A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 21 de Setembro de 2017

09/08/2017 06:20

Em nome do romantismo, Luis pediu Maria em casamento na nascente do Rio Bonito

Eduardo Fregatto
O anel, a nascente do rio e Maria Teresa. (Foto: Acervo Pessoal)O anel, a nascente do rio e Maria Teresa. (Foto: Acervo Pessoal)

Os advogados Luis Felipe Brentegani Ceolin, de 23 anos, e Maria Teresa Delalibera Leite, 25, se conheceram na adolescência, primeiro como amigos, aos 15 anos de idade. Logo a amizade se tornou algo mais sério e os dois se mantiveram juntos, como namorados, por 7 anos. Quando viajaram para o Festival de Inverno de Bonito, no mês passado, eles já tinham uma certeza: o casamento iria acontecer e o pedido oficial sairia ainda esse ano.

O que Maria Teresa não imaginava é que a proposta seria feita no meio de um rio de água cristalina. Mais especificamente, na Nascente Azul, do Rio Bonito.

O momento exato do pedido e o choque e emoção da noiva. (Foto: Acervo Pessoal)O momento exato do pedido e o choque e emoção da noiva. (Foto: Acervo Pessoal)
Maria vendo o anel no dedo, logo após dizer Sim. (Foto: Acervo Pessoal)Maria vendo o anel no dedo, logo após dizer Sim. (Foto: Acervo Pessoal)

A ideia partiu da imaginação de Luis Felipe, que queria tornar o momento cheio de significado e romantismo. "Tudo na minha vida eu busco dar um sentido, algo meio filosófico", explica. "Resolvi que meu pedido seria feito dentro das águas, pela água ser a primeira fonte da vida, a origem de tudo", complementa.

Maria Teresa não desconfiou de nada. Junto com outro casal de amigos, os dois foram para o passeio com a ajuda do guia turístico Alcindo. "Eu expliquei que queria fazer, ele me ajudou, guardou a aliança para mim", conta o advogado.

Luis, que não sabe nadar, acha que tudo se encaixou perfeitamente, como se fosse destino. "Só tinham nós 4 fazendo o passeio. Meu amigo, Tiago, manteve segredo, o anel não caiu no rio, deu tudo certo", diz, aliviado.

Luis Felipe e Maria Teresa nos tempos de adolescência, início do relacionamento. (Foto: Acervo Pessoal)Luis Felipe e Maria Teresa nos tempos de adolescência, início do relacionamento. (Foto: Acervo Pessoal)

"Eu reparei que ele estava muito nervoso, se mexendo bastante, mas achei que era pela água. O Luis Felipe sempre teve um pouco de medo de água", diz Maria, que foi surpreendida pelo pedido enquanto estavam nadando dentro da Nascente. "Foi emocionante, eu nunca imaginei que seria assim. Todo mundo gostou, os amigos vieram falar. Além de tudo, foi num lugar muito bonito", comenta.

Na hora de pegar o anel, bateu o desespero no noivo. "Meu medo era o anel cair na água e se perder", diz. Maria conta que ele ficou desesperado e só deixou ela pegar o anel depois que eles foram pra borda do rio. Mas, felizmente, deu tudo certo, o anel não caiu e logo foi parar no dedo da noiva.

"Na hora, ela ficou em choque, e aceitou". O guia turístico gostou tanto de presenciar o momento que até agradeceu ao casal.

Em tempos de pouco romantismo, Luis Felipe diz ficou feliz pela repercussão do pedido, que rendeu muitos elogios e comentários nas redes sociais. "Eu não gosto de fazer as coisas por fazer, por protocolo. Eu queria que tivesse um sentido. Lá na nascente nasceu um novo caminho entre eu e minha futura esposa", finaliza.

Curta o Lado B no Facebook.

O casal, sorridente, após o pedido. (Foto: Acervo Pessoal)O casal, sorridente, após o pedido. (Foto: Acervo Pessoal)



imagem transparente
Busca

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2017 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.