ACOMPANHE-NOS    
JUNHO, SÁBADO  19    CAMPO GRANDE 16º

Comportamento

Amigas tatuam para celebrar 35 anos de amizade que nem a covid separou

Por Thailla Torres | 16/05/2021 07:35
Tatuagem escolhida pelas amigas foi um infinito para simbolizar a "eterna amizade".
Tatuagem escolhida pelas amigas foi um infinito para simbolizar a "eterna amizade".

Manter uma amizade sólida durante anos nem sempre é tarefa fácil. As pessoas mudam ou escolhem caminhos diferentes que tornam difícil a proximidade ao longo do tempo. Mas isso é conversa distante na relação entre Andrea, Katia e Regina. As duas não viram a amizade balançar nem com a distante imposta pela pandemia. E a chance de chegar em 2021 vivas fez com que elas celebrassem esse afeto com uma tatuagem.

A rosa junto do infinito significa para as três a longevidade da relação que sempre esteve forte. No último ano elas enfrentaram uma barra com o isolamento, precisaram ficar longe por um tempo, se recuperaram da covid e tiveram que usar e abusar da tecnologia para não perderem contato.

“Nem quando estávamos distantes deixávamos de ligar uma para a outra”, conta Katia Juliane, de 50 anos. Aliás, foi ela quem deu a ideia de fazerem uma tatuagem em um ano tão significativo. Não só pela sobrevivência em um período que continua preocupante, mas também por ela ter chegado a meio século de vida.

“Resolvemos fazer no meu aniversário de 50 anos. Eu disse que era uma mudança de clico e que desejava fazer uma tatuagem, foi assim que pensamos em fazer juntas já que estávamos também completando 35 anos de amizade”.

Para Kátia a data é significativa. “Os cinquenta anos é muito significativo, posso dizer que hoje me sinto muito melhor do que eu fui há 20 ou 30 anos atrás, as amizades são verdadeiras, a minha relação de casamento sólida, me sinto realizada no trabalho, estou feliz”.

Assim elas passaram a pesquisar o desenho e escolheram algo que significasse um amor infinito.

“É também a certeza de termos uma à outra para sempre, a solidez de uma amizade onde mesmo com todas diferenças individuais conseguimos estar juntas por tanto tempo complementando e contribuindo na vida de cada uma”, destaca a Andrea Brum Cunha, de 48 anos.

Andrea, Kátia e Regina após a tatuagem feita em estúdio da cidade.
Andrea, Kátia e Regina após a tatuagem feita em estúdio da cidade.

Na tarde de ontem, elas passaram duas horas e meia no estúdio Na Pele 67 que foi reservado só para o momento entre amigas. E claro que a tarde não foi só de desenho na pele, as amigas aproveitaram para celebrar o momento com champanhe, conversas e risadas.

“Foi um momento muito especial, que marca mais uma vez a nossa amizade”, destaca Kátia.

Curta o Lado B no Facebook. Tem uma pauta bacana para sugerir? Mande pelas redes sociais, e-mail: ladob@news.com.br ou no Direto das Ruas através do WhatsApp do Campo Grande News (67) 99669-9563.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário