ACOMPANHE-NOS    
JUNHO, QUINTA  24    CAMPO GRANDE 24º

Lado B

Empresários investem R$ 1 milhão em bar temático que chama atenção pela fachada

Por Ângela Kempfer e Francisco Júnior | 16/02/2012 12:56
Fachada da Valley. (Fotos: Francisco Júnior)
Fachada da Valley. (Fotos: Francisco Júnior)

Na rua José Antônio um saloon a moda antiga ganha formas na terra do sertanejo universitário. A fachada de madeira, com portas e janelas de demolição, é só o convite para um bar temático, que chama a atenção pelos detalhes no mobiliário antigo.

É a transformação do Valley Acoustic Bar, um lugar já conhecido pelo público de camisa xadrez e bota, que agora investe pesado na arquitetura. O projeto é de Luis Pedro Scalise, conhecido pela ousadia e assinaturas de bares como do antigo Pele Vermelha.

A fidelidade ao estilo country tem dado trabalho ao arquiteto, que teve de visitar lojas no interior de São Paulo para conseguir muito material enferrujado.

“Tentamos comprar por aqui, mas é difícil. Estamos usando muita coisa antiga e também couro, dormentes e madeira. Queremos que as pessoas entrem em uma vila country, se incorporem ao ambiente, vivam o cenário”, explica.

Cabeças de alces e búfalos, feitas com cera, ainda estão nas caixas, porque falta muito para a conclusão do projeto, que terá surpresas, começando pelo teto da casa. “Não vamos contar para não estragar a surpresa, mas também haverá uma iluminação completamente diferente”, antecipa Luis Pedro. A inauguração está prevista para março.

Além da decoração, a estrutura também mudou. Os camarotes foram ampliados e passaram de 4 para 6, cada um com bar individual. Com isso, o espaço da pista diminuiu e a capacidade de público também foi reduzida de 900 para 650 pessoas.

“A gente quer mais qualidade no atendimento”, justifica um dos sócios, Sérgio Longo Filho.

Os equipamentos de som também foram substituídos, por caixas menores e a promessa de maior clareza e potência.

Uma banda fixa foi contratada para assegurar qualidade a todos os shows, independente dos cantores da noite. “Vamos ter muitos artistas regionais e, pelo menos, e a cada 3 meses algum nome nacional será a atração da casa”, garante Sérgio que prevê investimento total na ordem de R$ 1 milhão.

O próximo passo dos 3 sócios, que também são donos da Valley Pub, é levar a marca para São José do rio preto, Gioânia, Brasília, Cuiabá e Ribeirão Preto.

Todo interior é revestido com madeira.
Todo interior é revestido com madeira.
Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário