A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 24 de Setembro de 2018

13/02/2017 07:30

Noivo trans peregrina por igrejas em busca de padre que aceite fazer casamento

Após pedido aceito pela igreja, noivo trans abriu mão até de retirar seios para ter o casamento dos sonhos

Paula Maciulevicius
Thamires e Lohan se conheceram quando ele ainda era ela e estão juntos na transformação rumo ao altar. (Foto: Alcides Neto)Thamires e Lohan se conheceram quando ele ainda era "ela" e estão juntos na transformação rumo ao altar. (Foto: Alcides Neto)

Juntos há 10 meses, a felicidade estampa o rosto do casal que conseguiu arrancar um "sim" do terceiro padre procurado para uma cerimonia não convencional. No processo de tratamento hormonal, Lohan vem dando aparência ao que sempre foi por dentro, apesar de todo registro e criação tentarem dar a ele uma feminilidade que nunca lhe pertenceu. Depois de se assumir trans no ano passado, está pronto para subir ao altar e até abriu mão da mastecmia - cirurgia da retirada dos seios - para realizar o sonho de um lindo casamento. 

Lohan tem se submetido aos hormônios nos dois últimos meses, com o apoio da família e da noiva, Thamires. "É uma coisa que mexe muito com o psicológico. Você não se sente bem com certas roupas, as pessoas te chamando de 'ela' e você fala: 'mas eu não quero ser ela. Eu não me vejo como ela'", desabafa Lohan Teodoro Silva, de 24 anos.

De aparência, ele já está perto do que deseja parecer. Falta ainda a barba. A voz não engrossou o tanto quanto ele gostaria, mas os trejeitos deixam claro que "ser homem" sempre foi muito natural. 

Casal batalhou até encontrar padre que aceitasse casá-los. (Foto: Alcides Neto)Casal batalhou até encontrar padre que aceitasse casá-los. (Foto: Alcides Neto)

O rapaz trabalha no gerenciamento de supermercado e como o processo ainda é recente, por vezes tem de atender aos pronomes femininos, até mesmo da própria noiva. "Até para ela é difícil de me chamar de 'ele', de Lohan, de meu marido. É assim, uma coisa meio que nova e que mexe com todo aquele negócio de usar os pronomes certos", exemplifica o noivo.

Os dois já se conheciam da balada, mas voltaram a se encontrar em menos de um ano. Ele, que ainda se identificava como ela, havia acabado de terminar um namoro. "Eu estava naquela melancolia e ela: 'ai não fica assim', foi consolar e...", brinca.

De chorar as mágoas juntos, eles passaram a compartilhar risadas, bons momentos e desde então não se largaram mais. No próximo dia 14 de maio, o namoro que já virou noivado completa um ano. Data que eles querem fazer com que seja do casamento também.

"O que eu estou tentando mostrar para a sociedade é que eu posso ser desse jeito e construir uma família. Posso ter esposa, filhos, minha casa, emprego. O que vai diferenciar é um 'ele' ou 'ela'?", se pergunta Lohan.

Nas últimas semanas, o casal tem peregrinado por igrejas católicas. Foram na paróquia do bairro Nova Lima e na São Francisco, na 13 de Maio. "E eles falam que não podem fazer casamento trans", responde a noiva, Thamires da Silva Marques, de 18 anos.

Alegria dos dois foi receber o primeiro sim e saber que vão ter a benção na igreja. (Foto: Alcides Neto)Alegria dos dois foi receber o primeiro "sim" e saber que vão ter a benção na igreja. (Foto: Alcides Neto)

A frustração que saiu junto às palavras agora já foi substituída pela emoção. No dia em que o casal recebeu o Lado B, comemorava uma vitória. Uma vizinha que soube da história sugeriu que eles fossem até a igreja Ortodoxa. "Nós chegamos lá super nervosos e o padre disse que primeiro teria de fazer o batismo, a eucaristia e então a gente ia poder se casar. Nossa, foi um alívio, essa aqui estava chorando", aponta para Thamires.

As lágrimas eram de alegria. "Vou conseguir casar na igreja", repete para si mesma e para a gente. "É um sonho, faz tempo que eu penso assim", completa a jovem.

Eles já queriam casar no final deste ano, mas acharam melhor passar todo o período de transformação de Lohan, com o argumento de que até o altar, ele se sentirá homem. "Sempre achei que na minha cabeça não pudéssemos nos casar, porque tem igreja que não aceita", contextualiza ele.

A família dos dois apoia a transformação de Lohan, até porque o irmão de Thamires também é um homem trans. Antes de compreender a transexualidade e se identificar com um gênero diferente do qual nasceu, Lohan já tinha se assumido homossexual. "Sempre tive relacionamento com mulheres, desde os meus 15 anos", explica.

De início, Thamires admite que teve resistência em apoiar a transexualidade do namorado. "Eu tinha medo, porque se eu quisesse um homem, estaria com um homem. Mas depois que passamos pelo psicólogo, hoje eu aceito, apoio e quero que ele se transforme", defende. 

Em dois meses, o que mudou foi a responsabilidade de Lohan. O processo tem mexido tanto com ele que até construir família entrou nos planos. "Eu mudei por ela e ela me aceitou do jeito que eu sou", se declara. 

Campanha pela internet quer ajudá-los a realizar o sonho que é dela. (Foto: Alcides Neto)Campanha pela internet quer ajudá-los a realizar o sonho que é dela. (Foto: Alcides Neto)

Campanha - Seguindo exemplos que as redes sociais trouxeram e ideias de amigos, de criar uma vaquinha para arrecadar dinheiro para a retirada dos seios, Lohan resolveu reverter a campanha para o casamento. 

"O maior sonho dela é entrar na igreja, vestida de noiva e numa limousine. Para qualquer casal, até homossexual, é mais fácil, mais tranquilo, as pessoas têm mais amigos, conhecidos. Para a gente não. Alguns amigos vão aceitar, outros não", explica.

O que o casal diz mais querer é "realizar o sonho, mas não ferir outras pessoas". Desempregada, Thamires faz serviços gerais e fala que todo empenho está voltado para o casamento. "A gente vai fazer almoço beneficente, rifa. O que queremos é realizar de um jeito viável", ressalta.

A campanha já está no ar, no Vakinha. Apaixonado, Lohan encerra dizendo que o que mais quer é "espero chegar no altar com aquela aparência que eu gosto, de barba e vê-la ali, linda, de noiva".

Curta o Lado B no Facebook 

O que os dois querem é se encontrar no altar, ele de terno e barba e ela de noiva. (Foto: Alcides Neto)O que os dois querem é se encontrar no altar, ele de terno e barba e ela de noiva. (Foto: Alcides Neto)


imagem transparente

Classificados


Copyright © 2018 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.