A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 19 de Maio de 2019

14/12/2018 09:04

Com mais de 23 mil seguidores, Christiane incentiva leitura usando o Instagram

Em um País de leitores em queda, as mídias sociais são uma maneira de manter as leituras em dia, compartilhar ideias e trocar experiências literárias

Kimberly Teodoro
Hábito que passa de mãe para filha, Cecília é a companheira da mãe pelas aventuras literárias (Foto: Arquivo Pessoal)Hábito que passa de mãe para filha, Cecília é a companheira da mãe pelas aventuras literárias (Foto: Arquivo Pessoal)

Cenários delicados com objetos escolhidos a dedo, cada detalhe transporta quem observa a imagem quadrada do instagram para mais perto do universo de um livro, que serve como tema central do click. Na legenda, opiniões, resenhas e citações.

Os chamados “bookstagram” ou “Instalivros” são contas na rede social que falam exclusivamente de livros e reúnem leitores de todo o mundo, que buscam na tecnologia uma forma de incentivar a leitura, trocar experiências e ficar por dentro das novidades.

Funcionária pública, Christiane Akie, é formada em Engenharia e ao contrário do que dizem por aí sobre a turma dos números e das letras não se misturarem, ela é praticamente uma devoradora de livros com um recorde de 15 exemplares em um único mês.

Registra cada aventura literária no perfil @chrisakie, que já tem mais de 23 mil seguidores e uma média de 1 mil curtidas por postagem, mostrando que o brasileiro tem sim interesse pelos livros e que estética das informações apresentadas também funciona como incentivo.

Com fotografias cheias de encanto, Christiane tenta passar a essência de cada livro (Foto: Arquivo Pessoal)Com fotografias cheias de encanto, Christiane tenta passar a essência de cada livro (Foto: Arquivo Pessoal)
Em um país com leitores em falta, cada foto de Christiane tem entre 600 e 1 mil curtidas (Foto: Arquivo Pessoal)Em um país com leitores em falta, cada foto de Christiane tem entre 600 e 1 mil curtidas (Foto: Arquivo Pessoal)

Christiane conta que teve o hábito de ler alimentado pela mãe desde criança, descendente de japoneses, ela morou no japão até os 10 anos e foi alfabetizada em japonês, o que trouxe uma ligação muito forte com os mangás, primeiro contato de fato com a leitura, mas que acabou se perdendo com o aumento de obrigações escolares.

De volta a Campo Grande, ela só foi reencontrar a paixão pelos livros depois de adulta, isso porque no começo ela mantinha um blog sobre cosmético, postando fotos esporádicas no instagram, na conta pessoal com cerca de 1,5 mil seguidores e um dia, deslizando os dedos pelo feed, ela viu uma foto de uma blogueira com o livro “A maldição do tigre”, com uma recomendação na legenda, falando sobre o mundo de aventuras, romance e fantasia que as páginas continham.

Quem vê fotos com cenários maravilhosos não imagina os bastidores (Foto: Arquivo Pessoal)Quem vê fotos com cenários maravilhosos não imagina os bastidores (Foto: Arquivo Pessoal)

Aceitar a indicação reacendeu o interesse adormecido durante boa parte da adolescência e começo da vida adulta, aos poucos as postagens sobre maquiagem e dicas de beleza foram sendo substituídas pelas leituras do mês, indicações e resenhas.

“No começo eu achava que ninguém estava interessado na minha opinião, eu não tinha confiança o suficiente e não achava que ia chegar tão longe, que alguém ia ler alguma coisa do que eu postava ou procurar as minhas indicações. Fui fazendo mesmo assim, com fotos mais simples em que o principal era a composição dos objetos na imagem, depois fui comprando mais coisas de decoração que combinasse com os temas dos livros, para que quando a pessoa olhar aquela foto, ela entre no universo da história, entenda a essência que as páginas contém, leia a legenda e se interesse pelo livro”, conta.

