ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
JULHO, SEGUNDA  15    CAMPO GRANDE 19º

Diversão

Após 9 idas ao Japão, músico mostra que vida não precisa ser só trabalho

Nas redes sociais, ele compartilha um pouco da rotina de quem agora não vive só para as fábricas

Por Thailla Torres | 09/07/2024 06:30
Depois de juntar uma grana significativa para sobreviver sem perrengues, pela primeira vez ele desfruta do Japão sem correria.
Depois de juntar uma grana significativa para sobreviver sem perrengues, pela primeira vez ele desfruta do Japão sem correria.

Contando com a última entrada no país oriental, Adrian Okumoto já esteve no Japão nove vezes, oito delas dedicadas a horas incansáveis de trabalho. Depois de juntar uma grana significativa para sobreviver sem perrengues, pela primeira vez ele desfruta do Japão como alguém que deseja ter mais experiências do que só horas trabalhadas na rotina. E é claro que a experiência tem rendido histórias e inspirado amigos.

Hoje, ele narra no Voz da Experiêncicomo tem sido os últimos dias, sem data para voltar para Campo Grande, mas com expectativa de se conectar muito mais com a cultura japonesa e sentir o gosto da liberdade de quem entende que a vida precisa de novas experiências todos os dias.

Adrian também compartilha um pouco dessa experiência em suas redes sociais.
Adrian também compartilha um pouco dessa experiência em suas redes sociais.

"Estou na melhor fase da minha vida no Japão. Todas as vezes que vinha para cá, ficava trabalhando 12 horas por dia na fábrica, sem folga, vivendo apenas para o trabalho e o dinheiro. Agora, nessa nova fase, consegui juntar dinheiro para me sustentar e estudar por seis meses. Escolhi Tóquio, uma cidade com muitas experiências culturais para viver dia a dia, imerso na cultura japonesa e familiarizado com seus costumes.

Pela primeira vez, sinto que estou realmente vivendo o cotidiano e a cultura japonesa. Morar em uma metrópole como Tóquio tem sido surpreendente pela diversidade cultural. 

Apesar da forte influência da cultura japonesa, percebo uma abertura para outras culturas. Conheci japoneses interessados em aprender sobre novas culturas, como no festival de cultura brasileira que participei, onde vi japoneses se envolvendo e apreciando a efervescência cultural.

Essa experiência tem fortalecido minha conexão com a cultura japonesa e proporcionado mais tempo para interagir com as pessoas, explorar parques, viver a cidade e participar de atividades sociais.

Socialmente, tenho interagido tanto com estrangeiros quanto com japoneses, o que tem sido muito enriquecedor.

Já estive aqui várias vezes como dekassegui, trabalhando em diferentes cidades e mudando de endereço com frequência. Tenho experiência na vida nômade no Japão.

Meu plano agora é ficar mais tempo no Japão, aprimorar meu conhecimento da língua e contribuir culturalmente para o país. Estou comprometido em ficar por um período determinado e aproveitar ao máximo essa oportunidade.

Minhas dicas para quem quer sair das fábricas:

  • Organize-se para economizar dinheiro.
  • Estude o idioma japonês.
  • Explore e aprenda sobre a cultura japonesa.
  • Busque interação e comunicação com os japoneses.

Seguindo esses passos, você abrirá novas portas e terá uma nova perspectiva de vida no Japão, conectando-se verdadeiramente com as pessoas.

Muitos brasileiros tendem a menosprezar a vida nas fábricas, que é árdua e exigente, não sendo para todos. Metade das pessoas desiste dessa vida de fábrica, mas a outra metade persiste. Com orgulho, digo que sou operário de fábrica e valorizo cada etapa dessa jornada no Japão"

Quem quiser acompanhar Adrian, ele tem compartilhado um pouco da experiência em seu Instagram @chapanoize

Tem alguma história de viagem para contar? Envie sua sugestão para o Lado B  nos links abaixo.

Confira a galeria de imagens:

  • Campo Grande News
  • Campo Grande News
  • Campo Grande News
  • Campo Grande News
  • Campo Grande News
  • Campo Grande News
  • Campo Grande News

Acompanhe o Lado B no Instagram @ladobcgoficial, Facebook e Twitter. Tem pauta para sugerir? Mande nas redes sociais ou no Direto das Ruas através do WhatsApp (67) 99669-9563 (chame aqui).

Receba as principais notícias do Estado pelo Whats. Clique aqui para entrar na lista VIP do Campo Grande News.

Nos siga no Google Notícias