A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 15 de Outubro de 2019

20/09/2019 08:45

Essência nas veias e volta à infância, chamamé é cultura que úne gerações

Brasileiros, paraguaios, argentinos e indígenas já estão preparados para 5 dias de música, dança, gastronomia e artesanatos

Danielle Valentim e Alana Portela
Ao som do chamamé, o grupo Ballet David Sanchez mostrou as coreografias paraguaias e animou o evento (Foto: Ricardo Gomes)Ao som do chamamé, o grupo Ballet David Sanchez mostrou as coreografias paraguaias e animou o evento (Foto: Ricardo Gomes)

Chamamé é um convite à dança e passos coreografados não faltaram durante o lançamento do 3º Festival Cultural do Chamamé de Mato Grosso do Sul, na noite de ontem (19). Plateia cheia e gargantas afiadas aqueceram ainda mais as apresentações musicais e de dança. Índias terenas e o ballet paraguaio David Sanches levaram do clássico à tradicional celebração e arrancaram muitas palmas.

A noite chamamezeira reuniu cerca de 180 pessoas no Memorial da Cultura onde a programação de outubro foi revelada. Como em todos os anos, os cinco dias de festa serão de atividades intensas com participantes do Brasil, Argentina e Paraguai, uma união de nações.

O evento começou próximo às 20h, ao som, é claro, de muito chamamé. As cadeiras estavam todas ocupadas e a cada música a plateia soltava um grito.

Fábio Kaida e Nação Latina misturaram o som da harpa com viola e guitarra. Juntos cantaram em guarani e relembraram o sucesso Mercedita. Os artistas fizeram a mistura do guarani, castelhano e espanhol. Em seguida Paulo e Sérgio Arguelho se apresentaram.

Milton Portocarrero é aposentado e gosta de apreciar a cultura chamamezeira (Foto: Alana Portela)Milton Portocarrero é aposentado e gosta de apreciar a cultura chamamezeira (Foto: Alana Portela)
Ismael Machado é poeta e falou sobre a influência da música no Estado fronteiriço (Foto: Alana Portela)Ismael Machado é poeta e falou sobre a influência da música no Estado fronteiriço (Foto: Alana Portela)

Entre os presentes o que mais se ouviu foi a "sementinha" plantada ainda na infância. O poeta Ismael Machado é um amante do chamamé. Paixão que começou quando criança e hoje só traz boas lembranças.

“Desde criança eu gosto muito de ouvir chamamé. O chamamé tem tudo a ver com a cultura de Mato Grosso do Sul porque o Paraguai e mato grosso do sul são terras e culturas que se integram. No ano passado eu estive no Palácio Popular da cultura quando veio uma comitiva paraguaia. Me senti muito feliz, além de que a música do chamamé muito convidativa para dançar. É uma música que traz memórias, lembro de toda a família dançando o chamamé. É uma lembrança feliz. Inclusive estou planejando viagem a Santa Fé e Corrientes para prestigiar”, conta.

Nascido em Bela Vista, o professor aposentado Milton Portocarrero, de 70 anos, não perde nada que envolva chamamé e participa desde o primeiro festival. “Gosto de chamamé e um evento como esse preserva a cultura da fronteira. Polca, chamamé e tereré. Vim para ver os talentos que temos aqui”, garante.

Ney Herculano à esquerda, ao lado de Isabel Cavalcante e da amiga, Teresinha Macedo (Foto: Alana Portela)Ney Herculano à esquerda, ao lado de Isabel Cavalcante e da amiga, Teresinha Macedo (Foto: Alana Portela)
Com o celular, o público fotografou e gravou as apresentações (Foto: Alana Portela)Com o celular, o público fotografou e gravou as apresentações (Foto: Alana Portela)
Grupo de Dança das Meninas Siputrena, da comunidade indígena Marçal de Souza, de Campo Grande (Foto: Alana Portela)Grupo de Dança das Meninas Siputrena, da comunidade indígena Marçal de Souza, de Campo Grande (Foto: Alana Portela)

O Ballet David Sanches entrou em palco com muitas palmas e rodopios. Enquanto os dançarinos batiam a bota firme no chão, o público gritou e aplaudiu. Os dançarinos levaram o clássico, já que a suspresa está guardada para outubro. 

