A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 20 de Setembro de 2018

21/01/2018 07:05

Canteiro da Afonso Pena virou praia para churrasco que já é tradição de amigos

Thailla Torres
Turma unida há 13 anos decidiu ocupar canteiro aos fins de semana. (Foto: Saul Schramm)Turma unida há 13 anos decidiu ocupar canteiro aos fins de semana. (Foto: Saul Schramm)

Difícil fazer alguém entender que em Campo Grande, na principal avenida da cidade, rola até churrasquinho em pleno canteiro central. Na Avenida Afonso Pena, um grupo de amigos resolveu aproveitar a sombra fresca do canteiro para fazer um churrasco daqueles, o que já virou tradição mensal.

Quem comanda a reunião que acontece pelo menos uma vez por mês é o comerciante Ismael Aderaldo dos Santos, de 45 anos, dono de uma conveniência ali na avenida. Por conta do sol forte e do calor na frente do estabelecimento, ele e os amigos atravessam a rua para dar início a diversão.

"É mais gostoso aqui, tem espaço, grama e sombra", justifica sobre a escolha do espaço. E para o conforto, a turma leva cadeira, mesa, churrasqueira, grelha e utensílios para comer e beber à vontade. Quando falta a cerveja, Ismael só atravessa a rua para buscar mais uma gelada.

Tem churrasco, pelo menos, uma vez por mês. (Foto: Saul Schramm)Tem churrasco, pelo menos, uma vez por mês. (Foto: Saul Schramm)

A turma é animada. No sábado, além de Ismael, estavam juntos Carlão, Luciano, Douglas e Natanael de Barros, de 62 anos, considerado o vovô entre os amigos. "Só porque eu tenho uns cabelinhos brancos, mas aqui é todo mundo velho também", brinca o representante comercial.

Com amizade que já completou 13 anos, a rapaziada é unidade em todas as comemorações. "A gente bebe junto, faz churrasco, pesca, tem moai e grupo no Whatsapp, ninguém se larga".

Tanto que há anos eles mantêm a tradição da pescaria, mas em época de piracema o jeito é se divertir com o que tem na cidade. "E como não tem muita coisa, a gente decidiu aproveitar o canteiro", diz Ismael.

Com cheirinho de assado que dá pra sentir do outro lado da rua, o churrasco já atraiu curiosos. "Tem vez que até morador de rua passa aqui para comer com a gente e quem tiver passando, se quiser sentar, é só participar da vaquinha", afirma.

Mas não é todo mundo que tem coragem, afirma Ismael. "Tem gente que fica com vergonha, acha que a gente é doido de se divertir assim, mas não imagina o tanto que o nosso churrasco é bom", ri.

A reunião já tem data marcada durante todo o ano, até na véspera de Natal. "A gente se reúne no canteiro todo dia 24 de dezembro para comemorar o aniversário do Baiano [Ismael], mas depois a gente deixa tudo limpinho, nunca tivemos problema", afirma.



imagem transparente

Classificados


Copyright © 2018 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.