ACOMPANHE-NOS    
MAIO, DOMINGO  31    CAMPO GRANDE 23º

Artes

Sem os barzinhos, músicos criam calendário de shows em rede social

Cerca de 67 artistas se reuniram para se apresentar diariamente através de lives em redes sociais

Por Danielle Errobidarte | 27/03/2020 06:53


Projeto Ao Vivo em Casa reúne 67 músicos para fazer lives. (Foto: Divulgação)
Projeto Ao Vivo em Casa reúne 67 músicos para fazer lives. (Foto: Divulgação)

Com a suspensão de apresentações culturais, shows e espetáculos por conta do coronavírus, artistas do Estado criaram um calendário de shows online. A solução encontrada por 67 músicos e bandas foi fazer lives, semanalmente, cantando e tocando em suas próprias casas, e disponibilizá-las no Instagram ou Facebook. Alguns deles também deixam a critério do público o pagamento do couver, cobrado nas apresentações “ao vivo”, como forma de contribuição nesse período.

A iniciativa reuniu artistas de diversos gêneros musicais e as apresentações podem ser conferidas no Instagram do projeto (@aovivoemcasa), que divulga diariamente os shows.

Para a vocalista Maila Marcato, o grupo serve também para que os artistas divulguem uns aos outros e todos tenham seu espaço. “Cada músico está fazendo da maneira que pode. Eu sou vocalista e por esse motivo minhas lives estão rolando em formato karaokê, o pessoal pede as músicas pelo Instagram e pela própria live e toco na hora”.

O contato com o público, ainda que por mensagens e comentários, ajuda a diminuir a saudade dos palcos. “Tem sido uma forma de acalmar o coração, pois ficar sem tocar é complicado demais, não só financeiramente. A maioria de nós ama o que faz e não poder ver o rosto das pessoas quando uma música é tocada é muito ruim”, afirma Maila.

Erika Espíndola (@mserikaespindola) utiliza as redes sociais nesse período para fazer, além dos shows autorais, tributos a grandes nomes da música internacional. Em seus lives, cada dia um artista diferente é homenageado. “Eu e meu marido escolhemos fazer os shows por temática, que acontecem desde o domingo passado. Começamos com Amy Winehouse, Raul Seixas, Elis Regina e hoje acontecerá o último, homenageando Alanis Morissette”.

Através de uma campanha, quem assiste as lives também pode colaborar com o casal e tem a opção de pagar o couver, geralmente cobrado em bares e casas de shows. “A live é pra todo mundo e quem quiser ajudar, com a quantia que for, é bem-vindo”.

Rafael Barros é um dos músicos-organizadores da plataforma. Ele explica que a plataforma foi criada para impulsionar artistas do Estado, com possibilidade de ajuda financeira para aqueles que dependem exclusivamente dos palcos. “O músico escolhe qual plataforma quer fazer a live e o horário que quer se apresentar. Cada um faz no seu próprio perfil, ou da banda, a gente só organiza”, afirma Rafael.

É possível conferir qual artista fará show, e os horários, no perfil @aovivoemcasa, no Instagram.

Curta o Lado B no Facebook e no Instagram. Tem uma pauta bacana para sugerir? Mande pelas redes sociais, e-mail: ladob@news.com.br ou no Direto das Ruas através do WhatsApp do Campo Grande News (67) 99669-9563.