“A nossa apresentação mostra e compartilha a cultura do Paraguai. Aqui demostramos a essência, a graça, e também um pouco do nosso folclore. Já estávamos ensaiando há um mês e a coreografia de hoje é a popular. Cada região dança de uma forma de diferente, assim como o chamamé paraguaio é direferente do argentino”, conta Carlos Daniel Ledesma, dançarino do balé paraguaio.

Já as jovens indígenas da Aldeia Marçal de Souza, do Bairro Tiradentes, levaram uma coreografia tradicional das mulheres terenas, uma celebração de comemoração quando os homens voltam da guerra do Paraguai.

“Cada cultura tem sua dança e a Siputrena é a nossa. A gente sempre se apresenta e desta vez ensaiamos cerca de um mês. Trouxemos uma dança de comemoração”, conta a estudante Bianca Francelino, de 18 anos.

Cerca de 180 pessoas foram conferir a abertura do festival (Foto: Ricardo Gomes)Cerca de 180 pessoas foram conferir a abertura do festival (Foto: Ricardo Gomes)
Os músicos Paulo e Sérgio Arguelo se apresentaram (Foto: Ricardo Gomes)Os músicos Paulo e Sérgio Arguelo se apresentaram (Foto: Ricardo Gomes)

A psicóloga Teresinha Macedo e o corretor de imóveis Ney Herculano, de 68 anos, foram em um grupo de sete pessoas. “Eu acho que desde criança estivemos ligados a essa cultura através da família e do rádio”, conta Terezinha.

“Gostamos muito da cultura e agora estamos fazendo um curso de espanhol para facilitar a comunicação com nossos irmãos argentinos, porque vamos a Corrientes”, completa Ney.

O presidente do Instituto Cultural Chamamé MS comemora a repercussão do evento que chega a 3ª edição e ressalta que o chamamé é mais que um estilo musical, é identidade cultural.

“Estamos na terceira edição com uma repercussão muito boa, não só em Campo Grande, mas no Estado, na Argentina e no Paraguai. É um evento que vem para fortalecer nossa cultura, nossas raízes. Nós estamos tentando fazer esse resgate através da música, dança, da gastronomia e, claro, do artesanato. É muito importante para o nosso Estado, porque o chamamé hoje faz parte da nossa identidade cultural”, frisou.

Confira a programação completa:

1º DIA DO FESTIVAL - 09/10/2019 – QUARTA FEIRA

LOCAL: Praça do Rádio
Endereço: Av. Afonso Pena - Centro, Campo Grande/MS, CEP: 79051-485
17:00 - Transmissão ao vivo do Programa A Hora do Chamamé/FM Educativa 104,7 e TVE Cultura.
Feira Gastronomica e Artesanato Regional - Paraguay - Bolivia e Argentina
19:30 - Abertura Oficial
Autoridades - Dom Dimas Lara Barbosa, Arcebispo Metropolitano de Campo Grande concederá a sua benção espiscopal.
20:00 - Apresentação do Mainumby Arte Ballet Direção do Maestro Juan Carlos Godoy - Corrientes/Argentina -
20:15 - Santhyago Rios, interpreta Zé Corrêa - Buenos Aires, Argentina - Lançamento CD do Inimitável, o Lendário Zé Corrêa.
21:00 - Las Guitarras de Curuzú - Curuzú Cutiá/Argentina
21:45 - Jazmin del Paraguay – Asunción/Paraguay
22:30 - Fuelles Correntinos - Corrientes Capital/Argentina
23:15 - Encerramento

