A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 24 de Setembro de 2019

19/08/2019 08:49

Com pedra natural, Rodrigo ensina fazer colar castroado para proteção de chacras

Ele é terapeuta reiki chamânico e explica que cada pedaço de rocha pode ajudar em um problema específico

Alana Portela
Rodrigo Scardini colocou as pedras em cima de uma mesa para tomar sol (Foto: Alana Portela)Rodrigo Scardini colocou as pedras em cima de uma mesa para tomar sol (Foto: Alana Portela)

Com pedras naturais, Rodrigo Scardini cria colares castroados, para proteção de chacras. Aos 19 anos, já é terapeuta reiki chamânico e explica que cada pedaço de rocha tem um significado que vai de limpeza e proteção espiritual, a estimulo sexual. A de quartzo rutilado, por exemplo, melhora a nossa disposição. No fim de semana, ele deu um curso sobre o assunto em Campo Grande.

“As pedras são de paredes de rocha que quebraram, mas é só rolar [processo de lapidação], pra ela ficar no formato que quiser. Servem para cristaloterapias, a Jade Nefrita mesmo ajuda a curar o físico em caso de dores, mas também tem que ajudá-la a exercer a função, transmitindo energia positiva”, comenta Rodrigo.

As pedras são naturais e têm significados diferentes (Foto: Alana Portela)As pedras são naturais e têm significados diferentes (Foto: Alana Portela)

Ele ainda fala de cromoterapia, que também contribui para manter os chacras equilibrados e aproxima a energia da natureza. “A vermelha é para harmonizar a conexão com a terra. Todas as pretas protegem e tem a Pedra do Sol [na cor alaranjada] para manter o equilíbrio do lado masculino e a da lua, que é da parte feminina”.

Entre as mais raras, está a Vassoura de Bruxa, eficiente em limpeza energética, purificando a aura. “Tenho ainda a pedra Âmbar que é extraída da seiva de um pinheiro e é do signo de aquário. A Obsidiana é preta e representa o escorpião, as pessoas desse signo podem usar o colar ou guardar no bolso. A Rosa do Deserto é para elevação, conecta com a espiritualidade”. As selenitas brancas são para limpar a áurea.

Rodrigo usando a pedra Serenita fazer a limpeza da áurea (Foto: Alana Portela)Rodrigo usando a pedra Serenita fazer a limpeza da áurea (Foto: Alana Portela)
Os colerragias de castroado já prontas  (Foto: Alana Portela)Os colerragias de castroado já prontas (Foto: Alana Portela)
Conta com um acervo variado de dive(Foto: Alana Portela)Conta com um acervo variado de dive(Foto: Alana Portela)
A Pedra de Dedo de Bruxa (Foto: Alana Portela)A Pedra de Dedo de Bruxa (Foto: Alana Portela)

Antes de mostrar como se faz um colar castroado, Rodrigo explica também que é preciso limpar as pedras para usar no pescoço, para retirar as energias negativas depositadas. “Nas lojas várias pessoas vão ter tocado, por isso é bom fazer a limpeza antes de usar. Se não, vai colocar toda a energia das pessoas que pegaram para seu corpo”.

Por isso, ele coloca as pedras em uma mesa onde deixa por três dias e três noites. “É por conta da lua cheia, aqui tomam sol e lua. Pode deixar tomar chuva e na terra, que limpam. Elas vieram da terra, e quando entram em contato se purificam novamente. Elas duram milhões de anos”.


Colar - Agora sabendo do significado de algumas pedras, fica mais fácil escolher uma cor e o formato das pedras antes de fazer o colar castroado. Depois de escolher a pedra, pega a linha de fio encerado e corte quatro pedaços de um metro cada. Em seguida, pegue cada um desses pedaços e dobre ao meio. Feito isso, pegue dois pedaços que acabou de dobrar e una-os, passando um por dentro do outro. 

O segundo passo é colocar uma linha dobrada na horizontal e a outra na vertical, formando uma cruz. Feito isso, você terá quatro pontas duplas, então separe essas linhas uma da outra que será seis fios para começar o trançado do macramê. Confira o passo a passo no vídeo.

Curta o Lado B no Facebook e no Instagram.

 

imagem transparente

Classificados


Copyright © 2019 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.