A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 19 de Maio de 2019

04/02/2019 09:45

Por R$ 970, igreja promete acabar com maldições e fazer até a "cura gay"

Comunidade Cristã Aliançados garante que, no último curso oferecido, até travesti saiu ‘curada’

Wendy Tonhati
Por R$ 970, igreja promete acabar com maldições e fazer até a cura gay

A promessa é de cura. Seja dos pecados, dos atrasos na vida e até do que a igreja considera "imoralidade sexual", leia-se "cura gay". A chamada Escola de Cura é uma espécie de retiro realizado durante três dias na chácara da Comunidade Cristã Aliançados, em Campo Grande.

A igreja que promove o curso, garante que quem está disposto a "mudar" consegue atingir o objetivo. Alguns, nem sabem qual o problema que tem, mas, lá descobrem e resolvem, garante a atendente que conversou com o Lado B na última sexta-feira.

Como tudo tem um preço na vida, além de força de vontade é preciso pagar pelo curso, que chega a quase R$ 1 mil, valor parcelado a perder de vista. A modalidade a prazo não é novidade na Comunidade Cristã Aliançados – que também é famosa por promover a Segunda-Feira Profética - e parcelar a oferta dos fieis em até 10 vezes.

Levando em conta o número de pessoas que chega a frequentar o "retiro", que segundo a secretária que repassa informações sobre o curso garante ficar entre 100 e 110 participantes, em cada módulo serão arrecadados mais de R$ 100 mil.

O Lado B esteve na igreja, localizada na Vila Bandeirantes, para perguntar sobre o curso. Sem informar que tratava-se de uma jornalista, para garantir informações fiéis as que são oferecidas à população, a responsável pela secretária da igreja deu o passo-a-passo do curso. O pastor responsável também foi procurado por telefone, mas a informação é de que ele está em viagem e só retorna no dia 15.

Página na internet tem as informações para os interessados (Foto: reprodução)Página na internet tem as informações para os interessados (Foto: reprodução)

Entre os temas mais polêmicos da Escola da Cura está a possibilidade de se tratar a sexualidade. A secretária confirma que é possível curar alguém que é gay, desde que a pessoa queira. Segundo ela, a homossexualidade não é normal, mas sim, uma atitude espiritual e uma atitude diabólica.

O Lado B argumenta que a origem da orientação sexual pode ter origem até em maldições de gerações passadas. “Pode ter sido tanto dos pais terem tido alguma atitude que abriu para o inimigo trabalhar, quanto por ele mesmo. Ou alguma maldição que os seus avós fizeram, alguma coisa lá que deu uma brecha para o inimigo trabalhar nessa brecha e que vem acompanhando de geração em geração. Enquanto não é tratado, não é feita a renúncia, ela vem. Porque isso não é normal. Essa atitude é diabólica mesmo”, diz a funcionária.

Segundo ela, no último curso, travesti se inscreveu e saiu curada. “Um rapaz chegou a virar, como se diz? Travesti, na rua. E ele saiu da lá [da rua] dessa vez”, garante.

A aula sobre a origem da condição sexual prossegue com a explicação de que pode tratar-se de um espírito. “Isso é um espírito que faz. Ele não é assim porque ele quer”. Outra informação acrescentada é sobre as mulheres que trabalham como prostitutas que também tem a "oportunidade" de se curar. “É a mesma coisa que as mulheres quando partem para a prostituição. É a pomba-gira. É o espírito que a usa e quando sai, deixa na lama”.

Detalhes do curso na internet. (Foto: reprodução)Detalhes do curso na internet. (Foto: reprodução)

Curso em três módulos

De acordo com informações do site da Escola da Cura, o primeiro módulo, em maio, tem valor de R$ 890 e, segundo informações da secretaria da igreja, já está com todas as vagas preenchidas. As curas são de “pecados e consequências, paternidade de Deus, reconciliação, imoralidade sexual, ocultismo, manipulação, intimidade com Deus, libertação e contaminação financeira”.

Para o mês seguinte, em que ainda há vagas, o valor já teve reajuste: R$ 970, com a possibilidade de parcelamento. “Curso, material, hospedagem, alimentação completa e translado aeroporto ou rodoviária até a chácara, ida e volta!”, diz o site. Os interessados só precisam levar bíblia e materiais de uso pessoal.

O curso todo é feito em três módulos. Segundo a funcionária, os cursos começaram com cerca de 50 pessoas e já é o quinto módulo 1 que é oferecido. “É uma média de 100 e 110 pessoas. Começou com 50, há muita procura. Vem gente de fora também. [gente] que passa e quer trazer a família. É forte”.

Na Escola de Cura, é tratada, segundo a igreja, “toda maldição”. As maldições, explica, podem ter vindo da família, adquirido por algum pecado ou por alguma atitude. O retiro começa na quinta-feira a tarde e há atividades coletivas e também individuais com um pastor em um gabinete. Nesse atendimento individual é feito o tratamento do problema específico da pessoa. A cura é feita com orações de renúncia para que a pessoa mude a situação.

“A Escola de Cura é mais ou menos isso. Trata todas as feridas, mas, a pessoa tem que querer e estar disposto a se limpar. Tem testemunhos fortes de outras pessoas”, diz a secretária.



imagem transparente

Classificados


Copyright © 2019 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.