2º DIA DO FESTIVAL - 10/10/2019 – QUINTA FEIRA
SEMINÁRIO INTEGRAÇÃO CULTURAL: BRASIL – PARAGUAY - ARGENTINA
09:00 - Abertura
Local: MARCO - Museu de Arte Contemporânea de Mato Grosso do Sul
Rua: Antônio Maria Coelho, 6000 – Parque das Nações Índigenas, Carandá Bosque, Campo Grande – MS
Parlamento Cultural do Congreso Nacional do Paraguay - Dirección de Cultura - Asunción/Paraguay.
Tema: Integração Cultural: Cultura Guaraní Autóctona (Nativa);
Identidade Genuína (Patrimônio Cultural);
Liderazgo Cultural; Educação Basada em la Conciencia.
CONVIDADOS: Doctor Lidio Enrique Castro Rodriguez, Académica: Lic. Nelly Azucena Martínez Samudio, Académico:
Cacique Bruno Barras Dupylyke, Prof. Dr. Pedro Ojeda Duran e Licenciado Roque Saul Barrios.
12:00 - Encerramento
16:50 - Local - Praça do Rádio
Endereço: Av. Afonso Pena - Centro, Campo Grande - MS, CEP: 79051-485
Transmissão ao vivo pelo Programa A Hora do Chamamé/FM Educativa 104,7 e TVE Cultura.
Feira Gastronomica, artesanato regional - Paraguay, Bolivia e Argentina.
18:00 - Ballet do Centro de Convivência do Idoso - Campo Grande, MS/Brasil
18:30- Grupo Calendário - Campo Grande, MS/Brasil
19:00 - Amadeo Campos – Ituzaingó, Corrientes/Argentina
19:45 - Filipin y Su Arpa - Cel. Oviedo/Paraguay
20:15 - Grupo Camalote Danças Folclóricas - Campo Grande/MS, Brasil (Dança)
20:30 - Castelo, David Júnior & Marozane - Campo Grande/MS, Brasil
21:00 - Grupo Avareko - Corrientes Capital/Província de Corrientes
21:45 - Teresita Velloso – Asunción/Paraguay
22:30 - Cesar Frete y Trio – San Roque, Corrientes/Argentina
23:00 - Encerramento Praça do Rádio
23:55 - LA BAILANTA - LOCAL: JEREMIAS - CASA DE SHOWS
Animação: Los Caminantes del Gaúcho Gil/ Fuelles Correntinos - Corrientes/Argentina
Rua Brilhante, 2128, Campo Grande - MS, 79005-250 - Fone: (67) 3045-2757
Convites Antecipado: R$ 20,00 - no dia R$ 25,00

3º DIA DO FESTIVAL - 11/10/2019 – SEXTA FEIRA – FERIADO ESTADUAL

09:30 - OFICINA DE MÚSICA
Local: Marco - Museu De Arte Conteporânea De Mato Grosso Do Sul
Rua: Antônio Maria Coelho, 6000 – Parque das Nações Indígenas, Carandá Bosque, Campo Grande – MS.
TEMA: CHAMAMÉ (estilos e regiões), os quatro ritmos que compõem o folclore musical da província de corrientes e suas influências, o chamamé: kangui, Kirei, Siriri.
Objetivos: descrever a riqueza cultural musical da província de Corrientes (origem e desenvolvimento);
Público alvo: músicos, professores de música, folcloristas e público em geral.
Convidado: Maestro Cesar Frete, Orquestra Folckórica de Corrientes - San Roque, Província de Corrientes/Argentina)
12:00 - Encerramento
16:00 – LOCAL: PRAÇA DO RÁDIO - Feira Gastronomica - Feira de Artesanato
Transmissão pela TVE Cultura e pelo Programa de Rádio A Hora do Chamamé FM Educativa 104,7.
17:00 - Jaqueline Sanfoneira – Campo Grande, MS/Brasil
17:30 - Amambay y Grupo Sapukay – Campo Grande, MS/Brasil
18:00 - Rivelino Jatobá - Campo Grande, MS/Brasil
18:30 - Amadeo Campos – Ituzaingó, Corrientes/Argentina
19:00 - Santhyago Rios – Buenos Aires/Argentina
19:30 - Vicky Sanchez “La Princesita Del Chamame" - Corrientes Capital/Argentina
20:15 - Cesar Frete y Trio - San Tomé, Corrientes/Argentina
21:00 - Fuelles Correntinos - Corrientes/Argentina
21:45 - Filipin y Su Arpa - Cel. Oviedo/Paraguay
22:00 - David Júnior - Campo Grande, MS/Brasil
23:30 - Encerramento das apresentações na Praça do Rádio
23:55 - LA BAILANTA - LOCAL: JEREMIAS - CASA DE SHOWS
Rua Brilhante, 2128 - Vila Carvalho, Campo Grande - MS, 79005-250
Convites Antecipado: R$ 20,00 - no dia R$ 25,00
Animação: Grupo Avareko, Pajarito Silvestri y Grupo Enaramada, Amadeo Campos

