A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

08/10/2017 07:25

Há 15 anos, casal une arquitetura e origami na produção de convites criativos

Thailla Torres
Os convites são feitos com toda delicadeza por Renato e Lise. (Foto: Arquivo Pessoal)Os convites são feitos com toda delicadeza por Renato e Lise. (Foto: Arquivo Pessoal)

Durante toda faculdade, Renato Arakaki, de 54 anos, sabia que estava no caminho certo fazendo arquitetura. Mas sempre alimentou a vontade de manter as mãos ocupadas em contato com o papel. De família japonesa, a infância é ligada ao origami que trouxe a ele inúmeras possibilidades de fazer arte com o papel. A experiência foi a motivação para ganhar dinheiro fazendo cartões e convites criativos em Campo Grande.

O trabalho é todo manual e requer muita dedicação. Não é um simples papel decorado, ele e a esposa Lise Jonas, de 53 anos, recortam e colam cada detalhe juntos, fazendo convites que se transformam nas mãos e é do tipo que deve ser guardado na caixinha de lembranças.

Dos mais variados temas. Dos mais variados temas.
E cores. E cores.

Tudo começou quando Renato cursava Arquitetura na Universidade Federal Fluminense no Rio de Janeiro. Como o dinheiro que a família mandava era pouco para todos os sonhos, ele decidiu fazer algo diferente para juntar uns trocados. "Foi ali que eu pensei em fazer cartões diferentes e vendia aos meus professores. Alguns diziam que eu sabia fazer uma verdadeira maquete com o papel e decidi me aperfeiçoar".

Depois de casados, Renato e Lise, estudaram ainda mais sobre perspectiva e origami arquitetônico que dava aos convites um toque original. "Você precisa saber bem de perspectiva isométrica, que dá a sensação de menor deformação do objeto", explica.

Com o tempo, eles foram aliando arquitetura com o papel e se dedicando apenas a projetos. "Nós não executamos nada, só acompanhamos os projetos de arquitetura e o restante do tempo é fazendo convites".

O casal produz em média 400 por mês, mas o trabalho é árduo, mesmo com auxilio de máquinas que hoje dão suporte na hora de fazer os desenhos. "Antigamente era tudo na mão, a gente desenhava, fazia um gabarito e recortava todas as peças iguais. Hoje temos uma máquina que imprime tudo no tamanho que queremos. Mas o restante é feito a mão".

Dependendo do tema, é muito mais trabalhoso de fazer, mas para Renato é gratificante. "Eu sei que é incomum, mas um convite e um cartão diferente é especial".

Os convites são feitos por encomenda e o preço depende do modelo, tamanho e materiais. Quem tiver interesse o telefone para contato é (67) 3028-3826. 

Curta o Lado B no Facebook e Instagram.

Convite com tema Transformers. Convite com tema Transformers.
E o barco 3D E o barco 3D


imagem transparente

Classificados


Copyright © 2017 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.