A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 17 de Outubro de 2018

17/09/2018 08:07

No Universitário, barzinho descolado tem bike no teto e até risoto no cardápio

Aberto há 6 semanas, bar tem nome engraçado e projeto arquitetônico moderno

Thaís Pimenta
Bike no teto é referência á profissão de André, às suas origens e à batalha para realizar o sonho do bar. (foto: Thaís Pimenta)Bike no teto é referência á profissão de André, às suas origens e à batalha para realizar o sonho do bar. (foto: Thaís Pimenta)

Com uma bicicleta no teto e até risoto no cardápio, o "Boiteco da Vila" abriu as portas há 6 semanas no bairro Universitário e quer conquistar clientes pela diversidade de drinks e comidas. O projeto arquitetônico de André Zago também é um atrativo e chama atenção na rua Pontalina. 

Com ares de barzinho central, estilo moderno e pegada industrial, o casal André Luiz Morisson Fernandez e Elizete Figueira de Almeida viu um sonho se tornar realidade com o Boiteco da Vila. Um desejo que faz todo sentido quando se conhece um pouco da história do casal. Juntos há 15 anos, se conheceram por amigos em comum e o primeiro encontro aconteceu no bar da Madá, ponto clássico da cidade.

"Temos nossa casa, nossa rotina, mas sempre mantivemos essa rotina de sair, conhecer novos lugares, ir às rodas de samba. Então, esse sonho acompanha a gente há 12 anos. Só começamos realmente a entender que poderíamos concretizá-lo há 5 anos, quando começamos a procurar pontos para construir", diz André.

A bike no teto é uma referência à profissão de Andre, educador físico, mas também remete às suas origens no bairro, onde cresceu, sempre andando sobre duas rodas. "Também é uma referência à batalha que foi até chegarmos aqui".

Mesas em ferro foram pensadas por André, e elaboradas também por ele. Já o jogo americano é criação da família (foto: Thaís Pimenta)Mesas em ferro foram pensadas por André, e elaboradas também por ele. Já o jogo americano é criação da família (foto: Thaís Pimenta)

Andre cresceu no Universitário, por isso a intimidade ao apelidar o bairro como "Vila", que inclusive acompanha o criativo nome Boiteco. "Boi por conta do nosso Estado, um dos mais pecuaristas do Brasil. Foi uma ideia para regionalizar o nome do bar. Muita gente acha que trabalhamos só com carne, apesar de termos opções como os espetos no cardápio", explica.

Dos espetos tradicionais,a R$ 19,00, às brochetas, a R$ 21,00, até os legumes grelhados e os espetos premiuns, de carne especiais, o preço máximo da variedade custa R$ 31,00. Os caldos do Boiteco são opções que tem feito sucesso, isso porque já eram receita da família há tempos. De alho poró com mandioca, feijão, abóbora com carne seca e o de frango, os valores vão de R$ 13,00 a R$ 17,00.

Os pratos quentes já estão em outra seção do cardápio. No Boiteco, os risotos de bacalhau e o de filé mignon, o escondidinho de carne seca com carne de mandioca e a porção de carne seca na nata são os diferenciais do bar. "Nosso foco é a cozinha, a comida. Essa receitas foram testadas e criadas com muito carinho. É tudo feito na hora e, dia sim, dia não, colocamos algo em promoção. Nos dias normais os pratos quentes vão de R$ 12,00 a R$ 28,00".

A equipe do barzinho conta com chef de cozinha, que elaborou junto ao casal alguns pratos, e tem até churrasqueiro especializado na qualidade do espeto.

O detalhe em madeira veio do móvel que está logo ao lado no bar. (foto: Thaís Pimenta)O detalhe em madeira veio do móvel que está logo ao lado no bar. (foto: Thaís Pimenta)

Porções de frango a passarinho, quibe frito, batata frita, bolinho de bacalhau e de carne seca, pasteis, dadinhos de tapioca, crepe fromage, e finalmente a especial batata espiral, recheada com bacon e queijo, finalizada com sal temperado, completam o cardápio, que conta com sobremesas sob consulta. 

"Também pensamos em agradar aos aniversariantes, por isso além de todos cantarmos parabéns, oferecemos uma torre de maçã com caramelo francês, criação nossa também", completa Andre.

Para tocar o sonho, Andre abandonou sua outra ocupação como educador físico. Já Elizete continua trabalhando no sindicato onde ajuda, mesmo já estando aposentada. "A intenção é que depois de um tempo nós dois possamos ficar só no bar. O segundo passo seria abrir um Boiteco em Arraial d'Ajuda. Somos encantados com aquele lugar, todo ano vamos visitar. Quem sabe um dia, né?".

Nos drinks, os que mais se diferem dos outros bares são as caipifrutas de lima da pérsia com gengibre e hortelã, e a de tangerina com pimenta dedo de moça. E de segunda a sábado também rola um happy hour, sempre das 18h às 20h. 

Aos sábados, como não poderia deixar de ser, o casal quis fazer jus ao estilo musical que os uniu e faz uma feijoada para os clientes se servirem a vontade a R$ 29,00. O samba é o ritmo que anima a galera, assim como o rock.

Batata espiral. (foto: Thaís Pimenta)Batata espiral. (foto: Thaís Pimenta)
Caldo de alho poró. (foto: Thaís Pimenta)Caldo de alho poró. (foto: Thaís Pimenta)

Toques do estilo industrial são acompanhados por detalhes intimistas, feitos pelas mãos do próprio casal. Os jogos americanos que vão nas mesas foram bordados em crochê por eles, assim como os porta guardanapos.

Mesas feitas a partir do descarte de ferro foram pensadas por Andre, assim como o móvel de madeira bem ao centro do bar, que foi desmontado e serviu de detalhe que vai logo abaixo do caixa do bar.

O cimento queimado foi combinado com o laranja da logo e a área externa segue com a proposta do ambiente moderno. Inclusive este espaço se transforma, vez ou outra, em uma festa, quando é convidado um DJ para fazer um som flashback. 

O Boiteco da Vila fica na Rua Pontalina, 62. Funciona de segunda a sexta-feira a partir das 17h, e os sábados a partir das 11h.

Curta o Lado B no Facebook  e no Instagram.

Fachada do bar chama atenção. (Foto: Thaís Pimenta)Fachada do bar chama atenção. (Foto: Thaís Pimenta)
André e Elizete. (Foto: Acervo Pessoal)André e Elizete. (Foto: Acervo Pessoal)
Equipe quase completa. Só faltou Elizete, que não pode estar presente. (foto: Thaís Pimenta)Equipe quase completa. Só faltou Elizete, que não pode estar presente. (foto: Thaís Pimenta)


imagem transparente

Classificados


Copyright © 2018 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.