A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 21 de Agosto de 2018

14/12/2017 16:25

O bar que virou banda: conheça a história da Barganhas

Grupo comemora dois anos em show no Jack, ao lado dos Muchileiros

Thais Pimenta
Barganhas comemora aniversário hoje. (Foto: Assessoria)Barganhas comemora aniversário hoje. (Foto: Assessoria)

Barganhas era um barzinho de blues e rock situado no bairro Tijuca em Campo Grande. Por alguns anos, o espaço foi bem movimentado, frequentado especialmente por grupos musicais. Com o passar do tempo e com o avanço da crise financeira, o bar fechou suas portas. Mesmo com o fechamento, os laços de amizades feitos no espaço seguem firmes até hoje. 

Foi no espaço inclusive que os músicos Rahyran Chama (vocal), Elielson Barcas (baixo), Leonardo Macanhão (guitarra) e Renan Coimbra (bateria) se conheceram. Logo começaram a tocar juntos no próprio barzinho e que era só uma brincadeira agora já se tornou coisa de profissional. "Mesmo o bar tendo fechado eles  continuaram tocando. O proprietário e vocalista Rahyran decidiu manter viva a chama do projeto", disse o produtor Flávio.

A banda levou o mesmo nome do bar como forma de homenagem à história. "Hoje os músicos até brincam falando: o bar que virou banda".

Grupo sobe ao palco ao lado da Muchileiros. (Foto: Assessoria)Grupo sobe ao palco ao lado da Muchileiros. (Foto: Assessoria)

A Barganhas Band completa 2 anos de existência e para comemorar realiza um show hoje (14), a partir das 22h, no Jack Music Hall, junto de uma dos maiores grupos campo-grandenses, os Muchileiros. "A aniversariante sobe ao palco primeiro, depois eles cantam junto aos convidados, que fecham a noite". 

Os meninos já se apresentaram em quase todos os bares da Capital, e diversos festivais, como Festival de Inverno de Bonito, Festival Rock Sem Frio, Festival ChocoRock, Bunker Music Festival e Sarau de 40 Anos de Mato Grosso do Sul.

O repertório caminha do rock ao blues, interpretando The Doors, Zé Ramalho, Pearl Jam, Neil Young, Steppenwolf, e outros. Além desses estilos, buscam homenagear talentos regionais como Geraldo Espindola, Bêbados Habilidosos, Bando do Velho Jack, Boaventura, Vaticano 69, Versusnkén, entre outros. 

Para saber mais entre em contato pelo telefone (67) 992070332. O Jack fica na Rua 15 de Novembro, 2.098. A entrada custa R$ 10.

Curta o Lado B no Facebook e Instagram.

 

 



imagem transparente

Classificados


Copyright © 2018 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.