ACOMPANHE-NOS    
MARÇO, DOMINGO  29    CAMPO GRANDE 23º

Diversão

Carnaval levou 118 mil pessoas para os blocos na Esplanada Ferroviária

No último dia de folia, dispersão foi tranquila e sem registro de confusões

Por Adriano Fernandes e Clayton Neves | 25/02/2020 23:45
Público que acompanhou a última noite do Valu.(Foto: Kisie Ainoã)
Público que acompanhou a última noite do Valu.(Foto: Kisie Ainoã)

O Cordão da Valu, maior e mais tradicional bloco do Carnaval de Campo Grande, encerrou há pouco a folia no centro histórico de Campo Grande. Em três dias de festa, 118 mil pessoas, entre crianças, jovens e adultos, lotaram a Esplanada Ferroviária provando mais uma vez o sucesso do Carnaval de rua da Capital.

A folia terminou pontualmente às 23h e não foram registrados incidentes, segundo a Guarda Municipal de Campo Grande. Nesta terça-feira (25), 35 mil foliões acompanharam a Valu, mesmo número de pessoas do primeiro dia do bloco, no sábado (22). Uma multidão de gente que vibrou e aprovou a festa. 

Da esquerda para direita, Rosany, Matteo e Michelle. (Foto: Kisie Ainoã)
Da esquerda para direita, Rosany, Matteo e Michelle. (Foto: Kisie Ainoã)

“Esse ano foi formidável, acertaram em cheio. Amamos tanto que viemos todos os dias”, comentou a coordenadora pedagógica Rosany Romano, de 57 anos.

Estreiante na folia campo-grandense, ela conta que em anos anteriores passou o Carnaval no interior do Estado. Neste ano, optou por aproveitar a festa na esplanada ao lado da família. “Tomara que seja assim todos os anos que no próximo nem viajo, fico por aqui mesmo”, comemora.

Quem também aprovou a festa foi sua filha, a funcionária pública Michelle Romano, de 30 anos. Junto do filho Matteo, de 3 anos, saíram de Três Lagoas para manter a tradição do Carnaval em família. “É o nosso programa familiar, uma tradição que temos. Eu já conhecia o Carnaval daqui e recomendei por saber que era bom. Estão de parabéns, uma estrutura boa, shows muito bons e estava seguro”, conta.

Conforme a Guarda Municipal, 80 agentes reforçaram a proteção dos foliões, nesta terça-feira (25).O quesito segurança também surpreendeu positivamente Aline Lopes, de 28 anos.

Aline Lopes acompanhou o Valu pela primeira vez.(Foto: Kisie Ainoã)
Aline Lopes acompanhou o Valu pela primeira vez.(Foto: Kisie Ainoã)

Acostumada com outros carnavais, como o de Salvador, por exemplo, ela também foi pela primeira vez acompanhar o Valu. "Em Salvador as pessoas não podem nem levar celular que correm o risco de serem roubados. Aqui não tive nenhum problema, amei”, disse Aline ao lado da mãe, dona Lourdes Rodrigues, de 61 anos, outra foliã confessa. “Foi gostoso, sossegado. Um Carnaval muito bom”, elogiou a simpática dona Lourdes.

Para Silvana Valu, fundadora do Cordão da Valu a sensação que fica é de dever cumprido. “Foi uma festa linda tanto no sábado quanto hoje, tudo maravilhoso. Estamos muito felizes porque fizemos um Carnaval fantástico e para todos, tiveram muitas crianças, jovens”, comenta. 

Desde o último sábado (22), o público compareceu em peso na Esplanada para acompanhar as atrações do Valu, mas também do Capivara Blasé, outro bloco que a cada ano atrai mais foliões, cores e tribos. Foram 25 mil pessoas no domingo (23) e 23 mil nesta última segunda-feira (24).

“Conseguimos mais uma vez proporcionar um Carnaval muito bacana para a população e a cidade abraçou esse movimento dos blocos. Nossa missão está cumprida”, completa Vitor Samúdio, criador do Capivara Blasé.

 

Despedida dos organizadores do bloco, durante a folia desta noite. (Foto: Kisie Ainoã)
Despedida dos organizadores do bloco, durante a folia desta noite. (Foto: Kisie Ainoã)