A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 10 de Dezembro de 2017

15/11/2017 08:00

Para catalogar bandas de Mato Grosso do Sul, Edgar criou plataforma na internet

Ele já teve banda em Campo Grande, ficou 10 anos fora, voltou há 4 meses e sem conhecer a nova cena alternativa da Capital resolver ir atrás e criar o Palco 67 que já conta com 81 bandas do Estado

Lucas Arruda
Edgar criou o site há menos de um mês e muitas bandas já o procuraram para ser inseridas (Foto: Lucas Arruda)Edgar criou o site há menos de um mês e muitas bandas já o procuraram para ser inseridas (Foto: Lucas Arruda)

Edgar Cardozo é web designer, mas a música sempre foi uma paixão em sua vida, de 1998 a 2008 ele foi vocalista e compositor da banda Fuzzy Logic. Com o término do grupo sua vida tomou outros rumos o levando a Florianópolis para estudar e trabalhar.

Há quatro meses ele retornou a Campo Grande e quis organizar um evento para reunir os amigos que haviam ficado no passado, no entanto grande parte das bandas do cenário underground que conhecia já não existia mais.

“Queria fazer um rolê, reencontrar todo mundo mas muita gente da minha época parou de tocar, um dos poucos contatos que ainda está na ativa é o Enrique do DxDxOx. Troquei uma ideia com ele, que me disse que a cidade está cheia de bandas novas e para conhecê-las teria que frequentar os bares onde tocam”, conta.

 

Ao clicar no nome da banda aparece um pequeno histórico e contatoAo clicar no nome da banda aparece um pequeno histórico e contato

Pelo Facebook ele pegou o contato de cerca de 10 bandas com o antigo amigo. “Este número não era o suficiente para mim, queria fazer um festival com umas 20 bandas”, pontua.

Foi então que ele teve a ideia de criar um site que reunisse as bandas que estão na ativa aqui em Campo Grande, aí surgiu o Palco 67. “Comecei a catalogá-las, das mais antigas que já conhecia e que ainda tocam, como O Bando do Velho Jack, Mochileiros, Bêbados Habilidos, entre outras. As mais novas fui pegando com amigos e com o passar das semanas – o site tem quase um mês de existência – veio gente das bandas me procurar”, relata.

A procura foi tanta que ele abriu a plataforma para bandas não só da Capital, mas de todo Mato Grosso do Sul. “Teve gente me ligando até de Naviraí, de uma banda de punk rock, nem imaginava que lá teria uma banda do estilo”, reflete.

Também há bandas bem mais novas por lá, como Codinome Winchester, Os Alquimistas, Intervenção, A Insana Corte, endre diversas outras. Já são 81 bandas catalogadas no site e ainda falta 35 para ele subir à plataforma. “Acredito que ainda há muito mais bandas aqui, este número pode chegar próximo a 200”, afirma.

Lá existem grupos de rock, reggae, pop, blues, entre outros estilos considerados alternativos. Ao clicar no nome da banda, quem estiver acessando terá acesso a um pequeno histórico, contato e página do Facebook.

Quando o número de grupos estiver maior ele pretende organizar um grande festival com todas elas. “Sei que é difícil, mas quero reunir os músicos que estão fazendo a cena acontecer para tocar num único grande evento. Espero conseguir”, finaliza.

Para acessar o site basta clicar neste link. Quem quiser sua banda por lá, ou dar uma indicação pode entrar em contato com a página do Palco 67 no Facebook.

Acompanhe o Lado B no Facebook e no Instagram.

Codinome Winchester é uma das novas bandas que já estão no Palco 67 (Foto: Sarah Diniz Outeiro)Codinome Winchester é uma das novas bandas que já estão no Palco 67 (Foto: Sarah Diniz Outeiro)


imagem transparente

Classificados


Copyright © 2017 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.