A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 24 de Maio de 2019

05/10/2018 08:33

Ceia comunitária levará amor à Rotunda e promete acalmar ânimos antes da eleição

Em local público, grupo de missionários leva fé e discussão sobre humanidade com intuito de acalmar e fazer todo mundo refletir sobre as escolhas.

Thailla Torres
Um lugar onde preconceito não entra e amor não falta, garante o organizador. (Foto: Evandro Sudre)Um lugar onde preconceito não entra e amor não falta, garante o organizador. (Foto: Evandro Sudre)

"Um evento que tenta traduzir para a cidade o sentido de unidade nas pessoas", é assim que o publicitário e cineasta Evandro Sudre define a Santa Ceia Comunitária que será realizada neste sábado, às 15h, em um ar totalmente urbano e com grandes histórias do passado: a Rotunda.

Nesta edição, às vésperas de uma eleição conturbada para eleger um novo presidente ao País e outras cargos políticos,  missionários querem levar amor e fé aos moradores longe das divergências políticas, garante Evandro. "Distante de todo esse barulho para perceber, de maneira mais orgânica, que somos todos humanos e brasileiros, independente de gênero, raça ou grupo social", explica.

A ideia é mostrar o sentido de unidade às pessoas. (Foto: Evandro Sudre)A ideia é mostrar o sentido de unidade às pessoas. (Foto: Evandro Sudre)

O evento é aberto para todos, independente da convicção religiosa, e começou em 2017 para levar amor e uma pontinha de esperança ao coração de moradores de rua e pessoas em situações de risco em Campo Grande, "fadados" a pobreza, criminalidade e dependência química. "Migrantes, travestis, artistas e moradores de rua estão convidados a sentar à mesa conosco num momento de alegria, música, palavra e comunhão", diz Evandro.

Depois de muitas vitórias, com relatos de quem tem conseguido vencer o vício e voltar à família, não há edição que passe despercebida a moradores e pessoas que rodeiam a Rotunda.

Neste sábado, para mediar a discussão e levar a palavra, Nataniel Gomes, doutor em Letras pela UFRJ (Universidade Federal do Rio de Janeiro) e autor de 22 livros, estará na ponto histórico para se juntar a comunidade. Essa é a segunda vez que ele vem até o projeto contribuir com conhecimento. "Na primeira vez que eu fui chovia muito, e a experiência de ver todo mundo molhado mas unido ali, ricos, pobres, moradores de rua, foi única e arrebatadora", descreve Natanael que é professor e orientador da UEMS (Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul).

Diferente das igrejas, o projeto realizado não tem regras e quem prova isso são os moradores de rua. "O pessoal ali é diferente, olha e abraça a gente igual que fosse da família, senta no chão e troca ideia com a gente", reproduz Evandro a fala de um morador de rua, mas que não pode ser identificado.

A Santa Ceia comunitária começa às 15h, na Rotunda, que fica na Rua 14 de Julho, após a Feira Central. A entrada é gratuita.

Curta o Lado B no Facebook e Instagram.

 

Projeto acontece mensalmente e recebe quem estiver passando. (Foto: Evandro Sudre)Projeto acontece mensalmente e recebe quem estiver passando. (Foto: Evandro Sudre)


imagem transparente

Classificados


Copyright © 2019 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.