ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
JUNHO, SÁBADO  15    CAMPO GRANDE 22º

Diversão

Deputada cobra explicações de prefeituras que cancelaram espetáculos

Requerimento pede informações sobre a causa da suspensão das atividades culturais no interior após fake news

Por Thailla Torres e Fernanda Palheta | 09/05/2024 11:23
Integrantes do Grupo UBU, que teve apresentações canceladas. (Foto: Vaca Azul)
Integrantes do Grupo UBU, que teve apresentações canceladas. (Foto: Vaca Azul)

A deputada estadual Gleice Jane (PT) protocolou um requerimento solicitando informações às prefeituras de Laguna Carapã, Amambai e Paranhos, municípios onde foram canceladas as apresentações de espetáculos do Grupo UBU.

Além disso, a parlamentar apresentou uma moção de apoio ao grupo e ao projeto "Ubu Trans - Transformando Caminhos e Fronteiras".

No requerimento, a deputada questiona se houve prejuízo decorrente dos cancelamentos, se houve manifestações formais que influenciaram nas decisões das autoridades locais e se houve registros de ocorrências relacionadas à integridade física dos membros da companhia.

O requerimento se deu após a divulgação de notícias falsas sobre o projeto de Artes Cênicas nas redes sociais, em que o grupo estaria disseminando "ideologia de gênero" em suas peças, o que levou ao cancelamento de apresentações em quatro municípios da região fronteiriça: Laguna Carapã, Amambai, Coronel Sapucaia e Paranhos.

Entenda o caso 

Após a divulgação de notícias falsas sobre o projeto UBUTrans, do Grupo UBU de Artes Cênicas, quatro municípios da região fronteiriça cancelaram a apresentação dos espetáculos “Uma Moça da Cidade” e “Pelega e Porca Prenha – Episódio: Na Mata do Pequi”, além de oficinas para professores.

O ex-deputado Rafael Tavares (que teve seu mandato cassado em 2024 por fraude eleitoral) iniciou publicações indicando que as apresentações do Grupo UBU possuíam “ideologia de gênero em peça de teatro financiada com dinheiro público”. Além dele, uma professora de Amambai também repercutiu com falas parecidas, conforme informado pelo grupo. Desde então, os cancelamentos foram iniciados.

De que se tratam as peças?

“Uma Moça da Cidade” é antes de tudo uma ode ao amor e um importante mecanismo de reflexão crítica sobre as relações humanas em tempos de discurso de ódio e intolerância de seus próprios dirigentes, bem como, é um ambiente de denúncia e investigação do universo de exclusão a que o povo “nordestino-sul-mato-grossense” foi submetido.

Além disso, o espetáculo traz à tona a força que o desejo e o amor têm na vida dos sujeitos, emergindo reflexões sobre como tais sentimentos, são capazes de mudar nossa realidade.

“Pelega e Porca Prenha – Episódio: Na Mata do Pequi” conta a aventura fantástica dos irmãos sertanejos: Pelega e Porca Prenha; que se envolvem numa intriga na mata do Pequi, entre a Boca de Sapo, o Curupira e a Pisadeira, personagens da cultura popular brasileira (folclore).

Acompanhe o Lado B no Instagram @ladobcgoficial, Facebook e Twitter. Tem pauta para sugerir? Mande nas redes sociais ou no Direto das Ruas através do WhatsApp (67) 99669-9563 (chame aqui).

Receba as principais notícias do Estado pelo Whats. Clique aqui para entrar na lista VIP do Campo Grande News.

Nos siga no Google Notícias