ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
ABRIL, DOMINGO  21    CAMPO GRANDE 23º

Diversão

Defesa de Munhoz e Mariano alega que garoto ‘bebe há muito tempo’

Advogados da dupla reuniram 'acervo probatório' contra família que pede R$ 500 mil de indenização

Por Jéssica Fernandes | 19/09/2023 09:55
Nas redes sociais, adolescente compartilha vídeos ingerindo álcool.(Foto: Reprodução/ Redes sociais)
Nas redes sociais, adolescente compartilha vídeos ingerindo álcool.(Foto: Reprodução/ Redes sociais)

Os advogados de Munhoz e Mariano reuniram provas contra a família do menor de idade que está processando a dupla sertaneja. O jovem, que supostamente desmaiou após ingerir bebida alcoólica oferecida pelos artistas durante um show em Porto Murtinho (MS), tem diversos vídeos na internet em que aparece bebendo cerveja com amigos e família.

O material faz parte do ‘acervo probatório’ dos advogados Douglas de Oliveira e Pedro Vale. O empresário da dupla sertaneja, Ninho, comenta que os registros foram apagados das redes sociais do menor, porém o material já está em posse dos advogados e registrado em ata notarial.

“A gente entrou nas redes sociais do menino comprovando que ele já bebe há muito tempo junto com o pai e os familiares. Não é de agora isso que ele está fazendo, mas ele apagou das redes sociais só que temos tudo salvo”, afirma.

O Lado B teve acesso a alguns dos vídeos que podem ser conferidos a seguir:

Segundo o empresário, o pedido de R$ 500 mil de indenização surpreendeu, já que o pai do menor estava no show realizado em 14 de junho deste ano. “Recebemos a notícia com surpresa também porque é um quadro que temos no nosso show e o pai do menino estava com ele o tempo inteiro antes de ele subir no palco”, pontua.

A afirmativa é reforçada em nota emitida pelos advogados de Munhoz e Mariano. Leia a seguir:

“Os advogados Douglas de Oliveira e Pedro Vale, que representam a dupla, explicaram que o menor estava com seu pai no evento, já estava consumindo álcool e, somente subiu ao palco por ter se apresentado como maior de idade. Os advogados da dupla explicaram que possuem vasto acervo probatório, composto por fotos, vídeos, ata notarial e informações da própria rede social em que ele aparece consumindo álcool e fazendo uso de cigarros frequentemente, em várias ocasiões, inclusive na presença dos pais e familiares, que deveriam tutelar pela sua integridade. A dupla e a empresa MM Produções espera o apoio do Ministério Público e o Conselho Tutelar para tomarem as medidas a fim de investigar e apurar a responsabilidade dos Pais”.

A defesa também alega que no dia do ocorrido "o jovem já estava consumindo álcool e somente subiu ao palco por ter se apresentado como maior de idade".

Entenda o caso - Nos autos, o pai do jovem pede que os cantores paguem R$ 500 mil de indenização por danos morais no episódio que teria acontecido em 14 de junho deste ano. De acordo com a petição inicial do processo, houve uma competição de dança durante a apresentação dos músicos, e que quem dançasse melhor iria ganhar um prêmio. O agrado foi descrito como "uísque puro", sendo despejado diretamente na boca do menor de idade.

Com a situação, o pai do jovem tentou subir ao palco, mas seguranças impediram sua entrada. Em certo momento, o menor veio ao chão completamente desmaiado, conseguindo apenas murmurar algumas palavras aleatórias.

Acompanhe o Lado B no Instagram @ladobcgoficial, Facebook e Twitter. Tem pauta para sugerir? Mande nas redes sociais ou no Direto das Ruas através do WhatsApp (67) 99669-9563 (chame aqui).

Receba as principais notícias do Estado pelo Whats. Clique aqui para entrar na lista VIP do Campo Grande News.

Nos siga no Google Notícias