4º DIA DO FESTIVAL - 12/10/2019 – SÁBADO
09:00 - OFICINAS DE DANÇA
LOCAL: ESTÚDIO DE DANÇA - BALLET ISADORA DANCAN
Rua Brasil, 17 - Jardim dos Estados, Campo Grande/MS
Coordenação: Neide Garrido
TEMA: O CHAMAMÉ JEROKY YARA (o dono do baile) - introdução e compreensão da dança e suas variantes.
O genêro polquistico - influências e confluencias do litoral e sua relação desde a grande nação guaraní.
O chamamé e seus estilos de bailes e musicas - "Ñande Reko" (forma de ser e sentir en guaraní).
Seus tipos de bailes e musica, suas vertentes musicais y dançantes.
Convidado: Mastro JUAN CARLOS GODOY, nascido em Corrientes Capital maestro de Danzas Folclóricas Argentina y Tango.
• I.S.P.E.A. Dança e Teatro, faculdade "María Angelica Pellegrini";
• Professor de danças folclóricas argentinas, recebido no IDAF ano 2014;
• Diretor da Fundação Arte Tuyo;
• Diretor da Mainumby Arte Ballet de Corrientes Capital;
• Diretor da Folk Dance Company de "Di Arte Estudio" de Dionisio Soler;
• Diretor do balé municipal "Paulino Feu" do município de Saladas, Corrientes;
• Jeroky Yara (dona da dança) do 24º Partido Nacional do Chamamé e 10 do Mercosul 2013 e 2014;
• Embaixador da edição de prata no Festival Nacional de Chamamé 2015;
• Júri na eleição do Nacional Reyna del Chamamé e Jeroky Yara nas edições e 27 do feriado nacional do Chamamé. (2016 e 2017);
• Membro do Balé Oficial da edição de 2017 e 2018 do Festival Internacional deTango F.I.T.;
• Membro do Balé Oficial do Festival Nacional do Chamamé em 2013, 2014, 2015, 2016 e 2017 sob a direção de Luis Marinoni López;
• Assistente Coreográfica do Balé oficial do Festival Nacional do Chamamé nas edições 2018,2019 sob a direção de Luis Marinoni López;
• palestrante para representantes, embaixadores ou reis dos diferentes festivais da Província da Corrientes;
• Membro da Theatre Studio Company como parte oficial do Staff dos atores.
12:00 - Encerramento
Local - Praça do Rádio
Endereço: Av. Afonso Pena - Centro, Campo Grande - MS, CEP: 79051-485
Transmissão ao vivo pela TVE Cultura.
Feira Gastronomica e Artesanato Regional - Paraguay, Bolivia e Argentina.
15:00 - Grupo de Dança “Baila Comigo” da AABB – Campo Grade, MS/Brasil
15:30 - Nara Leidy – Campo Grade, MS/Brasil
16:00 - Patrick da Gaita – Dois Irmãos do Buriti,MS/Brasil
16:30 - Gabriél Flores Campo Grande, MS/Brasill
17:00 - Roaldo Alexandre - Nova Alvorada, MS/Brasil
17:30 - Dom Ramón – Rio Brilhantes, MS/Brasil
18:00 - Cida Ajala Show - Presidente Prudente, SP/Brasil.
18:30 - Grupo Municipal de Danzas Piribebuy Jeroky - Asunción/Paraguay
19:00 - Escuelas de Arpas y Guitarras - Pedro Juan Caballero/Paraguay
20:00 - Luis Farias y Grupo, Federal Entre Rios/Argentina
20:30 - Paulo & Sérgio Arguelho - Campo Grande, MS/Brasil
21:00 - Agrupación de Baile DANZARTE - Formosa, Missiones/Argentina
21:30 - Grupo República Folk - Ciudade de Luque/Paraguay
22:30 - Ballet Municipal de La Ciudad de Luque – Luque/Paraguay
23:00 - Encerramento das apresentações na Praça do Rádio
23:30 - LA BAILANTA - LOCAL: JEREMIAS - CASA DE SHOWS
Rua Brilhante, 2128 - Bandeirantes, Campo Grande/MS, 79005-250 - Fone: (67) 3045-2757
Animação: Los Caminantes del Gaúcho Gil / Manuel Cruz y Su Cuarteto/Grupo Avareko
Convites Antecipado: R$ 20,00 - no dia R$ 30,00
Programação sujeita a alterações por motivo de força maior

