A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 10 de Dezembro de 2017

22/11/2017 09:57

Para festejar 14 anos fazendo arte, Fulano Di Tal organiza mostra cultural

Evento com teatro e dança começa hoje e vai até domingo na sede do Teatral Grupo de Risco

Lucas Arruda
Espetáculo Ópera do Malandro será apresentado no fim de semana (Foto: Helton Perez)Espetáculo "Ópera do Malandro" será apresentado no fim de semana (Foto: Helton Perez)

Com o espetáculo “Os Corcundas”, do Circo do Mato, o grupo de teatro Fulano Di Tal inicia hoje sua 4ª Mostra Cultural. O evento segue até domingo, com cinco espetáculos, sempre às 19h30, na sede do Teatral Grupo de Risco, no Jardim dos Estados. A entrada para os espetáculos custam R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia ou antecipada).

Ontem (21), o grupo realizou o exercício cênico “A Luz da Lápide”, só para pessoas convidadas. Após a apresentação o grupo pediu sugestões para o público presente, tanto de leigos, quanto de atores e diretores de teatros. “É um estudo que estamos fazendo, queremos construir o espetáculo junto com as pessoas que fazem parte do nosso público, para ser algo que seja interessante para todo mundo”, explica o diretor do grupo, Marcelo Leite.

Amanhã (23), será a estreia do espetáculo de dança “Antinércia”, do Coletivo Usina, com a proposta de alertar sobre um dos piores males que atinge as pessoas do século que vivemos, a depressão. Na sexta (24), será apresentado o espetáculo de dança “Rosário, a Salvador”, onde é possível acompanhar a figura da mulher sertaneja, mãe guerreira e sobrevivente.

Encerrando a mostra, no sábado (25) e domingo (26), é a vez da peça “Ópera do Malandro”, clássico do teatro brasileiro de Chico Buarque, ambientado na Lapa, bairro boêmio do Rio de Janeiro, dos anos 40, tendo como pano de fundo a legalidade do jogo do bicho, a prostituição e o contrabando.

“Este texto é algo atemporal, já que também discute questões trabalhistas, algo bastante em alta hoje em dia”, afirma Marcelo. A peça foi adaptada, já que a original tem quase 3h de duração, 24 personagens e músicas com instrumentistas. No palco do TGR ela terá 1h20 de duração, 8 personagens e as músicas serão cantadas à capela.

História

O Fulano Di Tal iniciou seus trabalhos como grupo de teatro em 2003. “Eu era professor de teatro numa escola, saí de lá e resolvi montar um grupo com ex-alunos meus e a cada ano montávamos espetáculos diferentes, quase sempre voltado à comédia”, conta o diretor.

Durante a participação em um festival veio a ideia do nome do grupo. “Tínhamos que preencher uma ficha de inscrição para participar e ainda não havia nome. Alguém sugeriu para colocar Fulano Di Tal, uma referência ao cotidiano. Depois disso resolvi deixar como nome oficial”, lembra.

Atualmente o grupo possui trabalhos mais consistentes, geralmente com comédias, e aprofunda os estudos em suas criações. Para Marcelo festivais como este são importantes para que as pessoas tenham acesso à cultura. “Com espetáculos de qualidade as pessoas podem discernir o que é arte, é uma for ma de educar, pois se não tiverem o conhecimento vão falar sobre o que não sabem, como aconteceu diversas vezes nos últimos tempos”, conclui.

Acompanhe o Lado B no Facebook e no Instagram.

Confira a programação da mostra:

Quarta-feira 19h30

Os Corcundas – Circo do Mato

Quinta-feira 19h30

Antinércia – Coletivo Usina

Sexta-feira 19h30

Rosário, a Salvador - Manolo Schittcowisck

Sábado 19h30

Ópera do Malandro - Fulano Di Tal

Domingo 19h30

Ópera do Malandro - Fulano Di Tal

Espetáculo Os Corcundas será apresentado hoje (Foto: Larissa Pulchério)Espetáculo "Os Corcundas" será apresentado hoje (Foto: Larissa Pulchério)


imagem transparente

Classificados


Copyright © 2017 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.