A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 20 de Março de 2019

29/09/2018 07:30

Na Capital,sábado tem noite de teatro argentino e musical inspirado na Broadway

Thaís Pimenta
Espetáculo Brincando com a Broadway é um musical em que retrata a faxineira que sonha ser cantora. (foto: Divulgação)Espetáculo Brincando com a Broadway é um musical em que retrata a faxineira que sonha ser cantora. (foto: Divulgação)

Um sábado de teatro, com dois espetáculos de repercussão nacional chegam a Campo Grande na noite de hoje. O primeiro, “Brincando com a Broadway”, é um musical apresentado às 20h no Teatro da Mace. Já o segundo é o espetáculo “Ofelia O Madre, No Mires”, que é apresentado no mesmo horário na sede do Grupo Casa, mas que conta com sessões também no domingo, às 20h.

“Brincando com a Broadway” conta a história de Zirabér, uma faxineira do interior do Brasil que sonha em ser cantora e, enquanto limpa o teatro, devaneia sobre como seria a sua vida se fosse famosa. Com músicas ao vivo, a peça apresenta uma interação performática entre os artistas e as imagens projetadas ao fundo do palco, onde são apresentadas músicas que vão dos maiores sucessos da Broadway como “O Rei Leão”, “Cabaret”, “A Bela e a Fera” às mais conhecidas canções de Carmem Miranda.

Durante o espetáculo, a faxineira fará de tudo para conseguir seu lugar ao sol, ou melhor, ao palco, mas esbarra sempre na resistência dos cantores que querem continuar o show. A peça é uma produção do grupo Terceiro Acto Produções Artísticas. Os ingressos estão sendo vendidos pelo site Sympla a R$ 60,00, a inteira, e R$ 30,00 a meia entrada.

“Ofelia O Madre, No Mires”  é uma peça feminista do grupo argentino Puro Cuente. (foto: Divulgação)“Ofelia O Madre, No Mires” é uma peça feminista do grupo argentino Puro Cuente. (foto: Divulgação)

“Ofelia O Madre, No Mires” - Do grupo argentino Puro Cuente, a peça mostra o trabalho de uma mulher da América Latina hoje, mas que vem com o ônus de Ofélia, do clássico de Shakespeare. A personagem luta para reivindicar seu lugar como mulher no mundo e seu direito de estar de acordo com seus próprios desejos e em plena liberdade.

A protagonista se organiza de uma forma muito particular, por meio de um intercomunicante feminista inédito, junto com outras mulheres de todos os tempos, a fim de militar na “sororidade”, novo conceito criado por Marcela Lagarde. Por apresentar um trabalho político e vivo com uma perspectiva feminista de gênero.

Os ingressos estão sendo vendidos de R$ 10,00 a R$ 20,00 na própria sede do Grupo CASA, onde acontece a apresentação, localizada na Travessa Nelson Tabelião Pereira Seba, 8.

Curta o Lado B no Facebook e no Instagram.



imagem transparente

Classificados


Copyright © 2019 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.