5º DIA DO FESTIVAL - 13/10/2019 – DOMINGO
FESTIVAL DE DANÇAS
LOCAL: SHOPPING BOSQUE DOS IPÊS – PRAÇA DA ALIMENTAÇÃO
Av. Cônsul Assaf Trad, 4796 - Parque dos Novos Estados,
Campo Grande - MS, 79035-900 - Telefone: (67) 3304-555
10:40 - Ballet do Centro de Convivência do Idoso, Campo Grande/MS, Brasil
11:00 - Ballet David Sanches - Pedro Juan Caballero/Paraguay
11:20 - Agrupación de Baile DANZARTE - Formosa, Missiiones/Argentina
11:40 - Grupo de Dança Campos de Vacaria do CTG - Sidrolândia/MS, Brasil
12:00 - Escuelas de Harpas y Guitarras - Pedro Juan Cabalero/Paraguay
12:30 - Grupo Municipal de Danzas Piribebuy Jeroky - Asunción/Paraguay
12:50 - Grupo de Dança Arandú – Povo Guarani Kaiowa, Amambay, MS/Brasil
13:10 - República Folk – Ciudad de Luque/Paraguay
13:40 - Ballet Municipal de La Ciudade de Luque - Luque/Paraguay
14:00 - Grupo Camalote Danças Folclóricas - Campo Grande/MS, Brasil
14:20 - Grupo Reminiscência Paraguay - Pedro Juan caballero/PY
14:40 - Ballet do Centro de Convivência do Idoso, Campo Grande/MS, Brasil
15:00 - Encerramento
APRESENTAÇÕES MUSICAIS
Local - Praça do Rádio
Endereço: Av. Afonso Pena - Centro, Campo Grande - MS, CEP: 79051-485
Transmissão ao vivo pela TVE Cultura.
Feira Gastronomica Regional - Paraguay, Bolivia e Argentina.
Artesanato: Regional, Paraguay, Bolivia e Argentina.
15:00 - Maciél Corrêa – Campo Grand, MS/Brasil
15:30 - Aldo Colman & Grupo - Ponta Porã/MS, Brasil
16:00 - Grupo Desparramo - Campo Grande. MS/Brasil
16:30 - Amambay y Grupo Sapukay - Campo Grande, MS/Brasil
17:00 - Wilson Chamamezeiro - Campo Grande, MS/Brasil
17:30 - Roberto Rech Filho - Campo Grande/MS, Brasil
18:00 - Patrícia Cantaluppi & Maestro Cristovam Gonçalves- Campo Grande/MS, Brasil
18:30 - Fábio Kaida - Campo Grande, MS/Brasil
19:00 - Caio Escobar & Grupo - Campo Grande/MS, Brasil
19:30 - Pajarito Silvestri y Grupo – Federal, Pprovíncia de Entre Rios/Argentina
20:30 - Manuel Cruz y Su Cuarteto - Passos de Los Libres/Argentina
22:00 - Encerramento

O Ballet David Sanchez veio de Pedro Juan Caballero para dançar na abertura do evento (Foto: Ricardo Gomes)O Ballet David Sanchez veio de Pedro Juan Caballero para dançar na abertura do evento (Foto: Ricardo Gomes)
Com as mãos na cintura, as Meninas Siputrena se apresentaram (Foto: Ricardo Gomes)Com as mãos na cintura, as Meninas Siputrena se apresentaram (Foto: Ricardo Gomes)
O presidente do Instituto Cultural Chamamé MS, Orivaldo Mengual falou sobre a programação oficial que ocorre em outubro (Foto: Ricardo Gomes)O presidente do Instituto Cultural Chamamé MS, Orivaldo Mengual falou sobre a programação oficial que ocorre em outubro (Foto: Ricardo Gomes)
imagem transparente

Classificados


Copyright © 2019 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.