A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 26 de Junho de 2019

13/05/2019 08:35

Aos 89 anos Ruti é maquiada, ganha flores e se sente bonita pela primeira vez

Ela nunca entrou em salão de beleza e amigos a presentearam com um dia de princesa incluindo maquiagem, cabelo e sobrancelha

Alana Portela
Ruti teve um dia de princesa em Campo Grande (Foto: Paulo Francis)Ruti teve um dia de princesa em Campo Grande (Foto: Paulo Francis)

Resgatar a beleza não tem preço, principalmente quando isso acontece com uma pessoa que nunca teve oportunidade de entrar em um salão. Dona Ruti Francisca Pereira tem 89 anos, mora no Portal da Lagoa de Campo Grande, se dedica a cuidar o filho, Marcos Antônio, 48, que é especial e ainda acorda cedo para pegar ônibus e vender cocada na Avenida Julho de Castilho para garantir à rendinha extra no final do mês. Ela não imaginava como era se arrumar e ganhar flores, até que passou pela experiência na tarde de ontem (12), após uma ação social entre amigos.

“Nunca estive no salão porque não conseguia. Nunca me senti bonita, mas agora me sinto bem, arrumei o cabelo. Trabalho direto e não dá pra se arrumar. Gosto de usar vestido”, afirma Ruti. Ela é uma pessoa simples, meio assustada e de poucas palavras. Não está acostumada a ambientes diferentes. Antes do marido falecer morava em uma chácara. No entanto, teve que se mudar e conta com a ajuda de amigos.

“Meu esposo faleceu por conta de uma doença, agora é eu e Marcos. Cuido dele, não pode ficar sozinho”, conta. O filho de Ruti tem deficiência intelectual, não fala, anda com dificuldade, mas a mãe faz questão de levá-lo para todo canto.

Ruti teve o cabelo escovado por Lucas Oliver (Foto: Paulo Francis)Ruti teve o cabelo escovado por Lucas Oliver (Foto: Paulo Francis)

Ruti e o filho são aposentados, mas ela acorda cedo todos os dias para pegar ônibus e vender cocada por R$ 8, na região da Avenida Julho de Castilho. “Compro a mercadoria de outro local e vou pra lá 9h. O Marcos me acompanha, vendemos e na hora de almoçar paramos em um restaurante. Depois voltamos para o ponto e quando chega às 18h40, retornamos para a casa”, contou.

Quando chega em sua casa, a primeira coisa que faz é ir pra de baixo de chuveiro. “Tomo banho e faço comida. Cozinho carne, arroz, feijão para gente. Vou pra igreja pra cantar no coral. Não sinto dificuldade em nada. Minha saúde é boa, às vezes tomo remédio caseiro pra gripe”, relata.

Beleza - Um dia de beleza no salão pode até ser simples, mas fez a diferença para Ruti. Ela frequenta uma igreja na região no bairro onde mora, que a levou de Kombi com mais outras colegas  para se embelezarem gratuitamente em um salão localizado no bairro Monte Líbano. A ação ocorreu em especial do Dia das Mães, celebrado ontem, a ideia partiu de três amigos, o cabeleireiro Lucas Oliver, a maquiadora Rosângela Campos e da professora Cláudia Pessoa.

A produção começou pelo cabelo (Foto: Paulo Francis)A produção começou pelo cabelo (Foto: Paulo Francis)
Ruti arrumando a sobrancelha (Foto: Paulo Francis)Ruti arrumando a sobrancelha (Foto: Paulo Francis)

 Ruti chegou por volta das 13h e já começou a ser atendida de forma gratuita. Lavou os cabelos, fez hidratação cortou as madeixas e aproveitou para fazer escova e babyliss. A produção demorou cerca de duas horas, enquanto isso ela se olhava no espelho, ansiosa. Entre um atendimento e outro, dizia poucas coisas.

Seu filho acompanhou o procedimento e enquanto a mãe era atendida, ele esperava sentado na poltrona do salão. Mesmo tendo Marcos por perto, dona Ruti o olhava o tempo inteiro, e entre um intervalo e outro, ia até ele para ver se estava tudo bem.

Ao terminar os cabelos, foi para a parte da sobrancelha e maquiagem. Enquanto estava deitada na cadeira sendo atendida por Rosângela, Ruti começou a tremer e disse que fazia muitos anos que não arrumava a sobrancelha. A cada fio arrancado na pinça, uma expressão diferente. Após, foi para a produção da make em tons claros e discretos, para realçar a sua beleza. Passaram-se mais 40 minutos até que ela escolhesse a cor do batom e finalizasse a produção.

Ao se olhar do espelho, Ruti ficou observando a transformação (Foto: Alana Portela)Ao se olhar do espelho, Ruti ficou observando a transformação (Foto: Alana Portela)
O buquê de flores dado para Ruti (Foto: Paulo Francis)O buquê de flores dado para Ruti (Foto: Paulo Francis)

A reação ao se ver no espelho arruma pela primeira vez, causou estranheza e ela ficou parada, séria. Após alguns segundos, o sorriso apareceu acompanhado da frase “tô bonita”. Os profissionais que fizeram com que seu dia de princesa acontecesse, começaram a fazer fotos, e mesmo acanhada ela posava e sorria discretamente.

Os organizadores do evento já haviam separado um buquê de rosas brancas com hortênsias cor de rosa para dar a Marcos, para que pudesse entregar à mãe, já que a data era de comemoração. O filho entregou o buquê. Após o embelezamento, Ruti foi para a igreja.

O cabeleireiro Lucas arrumou Ruti com carinho (Foto: Paulo Francis)O cabeleireiro Lucas arrumou Ruti com carinho (Foto: Paulo Francis)
Rosângela fazendo a maquiagem de Ruti e Cláudia conversando com a homenageada (Foto: Paulo Francis)Rosângela fazendo a maquiagem de Ruti e Cláudia conversando com a homenageada (Foto: Paulo Francis)

Ação - A ideia da ação foi de Lucas Oliver, que explicou o motivo o presente. “Minha avó faleceu em 2018, pouco depois do Dia das Mães, éramos muito ligados. Queria fazer algo para homenageá-la, e pensei em trabalhar com o empoderamento, fazer com que as pessoas se sintam bonitas. Não é só superficial. A dona Ruti é a mais idosa do grupo Portal da Lagoa”, disse.

Claudia Pessoa conta que trabalha com projeto social no bairro onde Ruti mora. “Sou neuropsicopedagoga e lidava com mães de baixa renda, pessoas que tinham sonhos que pra elas eram impossíveis. Comecei a mexer com ações, pegar roupas, doações, sacolão e levar para quem precisa. É fácil doar objetos, mas é difícil alguém querer disponibilizar o tempo para os outros”, afirma.

“Gosto de pessoas de idade e quando a vi, precisei fazer alguma coisa que desse a ela, já aos 96 anos, o sonho de todas as mulheres, que é entrar em um salão e ser servida. Queria que tivesse a primeira vez sendo paparicada, porque vive em função do filho”, falou. “Ela só tem esse filho, não tem mais ninguém para a proporcionar um dia de beleza”, completou.

Curta o Lado B no Facebook e no Instagram

Confira mais fotos na galeria.

 

Marcos ao lado da mãe Ruti (Foto: Paulo Francis)Marcos ao lado da mãe Ruti (Foto: Paulo Francis)



imagem transparente

Classificados


Copyright © 2019 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.