A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 21 de Setembro de 2017

05/09/2017 07:56

História das oncinhas Isa e Fera sai de MS para disputar Oscar dos documentários

'Jaguars: Brazil's Super Cats' é uma co-produção da BBC com a National Geographic

Lucas Arruda
Isa se tornou uma exímia caçadora ainda durante a reintrodução dela à natureza (Boris Kuhar)Isa se tornou uma exímia caçadora ainda durante a reintrodução dela à natureza (Boris Kuhar)

A história das onças Isa e Fera tem um início trágico. Há pouco mais de três anos, quando ainda eram bebês, fugiram com a mãe de uma enchente que afligia a fronteira entre o Brasil e a Bolívia. Para salvar as crias a mãe atravessou o rio Paraguai e foi parar na frente de uma casa em Corumbá. A moradora avistou a onça enquanto saía de casa, chamou os bombeiros para fazer o resgate. Despreparados, não souberam lidar direito com a situação que terminou com a matriarca da família morta.

As duas oncinhas órfãs foram trazidas para o CRAS (Centro de Reabilitação de Animais Silvestres) de Campo Grande. Ficaram pouco tempo por aqui, pois logo o projeto OnçaFari, em parceria com o ICMBio (Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade), através do Cenap (Centro Nacional de Pesquisa e Conservação de Mamíferos Carnívoros), as levaram de volta com o objetivo de reintroduzi-las no Pantanal.

Fera é menos sociável que a irmã, quase não é vista com outras onças (Carlos Eduardo Fragoso)Fera é menos sociável que a irmã, quase não é vista com outras onças (Carlos Eduardo Fragoso)

A reintrodução das onças na natureza é algo complexo, sendo que antes de Isa e Fera já houveram outras tentativas com outros felinos, porém sem sucesso.No começo elas foram colocadas numa área do refúgio Caiman, que fica em Miranda numa fazenda particular. “Durante um ano as ensinamos a caçar, serem selvagens novamente, para que pudessem sobreviver à natureza”, afirma.

No processo elas não tiveram contato com humanos. “Acredito que isso fez com que as reintroduções anteriores dessem errado, porque se ficam tendo contato com a gente, quando soltamos elas nos procuram”, reflete. O comportamento de Isa e Fera era estudado através de câmeras.

Para ensiná-las a caçar eles colocavam presas na área em que habitavam. A primeira uma presa bem fácil, depois uma um pouco mais difícil, assim sucessivamente até chegar na queixada, presa mais difícil para as onças. “É como um videogame para elas, passando cada vez por um nível mais difícil, até chegar na queixada que é a presa mais difícil das onças, por ter dentes grandes e afiados”, explica.

Depois de passar esse ano no recinto de adaptação elas foram soltas e assimilaram bem e rápido a nova antiga casa. Isa, que tinha apresentado mais habilidade de caça do que a irmã durante a reintrodução, copulou com outra onça logo que saiu. Agora já está próxima de ter herdeiros.

Fera, após ser liberada, demonstrou grandes habilidades de caça. Ela é bem menos sociável que a irmã, raramente é vista com outras onças.

Premiação - Toda a saga da readaptação de Isa e Fera foi acompanhada pela BBC, junto com a National Geographic, para ser produzido o documentário 'Jaguars: Brazil Super Cats', finalizado este ano.

Agora o filme está entre os quatro finalistas da categoria Melhor Filme sobre Conservação do Jackson Hole Wildlige Film, o Oscar dos documentários sobre vida selvagem. A produção foi selecionada entre 900 inscritos. O festival acontece entre os dias 24 e 29 de setembro.

O documentário já estreou na Inglaterra e nos EUA. Não há previsão de estreia no Brasil.

Futuro - Com o sucesso do projeto o grupo pretende continuar a reintroduzir onças na natureza. Primeiro eles irão para a Amazônia, já até têm duas órfãs, com as mesmas características de Isa e Fera. Para lá só falta organizarem o recinto para colocarem as oncinhas.

Se der certo essa nova reintrodução eles vão para a etapa final do projeto que é reintroduzir onças na Mata Atlântica. “A população de onças lá é bem escassa atualmente. A melhor maneira de conservar o número dos felinos e até aumentar é reintroduzindo elas”, afirma.

Curta o Lado B no Facebook e no Instagram.

Projeto Onçafari junto com ICMBio que fizeram reintrodução das onças na natureza (Cláudio Guaranão Rodrigues)Projeto Onçafari junto com ICMBio que fizeram reintrodução das onças na natureza (Cláudio Guaranão Rodrigues)



imagem transparente
Busca

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2017 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.