributo diferente do pop, bem anos 90. Os músicos seguem influências do O Rappa, Planet Hemp, Raimundos e Charlie Brown.

Seven Four - Com dois anos e meio de existência, a banda toca HardPop, uma mistura de Hard Rock com Pop. Com mais de 20 músicas autorais em português e inglês, o grupo é composto por Dany Cristine, de 20 anos (voz e violão), Marcelo Santana, de 23 anos (guitarra), Renato Monteiro, de 23 anos (baixo) e Leonardo Velbion, 23 anos (baterista).

A banda tem um repertório eclético desde Amy Winehouse, Bon Jovi, The Cranberries, Gunsn Roses, Maroon 5, Nirvana, Scorpions até as principais vertentes do Rock, interpretando AC/DC, Queen, Led Zeppelin, The Who, Jimi Hendrix, dentre outros. Claro que não poderia ficar de fora nossa música nacional, onde interpretamos Pitty, Cassia Eller, Zeca Baleiro, Ana Carolina, Roberto Carlos e outros.

Jane Jane – Na estrada desde 2010, Janaine Barros é musicista, cantora e compositora de rock em Campo Grande. Junto a artista, que comanda o vocal e o baixo, tocam Alex Kundera (Bateria), Ricardo Daniel (Guitarra) e Rafael Barros (Guitarra).

Leitones - Wellington Perdomo está na estrada há 20 anos e foi em Campo Grande que se destacou no movimento underground. Conhecido por Leitones, o músico transforma cenas do cotidiano em belas canções. As influências estão no rock nacional de Charlie Brown Jr., O Rappa, Planet Hemp e Legião Urbana. Seu trabalho está disponível no YouTube.

Programação:

O Bando do Velho Jack comemora o Dia Mundial do Rock tocando pela primeira vez na ClanBier. Em clima de fim de tarde, a abertura fica por conta de Érika Espíndola & Flávio Bernardo, às 18h30. O bando sobe ao palco às 20h. Nos intervalos também serão exibidos vídeos de Classic Rock.

No Capim Guiné, a partir das 20h, o especial Dia do Rock fica por conta de Clayton Sales e o percussionista Lobão, com os clássicos do blues e do Rock and Roll. Couvert artístico R$ 5,00 e Heineken 600ml R$ 10. O bar fica na RuaAntonio Marques, 25.

No Holandês Voador, a partir das 19h, a galera poderá curtir Fingers, The Scots, Oeste Hostil e Social Brothers. Ingressos custam R$ 5.

Sesc Morada recebe as Bandas On The Road e Dagata & os Aluízios, a partir das 20h. A entrada é franca.

Após sair da Morada, On The Road continua o show no Irlandês Pub seguida por One Way, com muito rock nacional e clássicos internacionais.

Já no Barba Rock Bier Haus, a programação é especial e começou na quinta (11). Neste sábado (13), o espaço recebe Shadows Legacy.

imagem transparente

Classificados


Copyright © 2019 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.