ACOMPANHE-NOS    
OUTUBRO, QUARTA  20    CAMPO GRANDE 21º

Consumo

Cinza de cachorro cremado vira pingente para “aliviar saudade”

Dani viu na cremação de animais, uma chance de eternizar o carinho deles e aliviar a saudade com pingentes

Por Thailla Torres | 02/09/2021 11:56
Cinzas e pêlos do cãozinho Alcapone que viveram pingente para Danielle. (Foto: Instagram @Memoriade4patas)
Cinzas e pêlos do cãozinho Alcapone que viveram pingente para Danielle. (Foto: Instagram @Memoriade4patas)

Danielle Ocampos já é conhecida pela paixão que tem pelos animais, especialmente, cães e gatos, e já foi manchete por produzir petiscos caseiros só para pagar tratamento de cães resgatados. Mas agora, ela partiu para outro investimento, incomum, mas que alivia a saudade de quem ama um pet como alguém da família.

Danielle transforma cinzas de cães ou gatos cremados em pingentes, o mesmo pode ser feito com pêlos e dentes dos animais domésticos. O acessório que pode virar colar ou pulseira foi para Daniele, um alívio em meio à dor de perder um dos cachorros mais queridos da casa, o Alcapone, que deixou até decoração personalizada com seu nome na residência dela.

“Vi-me no desespero no dia que eu perdi ele. Alcapone foi resgatado e morreu com aproximadamente com sete anos de vida”, conta.

Danielle com o cãozinho Alcapone. (Foto: Arquivo Pessoal)
Danielle com o cãozinho Alcapone. (Foto: Arquivo Pessoal)
Pingente com pêlos do cachorro (Foto: Instagram @Memoriade4patas)
Pingente com pêlos do cachorro (Foto: Instagram @Memoriade4patas)

Após a morte do cachorro, Danielle enfrentou outra dificuldade com a decisão do que fazer com o corpo do animal. “Essa é uma dificuldade de muitos tutores. Enterrar não é legal e eu não queria levá-lo para Solurb, então, o mandei para o crematório”.

A cremação, segundo Danielle, ainda é algo distante de quem é dono dos animais. Ela precisou mandar o corpo do animal para Dourados para garantir a cremação. Depois, as cinzas de Alcapone chegaram dentro de um relicário.

“Então, eu comecei a pesquisar o que ia fazer com as cinzas, pois, eu me vi perdida e pensei em outros tutores também. Por isso, decidi fazer o pingente como uma lembrança de vida”.

Com pingentes a partir de R$ 137,00, cinzas, pêlos ou dentes podem ser “eternizados” dentro de resinas.

O primeiro feito foi com as cinzas do cãozinho Alcapone. As peças levam até 72 horas para serem confeccionadas. E quem tiver interesse, o telefone para contato é (67) 99150-1991.

Curta o Lado B no Facebook. Tem uma pauta bacana para sugerir? Mande pelas redes sociais, e-mail: ladob@news.com.br ou no Direto das Ruas através do WhatsApp do Campo Grande News (67) 99669-9563.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário