ACOMPANHE-NOS    
JUNHO, QUINTA  24    CAMPO GRANDE 26º

Diversão

Valley reabre, no mesmo endereço, com novidades dos 'pés à cabeça'

Por Nadyenka Castro | 14/03/2012 16:16

A casa sertaneja está totalmente diferente de quando abriu as portas em 2009. Há mudanças até na aquisição de convites

Valley apresentou novo espaço à imprensa nessa terça-feira. (Foto: Arnaldo Muniz/ Divulgação)
Valley apresentou novo espaço à imprensa nessa terça-feira. (Foto: Arnaldo Muniz/ Divulgação)

“Ninguém vai se lembrar de como era a casa antiga”. A afirmação é do empresário Sérgio Longo Filho sobre a reforma feita na Valley Acoustic Bar, que fica na rua José Antônio, em Campo Grande, mas poderia ser feita por qualquer pessoa que conheceu o local antes.

O empresário é um dos sócios da Valley e conta que o arquiteto Luis Pedro Scalise teve “carta branca” para trabalhar o ambiente. Foram sete meses em reforma e o resultado foi apresentado nessa terça-feira à imprensa.

A impressão é que não foi feita uma reforma e sim construção de uma nova casa. As mudanças são desde a fachada até os adesivos nos banheiros. Tudo, mas tudo mesmo, é alusivo ao mundo country. “Todos os detalhes foram muito bem trabalhados”, fala Scalise, que recebeu diversos elogios pelo trabalho durante a noite.

A fachada que antes tinha apenas alguns detalhes em madeira agora é totalmente com o material vegetal, com portas e janelas de demolição. O hall de entrada ficou mais moderno e no ‘saloon’, tudo diferente.

Antes, o palco ficava de frente para a entrada. Agora, é na lateral. E como tudo é temático, as mesas, bancos, placas indicativas, a cor das paredes, corrimão dos camarotes, adesivos nos banheiros e muitos outros detalhes leva a pessoa a entrar no clima country.

Ao olhar para cima, mais uma surpresa. No teto há mesas, cadeiras e prateleiras de ponta cabeça. Tapetes estão aos montes pela casa, inclusive no teto.

A dupla Tiago e Graciano animou os convidados. (Foto: Arnaldo Muniz/ Divulgação)
A dupla Tiago e Graciano animou os convidados. (Foto: Arnaldo Muniz/ Divulgação)

As mudanças não são apenas na decoração. Serginho explica que a lotação da casa passou de 900 pessoas para 650. “Diminuímos a capacidade, mas, aumentamos o conforto”, justifica.

Há 40 mesas com bancos espalhadas pelos ambientes e 25 garçons. A Valley agora conta com cozinha. No cardápio porções. Nada diferente do que é oferecido nos bares da cidade.

Toda a acústica da casa foi refeita. “Quem está lá fora não sabe o que está tocando aqui dentro”, diz o empresário que fala ainda que todo o sistema de som e iluminação é novo, com utilização dos mais modernos equipamentos.

Funcionamento - A Valley Acoustic Bar vai abrir todas as sextas-feiras. As apresentações serão de duplas da boate. “São 14”, afirma Sérgio Longo Filho. Os cantores vão se revezar semanalmente, mas, a banda é da casa.

O empresário comenta que a intenção é levar à Valley uma vez por mês um artista nacional. “Será na quarta-feira”, afirma. A primeira atração já está confirmada: Henrique e Diego, em abril, e está em negociação outras duplas como até Jorge e Mateus.

Os convites para as noites de sexta-feira na casa custam R$ 30 (feminino) e R$ 50 (masculino). Já para os camarotes o preço varia de R$ 800 a R$ 1,5 mil, com consumação. São seis camarotes com capacidades de oito a 15 pessoas.

A venda de convites para a pista agora será só na hora. Já para os camarotes, é preciso reserva antecipada pelo telefone 3025-5676. Detalhe: para esta semana todos os camarotes estão vendidos.

Fachada da Valley, que fica na rua José Antônio.
Fachada da Valley, que fica na rua José Antônio.
No teto, cadeiras, mesas, tapetes e prateleiras.
No teto, cadeiras, mesas, tapetes e prateleiras.
Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário