ACOMPANHE-NOS    
AGOSTO, SEGUNDA  03    CAMPO GRANDE 20º

Consumo

Perder o emprego na pandemia fez Maisse colorir jaqueta jeans

Sabe aquela jaqueta ou calça jeans que você quase não usa mais? Maisse dá um jeitinho de personalizar a peça e deixa item novo

Por Thailla Torres | 04/07/2020 07:40
Peças personalizadas viraram renda para Maisse que perdeu emprego. (Foto: Kísie Ainoã)
Peças personalizadas viraram renda para Maisse que perdeu emprego. (Foto: Kísie Ainoã)

A moradora do bairro Universitário, Maisse Pereira, de 33 anos, sempre teve facilidade para desenhar. Durante anos muita gente falou para ela investir no talento como negócio, mas acabou deixando a ideia de lado. Foi depois de perder o emprego em plena pandemia que ela resolver mostrar sua arte para o mundo e para a moda.

“Uma amiga sempre me incentivou a ganhar dinheiro com isso. Sempre me deu boas ideias. Depois dela achar muitas fotos na internet e me mandar como sugestão, eu passei a pensar mais sobre como investir nisso. Ela sempre acreditou que eu teria um bom retorno”, conta.

Peças são feitas sob encomenda. (Foto: Kísie Ainoã)
Peças são feitas sob encomenda. (Foto: Kísie Ainoã)

Maisse diz que perdeu o emprego no início da pandemia e viu na ideia da amiga um jeitinho de ganhar dinheiro. “Comprei umas tintas para testar e deu certo”.

O trabalho consiste em personalizar peças de roupas, especialmente os jeans. Ela já coloriu shorts, calças, saias e jaquetas.

“Fiz em uma perna de calça que não usava mais e em seguida fiz um sobretudo para uma cliente fã de Harry   Potter. Geralmente são aquelas jaquetas jeans que estão no armário, dou uma repaginada e deixo com um ar mais jovem e descontraído”, explica.

Basta escolher o desenho. (Foto: Kísie Ainoã)
Basta escolher o desenho. (Foto: Kísie Ainoã)

Os desenhos e pinturas são, na maioria das vezes, baseados na cultura pop, anime ou misticismo. “Mas tudo depende da ideia e do gosto do cliente”. As peças são feitas sob encomenda e custam R$ 100,00.

“É bem exclusivo porque são imagens desenhadas e pintadas à mão, e nenhuma fica igual a outra”. Quem tiver interesse pode entrar em contato com Maisse pelo WhatsApp (67) 99275-6673.

Curta o Lado B no Facebook e no Instagram. Tem uma pauta bacana para sugerir? Mande pelas redes sociais, e-mail: ladob@news.com.br ou no Direto das Ruas através do WhatsApp do Campo Grande News (67) 99669-9563.

Saias também são personalizadas. (Foto: Kísie Ainoã)
Saias também são personalizadas. (Foto: Kísie Ainoã)