Característica principal das fotografias feitas por Christiane são as flores, tons de rosa e os cabeçudinhos Funko’s pop, os bonecos dos personagens favoritos das histórias feitos de vinil, pontos de luz em led e muitas texturas em madeira e renda, remetendo ao tema favorito dela: Romance.

Todo esse capricho tem explicação. Nas redes sociais, muitas vezes o que prende o olhar é a estética das fotos, com a composição certa é possível não apenas capturar a atenção do usuário, como também o coração. Tática que funcionou muito bem não apenas com aqueles que já tem o hábito da leitura como também despertou o interesse de um público que teve pouco contato com livros até o momento.

Com delicadeza de detalhes, cada foto transporta o público para o ambiente dos livros (Foto: Arquivo Pessoal)Com delicadeza de detalhes, cada foto transporta o público para o ambiente dos livros (Foto: Arquivo Pessoal)
Além das flores, os cenários para as fotos contam com Funko's pop e muita criatividade (Foto: Arquivo Pessoal)Além das flores, os cenários para as fotos contam com Funko's pop e muita criatividade (Foto: Arquivo Pessoal)

Para ela, montar os cenários e fotografar as histórias, escrever as legendas, publicar as postagens, ler os comentários e fazer novos amigos nesse universo é um hobby que acalma, ajuda a continuar lendo e trazendo sempre novos conteúdos para o público conquistado ao longo dos 3 anos em que mantém a conta no Instagram.

“Ler além de estimular a criatividade e a memória, é terapêutico, converso com pessoas que são estressadas, sofrem com a ansiedade, algumas com a depressão, e a leitura desestressa, é capaz de tirar essas pessoas de dentro desse turbilhão de sentimentos e fazer uma pausa, acalmar a mente e olhar as coisas com outra perspectiva”, revela.

Ao incentivar a leitura, Christiane espera encontrar um mundo melhor, com um pouco mais de magia também fora das páginas, e que ao trocar experiências cada leitor consiga absorver o melhor dos livros, desenvolvendo empatia pelos personagens, que mesmo fictícios têm o dom de nos transformar em pessoas melhores. “Que mais pessoas leiam e compartilhem com os amigos, surtem com a morte um personagem, se apaixonem, entendam a revolta e a vontade de sacudir pelos ombros cada vez que alguém dentro da história faz alguma burrada”, brinca.

Além de companheira de leitura, Cecília também faz sucesso como modelo nas fotos de Christiane (Foto: Arquivo Pessoal)Além de companheira de leitura, Cecília também faz sucesso como modelo nas fotos de Christiane (Foto: Arquivo Pessoal)

Hoje a companhia de Christiane é a filha Cecília, que desde o berço ouve a mãe narrando contos infantis repletos de magia, por vezes ela só fica por perto aproveitando o colo enquanto lê. De bônus, ainda serve como modelo para as lentes da mãe, sempre interagindo com os livros. “Eu quero que ela leia bastante desde agora, que conheça todos os gêneros, que ela seja minha companheira de leituras e séries”, conta.

Com a rotina corrida no trabalho e jornada dupla em casa cuidando da pequena Cecília, Christiane diz que os índices de leitura caíram um pouco e que atualmente prioriza a calma para aproveitar a viagem, tirando as exceções em que o livro é muito bom e ela acaba "indo madrugada a dentro", dizendo para si mesma que é "só mais uma página, só mais capítulo", até chegar a conclusão da história.

Como esses casos são poucos, o principal é a organização, Christiane procura sempre estabelecer uma meta que varia de 50 a 100 páginas por dia, levar sempre um livro na bolsa e aproveitar os intervalos de almoço e momentos da soneca do bebê para cumprir o objetivo.

Em relação às fotos, ela tem o apoio da família e do marido que divide as tarefas de casa e cuidados com Cecília, assim Christiane consegue fotografar aos fins de semana todas as fotos que serão usadas nas postagens dos próximos dias.

Curta o Lado B no Facebook e no Instagram.



imagem transparente

Classificados


Copyright © 2019 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.