ACOMPANHE-NOS    
MARÇO, SÁBADO  06    CAMPO GRANDE 25º

Diversão

No meio do mato, roteiros são opção de férias longe da aglomeração

Para quem busca tranquilidade e segurança, dicas com itinerários rurais e que também possuem serviço hoteleiro podem ser uma boa

Por Raul Delvizio | 19/01/2021 07:16
Rancho Yporã fica a 5 quilômetros de Bonito (Foto: Reprodução/Instagram)
Rancho Yporã fica a 5 quilômetros de Bonito (Foto: Reprodução/Instagram)

Aproveitando que já se passou metade do mês de janeiro, o Lado B resolveu dar dicas de como aproveitar o restinho das férias ou curtir aquele "bate-volta estendido" já para o próximo fim de semana. Desta vez, os hotéis fazenda ou "retiros no mato" são a opção para quem precisa de um momento longe da cidade e das aglomerações, afim de evitar a covid-19.

Tem sítio em Rio Verde, refúgio em Bodoquena, rancho em Bonito, hotel fazenda bem no meio do Pantanal e até sugestões de Airbnb para se alugar aqui em Campo Grande mesmo. Confira!

Curte um banho de rio? Por essa você não pode perder (Foto: Reprodução/Instagram)
Curte um banho de rio? Por essa você não pode perder (Foto: Reprodução/Instagram)

Sítio Passarim – Pertinho da Capital, distante 170 quilômetros, a propriedade na região rural de Rio Verde já era parte da família de Rafael Antunes de Arruda desde 2007, mas só foi abrir visitação turística a partir de 2012, com uma "pegada" sustentável e com cara de hostel, tudo no esquema colaborativo.

Com a pandemia, porém, cada hóspede/grupo de pessoas ocupa agora um espaço predeterminado no sítio, com uma estrutura completa (cozinha e banheiro) sem que haja aglomeração de diferentes grupos. Até o momento, o sítio tem o limite de 30 pessoas pernoitando. Ainda, por segurança, não está mais sendo realizado o serviço de café da manhã e almoço.

"Todas as estruturas são em bioconstrução, como por exemplo o quarto de casal 'Castelo de Alice', que se assemelha a uma casa de cupim gigantesca", descreve Rafinha. Essa é uma das solicitadas para reserva – e que só tem disponível no meio da semana.

Aqui, moradia com arquitetura diferente chama atenção dos visitantes (Foto: Reprodução/Instagram)
Aqui, moradia com arquitetura diferente chama atenção dos visitantes (Foto: Reprodução/Instagram)
Dá pra relaxar dentro do rio, mas sem que a correnteza te leve (Foto: Reprodução/Instagram)
Dá pra relaxar dentro do rio, mas sem que a correnteza te leve (Foto: Reprodução/Instagram)

Por lá, tem opção de camping (R$ 40,00 diária/pessoa) em uma área de jardim extenso e arborizado, além de 3 quartos de casal (R$ 200,00 diária/pessoa), opção de quarto coletivo (de 6-8 pessoas por R$ 60,00 a diária) ou de quarto família (de 4-6 pessoas por R$ 250,00 a diária). Esses valores já são o de alta temporada e que Rafinha manterá no decorrer do ano.

São 300 metros de beira de rio, com redes e até slackline dentro d'água, além de um deque próximo onde a galera costuma ficar acampada. O day use sai por R$ 20,00 (das 7h às 18h), com limitação de até 15 pessoas por dia, sempre com pré-reserva.

Veja mais informações pelo perfil nas redes sociais.


Em Bodoquena, refúgio fica instalado bem no meio do mato (Foto: Reprodução/Instagram)
Em Bodoquena, refúgio fica instalado bem no meio do mato (Foto: Reprodução/Instagram)

Refúgio Canaã – Em Bodoquena, distante 269 quiômetros de Campo Grande, o atrativo fica a beira do rio Salobra (que deságua no rio Miranda), por isso a água de lá é cristalina tal como Bonito, porém um pouco menos fria. São três áreas de banho, além de tirolesa, trampolim, boias e coletes. O day use sai pelos valores de R$ 40,00 (sem almoço) e R$ 90,00 (com almoço em fogão a lenha). O quiosque do bom e velho churrasquinho sai a parte (R$ 80,00).

Redes ficam dentro do rio para curtir o "mormaço" (Foto: Reprodução/Instagram)
Redes ficam dentro do rio para curtir o "mormaço" (Foto: Reprodução/Instagram)
Araras convivem "numa boa" com os turistas – dá até pra tirar foto junto (Foto: Reprodução/Instagram)
Araras convivem "numa boa" com os turistas – dá até pra tirar foto junto (Foto: Reprodução/Instagram)

O espaço ainda conta com camping (R$ 60,00 diária/pessoa) e parte hoteleira, com apartamentos (R$ 350,00 diária/pessoa) com banheiro compartilhado ou então suítes mais privativas (R$ 400,00 diária/pessoa). Já para famílias de até 4 pessoas, a sugestão é a suíte plus (R$ 480,00 diária/pessoa), porém camas extras (sem contar a do casal) são cobradas a mais.

Ainda, tem herbário com redes, assim como dentro d'água. Os animais nativos estão soltos e convivem harmoniosamente com os visitantes, por isso são uma atração para muitos cliques.

Veja mais informações pelo perfil nas redes sociais.


