A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 19 de Julho de 2019

19/06/2019 10:13

Mesmo que agora tenha de poupar 3 anos para casar, Luiz exagerou no noivado

Ele conheceu Márcia há 11 meses, foi amor a primeira vista, e decidiu surpreendê-la com um pedido de casamento

Alana Portela
Luis se ajoelhou para fazer o pedido (Foto: Everson Tavares)Luis se ajoelhou para fazer o pedido (Foto: Everson Tavares)

Para pedir a mão da namorada em casamento, Luis Bazilio não pensou em economia. Organizou uma festa de noivado que extrapolou orçamentos sem dó da conta bancária. Agora, diz que vai ter de economizar 3 anos para recuperar as finanças e bancar o casório. Mas paixão tem dessas coisas e ele garante que valeu a pena.

Ele conheceu Márcia Araldi, de 24 anos, há 11 meses, através das redes sociais, e decidiu impressioná-la com uma festa um tanto extravagante em Campo Grande, com cerimonial, tapete vermelho e até leu o discurso que escreveu enquanto viaja de ônibus para visitar a amada. Agora, após o pedido, o matrimônio terá que aguardar por uns três anos.

“O casamento vai ser daqui uns três anos porque precisamos juntar dinheiro. Tinha um orçamento pequeno, mas no final gastei mais do que deveria, uns cinco mil. Estava preparando há um mês, entrei em contato com o cerimonial que indicou restaurante bonito e eu queria fazer uma surpresa para ela”, relatou.

A festa ocorreu no sábado (15), deste mês, no restaurante que é inspirado em Dubai. Luis lembra de cada detalhe, e fala sobre a reação da namorada no dia. “Sabia que ia aceitar, já tinha conversado sobre casamento antes, mas ela não entendeu o sinal. Estava tudo em mente e comecei a planejar. Avisei os amigos e familiares sobre a surpresa. Combinamos um dia certo, porque moramos em cidades diferentes”, disse.

Luis é de Campo Grande, mas se mudou há pouco tempo para São Carlos (SP), onde mora em uma república e faz mestrado na área de Engenharia Civil. Márcia é de Dourados e estuda Medicina Veterinária. Para fazer a surpresa dar certo, ele veio para a Capital e disse à namorada que era uma festa de aniversário de um amigo da família, e ela precisava estar presente para conhecer.

Márcia olhando para Luis enquanto ele lia a declaração que escreveu (Foto: Everson Tavares)Márcia olhando para Luis enquanto ele lia a declaração que escreveu (Foto: Everson Tavares)
Luis colocou a aliança que comprou no dedo da noiva (Foto: Everson Tavares)Luis colocou a aliança que comprou no dedo da noiva (Foto: Everson Tavares)

O contrato de cerimonial foi porque Luis não teria tempo suficiente para chegar na Capital e organizar tudo para a surpresa de última hora. Contudo, já tinha em mente o que desejava fazer no grande dia. Tinham também músicos para animar a festa.

“Viemos para Campo Grande. Foi se arrumar e enquanto passava a maquiagem, uma tia mandou mensagem dando parabéns, mas ela não percebeu. Falei para os convidados chegarem às 17h30 porque iríamos fazer a surpresa às 18h. Eles foram pra lá, porém nesse dia meu pai estava se recuperando de uma cirurgia que tinha feito pra tirar a pedra do rim. Então, ele foi com a gente no carro”, lembrou.

Chegando no restaurante, Luis fingiu que perdeu o celular no carro para enrolar Márcia, até seu pai entrar no local. Tudo estava perfeito, e na entrada o tapete vermelho já a impressionou. Ao notar que a namorada estava encantada sem mesmo ter entrado na festa, ficou contente e colocou a mão o bolso para checar as alianças que havia comprado escondido.

“Comprei as alianças pela internet porque é mais barato. Coloquei a caixinha em um saquinho e guardei no bolso, para ela não ver. Fomos entrando, aí ela viu a cunhada dela e achou estranho. Depois quando chegamos, viu que estava a família e amigos, eram 30 pessoas, e perguntou o que estava acontecendo. Fiz o pedido e li um discurso que havia preparado no final de maio, em uma viagem de ônibus até Dourados”, contou.

A decoração da festa foi realizada pelo cerimonial contratado por Luis e teve até música (Foto: Everson Tavares)A decoração da festa foi realizada pelo cerimonial contratado por Luis e teve até música (Foto: Everson Tavares)
Um bolo foi preparado para os noivos (Foto: Everson Tavares)Um bolo foi preparado para os noivos (Foto: Everson Tavares)

Em seguida, se ajoelhou e mostrou as alianças que havia comprado. Márcia sorriu e, claro, disse o “Sim” tão aguardado da noite. Cada detalhe é importante, e Luis contou com a ajuda de amigos para fotografar e filmar o momento especial. Para deixar o momento romântico, um coquetel foi servido e uma mesa com frios ficou à disposição dos convidados.

Os amigos e familiares puderam beber champanhe para celebrar a nova fase dos pombinhos. Horas depois, algumas pessoas deixaram a festa e os que ficaram, pediram um jantar individual. Para não “pesar” pra ninguém, cada um pagou o seu prato.

Felizes da vida, os noivos fizeram um ensaio de fotografia e depois pediram um risoto com filé mignon. Um bolo foi cortado para “adoçar” a relação. Márcia estava feliz, a todo momento sorria, mas conta que quase não foi na festa. “Não sabia o que estava acontecendo e todo mundo pedia para eu me arrumar. Era uma semana estressante na faculdade, pensei em não ir, porém fui”, lembrou a estudante.

Luis preparou um discurso para pedir para falar na festa (Foto: Everson Tavares)Luis preparou um discurso para pedir para falar na festa (Foto: Everson Tavares)

 Começo da relação - O casal se conheceu através das redes socais e começaram a conversar. Na época, Luis ainda morava em Campo Grande e decidiu ir até Dourados com o pretexto de pegar um documento. Informou Márcia sobre a viagem e combinaram de se encontrar na rodoviária. Quando chegou, encontrou com ela e foi amor à primeira vista.

“A conexão é muito forte. Estávamos ansiosos para nos ver. Parecia que eu estava voltando de uma longa viagem, que a gente se conhecia há muito tempo. Tinha morado em Dourados até o começo de 2018, mas nunca a vi. Começamos a namorar, porém falei que ia para São Carlos, estudar. Entretanto, a gente não consegue ficar longe um do outro, a cada duas 15 dias a gente tenta se ver”, disse.

Márcia termina a curso de graduação no próximo mês, e Luis comenta que quer guardar dinheiro para comprar móveis e alugar uma casa em São Carlos, para ficarem juntos. “Temos que começar por baixo”, falou.

Após a festa em Campo Grande, os pombinhos já planejam o próximo encontro. Desta vez vai ser no dia 12 de julho, em Limeira, cidade a 100 quilômetros de São Carlos. Márcia vai até a casa da avó do noivo para comemorar o aniversário de Luis, que completará 28 anos. “A gente começou namorando sabendo que queria”, destacou ela.

Curta o Lado B no Facebook e no Instagram.

Os noivos realizaram um ensaio de casal para registrar o momento (Foto: Everson Tavares)Os noivos realizaram um ensaio de casal para registrar o momento (Foto: Everson Tavares)
imagem transparente

Classificados


Copyright © 2019 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.