A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 24 de Setembro de 2018

23/05/2018 16:25

Com dó do carteiro, moradores fazem abaixo-assinado para ajudar Toninho

Em Vicentina, ele é responsável pela correspondência e as entregas para 6 mil pessoas, de bicicleta

Thailla Torres
Maria, uma das idealizadoras do abaixo-assinado. (Foto: Arquivo Pessoal)Maria, uma das idealizadoras do abaixo-assinado. (Foto: Arquivo Pessoal)

Desde ontem (22), moradores de Vicentina, a 255 quilômetros de Campo Grande, se mobilizam para colher assinaturas em um abaixo-assinado para manter Antônio Torres da Silva, de 42 anos, conhecido como Toninho, na profissão. Ele é o único carteiro da cidade e atende mais de 6 mil habitantes fazendo todo o trajeto de bicicleta.

Foi observando a dedicação de Toninho que a agente de saúde Martha Gonçalves, de 35 anos, publicou a história do carteiro nas redes sociais e deu início ao abaixo assinado junto com a amiga Maria Pereira. "Vicentina é pequena, mas a cidade cresceu muito. Hoje com a internet, ele não entrega somente cartas, há muitas encomendas pela cidade", explica Martha, com dó de Toninho.

Toninho, único carteiro de Vicentina.Toninho, único carteiro de Vicentina.

O objetivo dos moradores é colher 3 mil assinaturas e entregar o documento à agência dos Correios. "Nosso intuito é que empresa providencie uma moto para ele ou então, contrate um outro carteiro para que eles dividam a função", diz Martha.

A admiração começou há 13 anos, conta a moradora. "Toninho é um carteiro muito profissional, mas ele vai além. Conhece os moradores da cidade pelo nome, faz as entregas em dia e as vezes pula a hora do almoço para dar conta de suas entregas pela cidade", conta.

Em alguns casos, segundo Martha, em regiões da cidade que não há entrega de cartas, Toninho vai pessoalmente avisar o morador que as correspondências já estão na agência. "Ele é muito dedicado e admiro muito ele por isso", comenta.

O Lado B entrou em contato com Toninho que preferiu não dar entrevista. "Não posso falar sem autorização dos Correiros", justificou.

Segundo Martha além de ajudar, o objetivo é que ele permanece em Vicentina e não peça transferência por conta das condições de trabalho desfavoráveis. "Ele é muito importante para gente, queremos que ele fique. O abaixo-assinado é para ajudar e não para prejudicar".

Pai de dois filhos e carteiro há 13 anos, Toninho chegou em Vicentina depois de passar por Dourados e Pedro Gomes como carteiro. Conquistou moradores e hoje não pensa em deixar a profissão, afirma a esposa Crislaine dos Santos, que ficou surpresa com a comoção dos moradores. "A gente fica muito feliz com o reconhecimento de todos".



imagem transparente

Classificados


Copyright © 2018 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.