ACOMPANHE-NOS    
ABRIL, SÁBADO  17    CAMPO GRANDE 19º

Comportamento

Há 58 anos, Faísca e Fumaça fazem tudo juntos e se vestem iguais

Duas figuras de Dourados chamam a atenção toda vez que passeiam juntos pela cidade

Por Thailla Torres | 08/03/2021 06:46
Faísca e Fumaça ou Cosmo e Damião são irmãos que não abrem mão de se vestirem iguais (Foto: Helio de Freitas)
Faísca e Fumaça ou Cosmo e Damião são irmãos que não abrem mão de se vestirem iguais (Foto: Helio de Freitas)

Em Dourados, a 228 quilômetros de Campo Grande, dois irmãos são as maiores figuras da cidade. Eles nunca viram, mas já foram parar até em página de memes e post super comentado no Twitter, de quem resolveu reviver a fama dos irmãos Cosmo e Damião, mais conhecidos como Faísca e Fumaça.

Nas fotos dessa reportagem o risco de confusão é grande. Isso porque durante sessão de fotos, os dois irmãos brincaram e trocaram de lugar para ninguém saber quem é quem. Tudo bem, o que mais surpreende é a simpatia de quem leva uma vida simples e curiosa pelos costumes.

Cosmo e Damião da Silva Rodrigues são gêmeos, têm 58 anos, e moram na mesma casa desde que nasceram. Além disso se vestem igual e andam pela cidade sempre juntos. Viraram personagem há décadas, já deram entrevistas para jornais locais, participaram de clipes e foram até capa de CD musical.

Os dois vivem andando de bicleta juntos pela cidade (Foto: Helio de Freitas)
Os dois vivem andando de bicleta juntos pela cidade (Foto: Helio de Freitas)

O apelidos Faísca e Fumaça surgiram nos anos 80, aproximadamente. “Nós tínhamos comprado moto, a Garelli, tipo uma mobilete. E a gente andava fazendo fumaça pela cidade, foi daí que surgiu o apelido”, conta Cosmo.

É claro que a pergunta mais respondida é o motivo de se vestirem iguais. “É de natureza. Desde pequeno nossa mãe vestia assim”, conta Damião. Eles juram que nunca vestiram roupa diferente, nem dentro de casa. “A gente nunca quis vestir diferente e se a gente tenta o povo da cidade reclama. Reparam até se o sapato está diferente”.

Aos 58 anos, os dois solteirões, filhos de Guiomar e Ramão, se orgulham da fama. “Tem foto nossa em tudo quanto é casa dessa cidade. Todo mundo para e tira foto”.

Se alguém tira sarro eles pouco se importam, a alegria e a curiosidade de quem passa perto é o que conta. “Sempre tivemos o respeito do povo. Só não arrumamos mulher até agora”, diz Cosmo fazendo piada.

E qual o motivo? “Deve ser porque eu sou muito feio?”, questiona dando gargalhada.

Irmãos são pedreiros e sonham fazer sucesso com música (Foto: Helio de Freitas)
Irmãos são pedreiros e sonham fazer sucesso com música (Foto: Helio de Freitas)

Casar não está mais nos planos dos irmãos que juram ter aceitado a solteirice, mas o sonho ainda é emplacar na música sertaneja. “A gente canta música sertaneja de verdade, não essas porcarias que inventam hoje em dia e falam que é sertanejo. Mas tentamos virar cantores e ainda não conseguimos”.

Caçulas dos 11 irmãos, contam que estudaram só até a primeira série e cresceram trabalhando com os pais na roça. Hoje moram só os dois e trabalham como pedreiros.  Não pensam em vestir diferente nem morar distante. “Já que estivemos até agora juntos vamos continuar”.

Enquanto o sucesso com a música não vem eles investem em outro sonho. “Nosso sonho é ganhar na Lotofácil, então a gente joga. Se a gente ganhar, vamos comprar um sítio para morar longe da barulheira. A gente gosta de uma vida tranquila”, finaliza.

Curta o Lado B no Facebook e no Instagram. Tem uma pauta bacana para sugerir? Mande pelas redes sociais, e-mail: ladob@news.com.br ou no Direto das Ruas através do WhatsApp do Campo Grande News (67) 99669-9563.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário