A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 23 de Agosto de 2019

11/05/2018 09:07

Mesmo sem proteína animal, Márcio quer provar que pode ser vegano e ter músculos

Ele treina, faz Crossfit e yoga, mas aboliu dietas da moda como frango com batata doce

Thaís Pimenta
Marcio sempre praticou atividades físicas, e só depois de descobrir o yoga foi que sua vida mudou. (foto: Farid Fahed/Divulgação)Marcio sempre praticou atividades físicas, e só depois de descobrir o yoga foi que sua vida mudou. (foto: Farid Fahed/Divulgação)

Mais do que um corpinho bombado, Marcio Luiz Batista é a prova de que já está ultrapassada aquela ideia de que veganos são pessoas esqueléticas, por não comerem carne ou nenhum outro ingrediente de origem animal. O cara treina pesado, definiu a musculatura e ao exibir a rotina acabou inspirando pessoas nas redes sociais, com 30 mil seguidores no Instagram.

Professor de yoga e vegano há cerca de um ano, Márcio sempre se preocupou com a saúde do corpo e da mente. Muito antes de ele restringir a alimentação e de conhecer o yoga, já praticava exercícios físicos diariamente. "Sempre pratiquei musculação, Crossfit, corrida, tudo que era interessante pra mim, praticava", conta.

Nos últimos anos o seu foco era voltado especialmente para o Crossfit, participava de campeonatos, mas só até conhecer o ashtanga yoga. ''Fiquei fascinado. Yoga todo mundo pensa que é só meditação, só mantra em aula, mas eu vi que era totalmente diferente, uma prática intensa, quase um exercício físico'', explica.

 

Marcio é quem está ao centro da foto, dando aula de ashtanga yoga. (foto: Acervo Pessoal)Marcio é quem está ao centro da foto, dando aula de ashtanga yoga. (foto: Acervo Pessoal)

Foi depois de dois meses de yoga que ele resolveu tirar a carne da alimentação. ''Eu já tinha o pensamento bem antes de parar. Sempre achei uma atitude nobre, bonita. Tem todo o lance dos animais mas eu achava que no momento não era capaz de tomar uma atitude drástica, mas resolvi tentar''. Então, todos os dias, Márcio anotava em sua agenda há quantos dias já estava sem comer.

No 22º, ele parou de anotar e foi além. ''No começo, eu virei ocvolatovegetariano, mas foram três dias apenas, até eu entender que se não fosse naquele momento, talvez eu não conseguiria depois e tirei tudo de origem animal da minha alimentação depois de me aprofundar mais na questão da saúde do meu corpo''.

Foi tão positivo pra ele que mesmo sempre tendo praticado exercícios físicos, se mantinha com 10% a 15% de gordura corporal, e 12 meses depois de ter se tornado vegan, esse índice caiu para 7%. ''Por mais que a intenção não tenha sido essa, isso prova que meu corpo gostou de se alimentar de forma mais natural''.

Inclusive, Marcio sempre teve uma dieta regrada, mas hoje em dia não faz dieta porque não precisa. ''Antes eu fazia as dietas paleolíticas porque nesse meio sempre se diz que quanto mais proteína animal ingerir mais resultados você vai ter, então eu me entupia de frango, batata doce e todo o resto de carne possível. Hoje mesmo indo na nutricionista eu não preciso controlar, como de tudo, não tenho controle de porções e estou na melhor fase da minha vida''.

Hoje Marcio vive como instrutor de yoga. (foto: Divulgação/Shanti)Hoje Marcio vive como instrutor de yoga. (foto: Divulgação/Shanti)

Para ele, a tendência é criar neuras sem conhecer nosso corpo. "Só que você muda e vê o bem que está fazendo pro seu corpo, pelo planeta, pelos animais, pela sua saúde. Consumo cogumelos, grãos, e não sinto nada atrapalhando minha vida. Me sinto mais disposto, mais leve. A proteína animal te dá uma inchada e até a questão de funcionamento do intestino melhorou''.

Pra muitos, esse processo é complicado, e Márcio sabe disso, então começou a publicar suas mudanças em suas redes sociais, e isso causou um boom de seguidores, que se inspiram no seu estilo de vida, notam que é possível manter uma vida vegana e mesmo assim ter um corpo forte.

''Eles veem que eu hoje me baseio no yoga, como atividade física e espiritual, além de comer de forma simples, sem grandes luxos. Comida do dia a dia, sem frescura. Desde os 18 anos moro sozinho e hoje é o momento em que eu gasto menos, como uma comida barata, consumo menos coisas supérfluas e consequentemente tenho uma vida mais leve. Tudo isso chegou na vida por meio do yoga e por isso sou muito grato à prática, me trouxe autoconhecimento''.

No começo, Márcio tentou se espelhar em pessoas que fosse veganas, mas que tivessem um corpo legal, afinal viver sem se exercitar nunca foi uma realidade pra ele, tanto é que, além de continuar no Crossfit, na musculação e no Yoga, hoje ele também está cursando Educação Física. ''Quando você encontra essas referências fica mais fácil pra dar o primeiro passo''.

Gostou e quer seguir os passos de Marcio também? Acesse o link e siga ele.

Curta o Lado B no Facebook e no Instagram.

NAa prática,. ele encontrou o veganismo e mudou totalmente sua vida. (foto: Divulgação/Shanti)NAa prática,. ele encontrou o veganismo e mudou totalmente sua vida. (foto: Divulgação/Shanti)
Marcio durante a prática de yoga, realizando um pranayama. (Foto: Divulgação/Shanti Yoga)Marcio durante a prática de yoga, realizando um pranayama. (Foto: Divulgação/Shanti Yoga)
imagem transparente

Classificados


Copyright © 2019 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.