A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 20 de Setembro de 2018

27/12/2017 07:53

Irmãos tatuam cromossomo que faz de Arthur uma criança diferente e inspiradora

O desenho veio para lembrar do pequeno que transformou a vida da família com amor

Thailla Torres
Imagem foi tatuada nas costas dos irmãos Paulo e Matheus.Imagem foi tatuada nas costas dos irmãos Paulo e Matheus.

A imagem tatuada nas costas de Matheus e Pedro representa o amor pelo irmão Arthur, de 3 anos, um menino com Síndrome de Down. O desenho simboliza quanto o pequeno transformou a vida da família e ensina todos os dias que ser diferente é normal.

Os pais nunca incentivaram a tatuagem, mas quando Matheus Salles Abdalla, de 19 anos, começou a trabalhar, o sonho de homenagear o irmão foi realizado. "Sempre tive essa vontade e a ideia de simbolizar o que ele tem a mais e tudo o que a gente ama nele. Pra gente, o cromossomo mostra que ele é igual a todo mundo. A diferença é que ele é um irmão sensacional e muito amado", descreve Matheus.

Apesar da resistência com a tinta na pele, o símbolo repercutiu bem na família e emocionou os pais. "Respeitamos a forma que escolheram de homenagear o irmão. O importante é o amor, respeito e a união que eles têm pelo Arthur. Todas as vezes que os irmãos chegam até ele, o sorriso e os braços abertos são instantâneos. É lindo de ver", descreve a mãe, Karyna Salles Abdalla.

Arthur é uma criança que ama brincar, dançar, curtir a piscina de bolinhas.Arthur é uma criança que ama brincar, dançar, curtir a piscina de bolinhas.

O dignóstico que comprova a Síndrome de Down só veio no dia do nascimento de Arthur, o que naturalmente abalou a família. "Sentimentos um impacto com a notícia porque era uma nova realidade. No começo, meu esposo conduziu a situação de forma magnífica e desde o primeiro minuto os irmãos entenderam que o Arthur era um presente em nossas vidas".

E não houve lamentação sobre a condição do filho. A diferença genética virou só um detalhe, principalmente, quando o menino aparece com seu sorriso gostoso e felicidade sincera. "Tudo passou a fazer sentido e ter um filho down é tão especial como ter qualquer outro. Para nós, nunca houve diferença. A família toda ama e respeita com amor", diz a mãe.

Arthur é uma criança que ama brincar, dançar, curtir a piscina de bolinhas, passear em todos os lugares e conquista todo mundo a sua volta de um jeitinho especial.

"Acho que  a única diferença foi a adaptação às terapias que ele faz desde os dois meses de idade. Faz tratamento com fonoaudiólogo, fisioterapia, terapia ocupacional, musicalização e natação. Mas é um menino tão alegre e feliz, que terá asas como todos os filhos e irá voar como todos nós com autonomia e oportunidades", prevê a mãe.

Curta o Lado B no Facebook e Instagram.

Família reunida no Natal. (Foto: Arquivo Pessoal)Família reunida no Natal. (Foto: Arquivo Pessoal)


imagem transparente

Classificados


Copyright © 2018 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.