Com piscina e rio, dá pra curtir um pouco de tudo no rancho (Foto: Reprodução/Instagram)
Com piscina e rio, dá pra curtir um pouco de tudo no rancho (Foto: Reprodução/Instagram)

Rancho Yporã – A apenas 5 quilômetros do centro de Bonito, município distante 300 quilômetros da Capital, Roberta Stefanello é a proprietária dessa chácara de 2 hectares que une a tranquilidade da natureza com um conforto "chique", além da comodidade de fácil acesso.

"Muitas pessoas costumam fazer o trajeto Yporã-Bonito de bike, pedalando mesmo, justamente atendendo aquele público que curte o meio do mato mas um pouco mais próximo ao centro urbano", afirma.

Cara de fazenda mas com tamanho de sítio (Foto: Reprodução/Instagram)
Cara de fazenda mas com tamanho de sítio (Foto: Reprodução/Instagram)
Deques para curtir o rio de águas cristalinas (Foto: Reprodução/Instagram)
Deques para curtir o rio de águas cristalinas (Foto: Reprodução/Instagram)

O espaço fica na beira do rio Formosinho, com dois deques para curtir o banho de rio. Ainda, conta com piscina e área gourmet para diversas confraternizações.

O aluguel (R$ 1,5 mil diária) contempla a casa toda – tabela fixa já para o ano de 2021. Tem suíte e um mezanino (chamado de "quarto aberto") que, no total, acomodam grupos de no máximo 10 pessoas. Por lá, o conceito da residência rural é sustentável e moderno, com um estilo mais sofisticado, de peças de design e até decoração art déco.

Veja mais informações pelo perfil nas redes sociais.


Acomodações lembram as casinhas dos pantaneiros (Foto: Reprodução/Instagram)
Acomodações lembram as casinhas dos pantaneiros (Foto: Reprodução/Instagram)

Pantanal Jungle Lodge – No caminho para Corumbá, distante 353 quilômetros de Campo Grande, está o hotel fazenda bem no meio do bioma pantaneiro. A região instalada é o Passo do Lontra, na Estrada Parque Pantanal Sul – às margens do rio Miranda.

Os pacotes na propriedade vão de 3 dias e 2 noites (a partir de R$ 1.105,00) até 4 dias e 3 noites (a partir de R$ 1.470,00). As acomodações são privativas para casais além dos dormitórios coletivos para grupos de jovens, viajantes e amigos. No valor, já está inclusivo café, almoço e jantar além de todos os atrativos turísticos.

Lazer e natureza se encontram bem no berço do Pantanal (Foto: Reprodução/Instagram)
Lazer e natureza se encontram bem no berço do Pantanal (Foto: Reprodução/Instagram)
Na beira do rio, pescaria é o que não falta (Foto: Reprodução/Instagram)
Na beira do rio, pescaria é o que não falta (Foto: Reprodução/Instagram)

São entre 6 a 8 passeios para escolher. Tem montaria a cavalo, passeio de barco (com focagem noturna), flutuação com macarrão no rio Miranda, safári de carro na Nhecolândia (com caminhada ecológica e almoço), safári fluvial (no rio Miranda e rio Vermelho) e pescaria sempre que houver vontade.

Nesse período, está tendo muita onça pra ver, porque há uma extensão de área não alagada própria para observação – o que atrai o animal.

Veja mais informações pelo perfil nas redes sociais.


Opções de mato no meio da cidade são possíveis de serem encontradas (Foto: Divulgação)
Opções de mato no meio da cidade são possíveis de serem encontradas (Foto: Divulgação)

Airbnb em Campo Grande – Já imaginou curtir o restinho das férias no mato mas sem sair da cidade? Pois bem, são duas opções para aluguel no Airbnb que unem a tranquilidade da natureza com um conforto de "mansão" e praticidade dentro da Capital – que inclusive o Lado B já escreveu a respeito.

Vista privilegiada da piscina e no fundo o recanto que faz família morar só cinco meses ao ano (Foto: Divulgação)
Vista privilegiada da piscina e no fundo o recanto que faz família morar só cinco meses ao ano (Foto: Divulgação)

Uma casa de campo na Chácara dos Poderes virou recanto para casal morar só 5 meses por ano. O valor da diária é salgado (R$ 2,5 mil), mas se dividir entre familiares ou amigos é possível. Toda avarandada, são 200m² de luxo junto ao verde do mato e paisagismo planejado. O espaço possui 4 hectares totais, com piscina de borda infinita para o lazer e arquitetura de encher os olhos. Entretanto, lá não é permitido "festão", apenas descanso.

Outra sugestão é a chácara que virou paraíso para se andar nu em meio ao cerrado – isso mesmo que você leu. Com peças retiradas do lixo, casal criou um recanto de pura liberdade e de alta criatividade nos arredores de Campo Grande.

Sítio celebra arte e criatividade, no estilo "despojadão" (Foto: Marcos Ermínio)
Sítio celebra arte e criatividade, no estilo "despojadão" (Foto: Marcos Ermínio)
Já ouviu falar em naturismo? Por lá, ficar pelado em meio a natureza é normal (Foto: Marcos Ermínio)
Já ouviu falar em naturismo? Por lá, ficar pelado em meio a natureza é normal (Foto: Marcos Ermínio)

Informações podem ser encontradas no site do serviço de aluguel de acomodações.

Curta o Lado B no Facebook e no Instagram. Tem uma pauta bacana para sugerir? Mande pelas redes sociais, e-mail: ladob@news.com.br ou no Direto das Ruas através do WhatsApp do Campo Grande News (67) 99669-9563.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário