ACOMPANHE-NOS    
SETEMBRO, QUARTA  30    CAMPO GRANDE 39º

Consumo

Desempregado, José aposta no universo geek para vender açaí

Sem conseguir emprego há meses, jeito foi usar acerto do antigo trabalho para se reinventar e driblar crise causada pela pandemia

Por Alana Portela | 14/08/2020 07:07
José Rogério Silva Acosta mostrando um açaí no copo com vários recheios. (Foto: Henrique Kawaminami)
José Rogério Silva Acosta mostrando um açaí no copo com vários recheios. (Foto: Henrique Kawaminami)

José Rogério Silva Acosta é mais uma das “vítimas” do desemprego causado pela pandemia do coronavírus em Campo Grande. Em maio deste ano, a empresa onde trabalhava precisou cortar verba e ele foi um dos primeiros da lista a ser despedido. Sem conseguir novo emprego, o jeito foi apostar o dinheiro do acerto no universo geek para se reinventar e abrir uma açaiteria dentro do tema, no Rita Vieira, na tentativa de driblar a crise.

“Estava com dinheiro de demissão em casa, não conseguia serviço, sem proposta de emprego. Estava com medo de gastar dinheiro e pensei em abrir um negócio diferente, imaginei o que poderia ser atemporal e nisso pensei a comida”, lembra.

Aos 38 anos, ele é administrador e recorda que passou a “martelar” na cabeça que tipo de comida poderia investir. Por questão de rigidez e falta de estrutura, não quis produzir pratos salgados e lembrou que, independentemente do tempo, a galera curte mesmo são sobremesas e as opções geladas como o açaí.

Nas paredes, telão para exibir filmes e exposição de gibis colada para decorar o ambiente. (Foto: Henrique Kawaminami)
Nas paredes, telão para exibir filmes e exposição de gibis colada para decorar o ambiente. (Foto: Henrique Kawaminami)

Para tornar a ideia mais atrativa, ele apostou na cultura geek, pelo qual é apaixonado desde a infância. “Estou nesse universo desde criança, quando ainda passava desenhos animados na TV aberta. Perder episódios era muito ruim, pois demorava para reprisar e não existia internet. Quando cresci, entendi que não existia apenas futebol de rua, como também videogames, livros de ficção científica, jogos de cards, RPG, tabuleiros”.

“A melhor coisa é que as pessoas do meio não distinguem sexo, nível social, cor de pele, peso, pois todos são apaixonados pela arte. Antigamente, era bem difícil existir produtos para geek e hoje você encontra de forma fácil camisas, livros, filmes”, diz.

Tem miniaturas decorando a parede da açaiteria. (Foto: Henrique Kawaminami)
Tem miniaturas decorando a parede da açaiteria. (Foto: Henrique Kawaminami)

Foi com a estratégia de unir o útil ao agradável, que surgiu a “Geek Açaiteria”, aberta no último dia 3. Mas antes, contou com o apoio dos amigos e familiares, principalmente da sua mãe, Maria Solidade Cristóvão Silva e da namorada, Nayane da Costa Carneiro.

José planejou cada detalhe da decoração para chamar atenção daqueles que curtem açaí e adoram o universo geek.

As paredes ganharam cores, colagens de gibis e até miniaturas de personagens icônicos do cinema, como do filme Star Wars, Caverna do Dragão e até a imagem da “família” Naruto para dar um “up” no ambiente e te fazer descobrir que está “certo” em pedir açaí.

“É um passeio diferente, para entusiastas de HQ [Histórias em Quadrinhos], livros e animes. Há exposição através das paredes, em adesivos de HG, figure actions, quadros, projeções de filmes para resgatar a memória de quem já conhece e para apresentar aos que não conhecem ainda”, explica.

Tem um quadro com a imagem dos personagens do anime Naruto. (Foto: Henrique Kawaminami)
Tem um quadro com a imagem dos personagens do anime Naruto. (Foto: Henrique Kawaminami)

As mesas são coloridas e nelas ficam jogos de tabuleiro para a clientela se divertir jogando dama, jogo da velha e trilha, enquanto aguardam o pedido ficar pronto. No local, ainda tem um telão para, depois da pandemia, abrir espaço para reprodução de filmes, jogos e animações, etc.

O valor do açaí varia de acordo com o pedido e tem na versão Yoda de 200 ml por R$ 10,00; Sparta de 300 ml por R$ 12,00; Century de 500 ml por R$ 17,00 e Thanos de 700 ml por R$ 22,00. Além disso, ainda tem opção de açaí de um litro.

Tem jogo colado na mesa para os clientes aguardarem o pedido ficar pronto. (Foto: Henrique Kawaminami)
Tem jogo colado na mesa para os clientes aguardarem o pedido ficar pronto. (Foto: Henrique Kawaminami)

Além da opção de ir e se divertir no ambiente, o cliente ainda pode solicitar o pedido via delivery, pelo Ifood ou por telefone, que é José quem leva até você.

Local – O Geek Açaiteria está na Avenida Rita Vieira de Andrade, nº 929 – Sala II. Os pedidos delivery podem ser feitos através dos contatos (67) 9 9198 -8484 ou 3306-4748.

Curta o Lado B no Facebook e no Instagram. Tem uma pauta bacana para sugerir? Mande pelas redes sociais, e-mail: ladob@news.com.br ou no Direto das Ruas através do WhatsApp do Campo Grande News (67) 99669-9563.

Dá para jogar dama na mesa da açaiteria. (Foto: Henrique Kawaminami)
Dá para jogar dama na mesa da açaiteria. (Foto: Henrique Kawaminami)


Confira a Galeria de Imagens:
Regras de comentário