A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 29 de Maio de 2017

29/06/2016 04:02

Simples, 'Violada dos Munhoiz' mostra dupla madura, mas que não esquece origem

Naiane Mesquita
Munhoz e Mariano subiram no palco da Valley ontem a noite (Foto: Marcos Ermínio)Munhoz e Mariano subiram no palco da Valley ontem a noite (Foto: Marcos Ermínio)

Munhoz e Mariano cometeram apenas um pequeno erro na gravação do novo DVD “Violada dos Munhoiz”: desligar as câmeras antes do grande final. Reunidos com artistas do sertanejo e amigos de longa data, que estiveram ao lado deles durante o início da carreira, os dois cantaram modas que permanecem na memória de quem cresceu e vive em Mato Grosso do Sul.

O novo disco foi gravado na Valley Acoustic em Campo Grande, na noite de ontem, com um cenário simples. Apenas alguns fãs tiveram a chance de participar, por meio de um sorteio no site. O restante do público era formado por convidados, que incluíam familiares e amigos, além de cantores como César Menotti e Fabiano, João Bosco, da dupla João Bosco e Vinícius e Zé Neto e Cristiano.

Só para convidados, o DVD reuniu amigos que acompanharam a carreira do cantor (Foto: Marcos Ermínio)Só para convidados, o DVD reuniu amigos que acompanharam a carreira do cantor (Foto: Marcos Ermínio)

A dupla subiu ao palco por volta das 22h40. Como todo o ambiente lembrava as violadas, eles resolveram surpreender, subiram no palco pela frente, passando pelo público. O figurino também seguia a risca a proposta, era simples e os dois, para variar, não resistiram a emoção e derramaram algumas lágrimas no início.

“Vocês sabem que é uma honra, uma importância enorme estar aqui, em Campo Grande, na nossa casa, na nossa terra. Tudo que nós passamos para chegar até aqui, o jeito que começamos foi assim, nas violadas, temos orgulho de dizer que tudo isso aqui é para vocês”, disse Munhoz.

Mariano assumidamente nervoso, completou. “Passa um filme na nossa cabeça. Cantar aqui tem um ar diferente, tanto rosto conhecido, que torceu e torce tanto pela gente. Estar na presença dos nossos amigos de campo Grande, familiares, profissionais que acompanharam a gente, é incrível. Que Deus nos abençoe, bora voltar para o modão sertanejo”, anunciou.

No final, depois que desligaram as câmeras, ficou uma bagunça emocionante (Foto: Marcos Ermínio)No final, depois que desligaram as câmeras, ficou uma bagunça emocionante (Foto: Marcos Ermínio)

“Eu gosto é de zuera” foi a música que abriu o DVD. Os cantores seguiram de forma linear a programação e poucas vezes repetiram canções. O ponto alto foi além da participação de César Menotti e Fabiano, uma série de modas de viola mais para o final da produção. O restante das canções mescla o estilo dos meninos, que ainda guardam a essência do início da carreira, falando sobre festas, bebidas e desilusões amorosas.

Os refrãos continuam engraçados com direito a “todo amor é lindo, mas eu sei que você é minha futura ex” até “se acha que eu vou chorar, sofrer, a falta do ocê... vou não, leva tudo só não leva o meu kit solidão, deixa o copo, a pinga e o pen drive de modão”.

César Menotti e Fabiano participaram do DVD oficialmente (Foto: Marcos Ermínio)César Menotti e Fabiano participaram do DVD oficialmente (Foto: Marcos Ermínio)

O DVD ainda teve a participação da dupla Zé Neto e Cristiano, que estão em alta no sertanejo com a música “Seu Polícia”. Por fim, a compilação de modões dignos de uma violada.

Foi então, que Munhoz e Mariano se despediram do público, tudo certinho como manda o figurino. Quando desligaram as câmeras é que o melhor da festa começou. Subiu praticamente todos os artistas presentes, um João Bosco animado, que mandou várias modas do tempo que o sertanejo universitário estava começando. Era impossível que qualquer pessoa com mais de 20 anos de idade não sentisse nostalgia.

Para completar, Munhoz e Mariano convidaram o grupo de amigos Los Fiasquentos para uma cantoria coletiva. Nem mesmo as cervejas na mão e o nível alcoólico alto da galera impediu que eles se emocionassem. É difícil não se sensibilizar com a importância que a raiz tem para os meninos, que nem mesmo depois do sucesso deixam ou se incomodam de cantar mais “Camaro Amarelo”, que inclusive, entrou no DVD.

Confira a galeria de fotos:

Sesc Horto recebe espetáculo teatral gratuito na próxima semana
Entre a próxima quinta-feira (1) e sábado (3), o Teatro Prosa do Sesc Horto recebe o espetáculo "Três Vírgula Quatro Graus Na Escala Richter", da Com...
MS participa no mês de julho de feira de artesanato em Pernambuco
Mato Grosso do Sul participa em julho, entre os dias 6 e 16, em Olinda (PE), da Feira Internacional de Negócios do Artesanato, maior evento do setor ...



imagem transparente
Busca

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2017 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.