A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 19 de Agosto de 2018

21/06/2018 08:19

Pelo sorriso do pet, tem quem pague R$ 5 mil em cuidados odontológicos

Animais podem até colocar aparelho ortodôntico para deixar o sorriso perfeito

Willian Leite
Foto ilustra cão com aparelho ortodôntico na arcada superior. (Foto: Divulgação internet)  Foto ilustra cão com aparelho ortodôntico na arcada superior. (Foto: Divulgação internet)

A moda agora é tratamento odontológico para pets. Muitas famílias já se preocupam em tratar dos dentes dos animais de estimação e gastam até R$ 5 mil em tratamentos e exames odontológicos para os bichinhos. Em Campo Grande, quem leva cães e gatos não se reclama do valor e afirma que é melhor prevenir do que perder o sorriso do bichinho de estimação.

A advogada Simone Possi percebeu que o cachorro Byli, um poodle toy de 17 anos, tinha hálito muito forte e isso incomodava. Foi quando viu também que o animal estava com os dentes escuros e com dificuldade para comer.

“Vi que a raiz dos dentes dele estavam bem inflamadas e havia muitos focos bacterianos, então levei ao consultório, porque o cheiro era insuportável. Lá, ele foi submetido a exame de raio-x, descobrimos então que de tão grave que estava, ele precisou fazer extração. Gastei em torno de R$ 1.5 mil entre exames, anestesia e internação. Pra mim, não importa o valor, porque ele já está a tanto tempo com a gente que já faz parte da família”, declarou.

 

Bento tem 7 anos e precisou extrair três dentes após avaliação feito por meio de raio x digital. (Foto: Divulgação internet)Bento tem 7 anos e precisou extrair três dentes após avaliação feito por meio de raio x digital. (Foto: Divulgação internet)

Simone também gastou mais de R$ 500,00 com o gato Bento, de 7 anos. Em exame de raio-x, o especialista descobriu que o animal estava com os caninos inflamados. “Como o Byli tinha feito e se recuperado bem, levei o Bento para fazer exames de prevenção e ele acabou precisando extraindo os dois caninos e mais dente”, explica.

O caso mais grave foi o da Tina, uma pinscher que estava há tempos com uma fistula oronasal, uma espécie de abertura no rosto que saia na boca do animal e que soltava muita secreção e pus. O diagnóstico mostrou que o problema na realidade era uma fratura em um dos dentes. “ Nós gastamos em torno de R$ 2 mil reais com o tratamento da Tina. É caro, mas não posso deixar o bichinho sofrendo com dor. Para que ele tenha qualidade de vida é mais que necessário que nos preocupemos com esse detalhe sim”, explica a empresária Maura de Souza Perez.

Vera de Mattos Machado descobriu o mesmo problema quando resolveu investir na saúde bucal do yorkshire Fred. “Ele tinha um problema seríssimo com mau hálito e como já é um cachorro idoso achava perigoso leva-lo para consulta e acabar tendo que fazer algum procedimento cirúrgico, quando nos demos conta ele já estava com uma fistula que deixou ainda mais forte o mau cheiro, aí resolvemos procurar o veterinário para tratar”.

 

Antes de qualquer diagnóstico animal e submetido a exames. (Foto: Divulgação internet)Antes de qualquer diagnóstico animal e submetido a exames. (Foto: Divulgação internet)

Já o tratamento ortodôntico, com a colocação de aparelho, ainda não é comum por aqui, já que depende de três fatores: temperamento do animal, disponibilidade do dono em adotar todos os cuidados e dinheiro, o custo mínimo é de R$ 5 mil. Os casos mais comuns são relacionados a má-oclusão, quando não há encaixe entre a maxila e a mandíbula.

O problema pode trazer danos aos dentes, à gengiva e articulações, além de provocar dores. É indicado principalmente a cães e gatos de pequeno porte, como os cachorros da raça yorkshire e maltês.

A má-oclusão pode ser ocasionada, por exemplo, pela não remoção dos dentes de leite. A médica veterinária e especialista em Odontologia para pequenos animais, Rommy Schneider Nasser, trabalha com pets há 30 anos e afirma que muitas pessoas procuram a clinica quando os cachorros ou gatos já estão com problemas sérios na arcada dentaria.

“Quando nossos clientes vêm nos procurar por qualquer outro tipo de atendimento é feito um check list e quando detectamos a necessidade de avaliação odontológica orientamos os tutores dos animais que na maioria são positivos e acabam optando pelo tratamento”, ressalta.

Tratamento ortodôntico pode custar até R$ 5,000 aos donos dos pets. (Foto: Divulgação internet) Tratamento ortodôntico pode custar até R$ 5,000 aos donos dos pets. (Foto: Divulgação internet)

Rommy explica ainda que os preços não são questionados e como são muitos os exemplos de sucesso na recuperação dos pets, um indica para o outro e por dia são atendidos de dois a três cachorros e gatos com complicações odontológicas. “Temos um aparelho de raio-x digital que detecta infecções e ou inflamações e a partir dessa avaliação começa-se o tratamento”, comenta.

Ela diz que decidiu que iria se especializar no ramo em 2004, quando percebeu que os donos dos pequenos animais não se preocupavam com a saúde bucal dos pets. “Foram dois anos de especialização, em 2006 iniciei o trabalho e criei o centro Odontológico e de lá para cá temos tido sucesso em nossos atendimentos”, finaliza.

Curta o Lado B no Facebook e Instagram.



imagem transparente

Classificados


Copyright © 2018 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.