A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 22 de Outubro de 2019

30/09/2019 08:24

Para um “reset”, terapeutas se reúnem em parque para sessão gratuita de reiki

Terapeutas holísticos dizem que a intenção é ajudas a pessoa a se conectar com a paz e recomeçar

Alana Portela
Sessão de reiki terapia trabalhando para a energia do corpo (Foto: Alana Portela)Sessão de reiki terapia trabalhando para a energia do corpo (Foto: Alana Portela)
A advogada, Valéria Urkiza recebendo sessão (Foto: Alana Portela)A advogada, Valéria Urkiza recebendo sessão (Foto: Alana Portela)

Terapeutas holísticos se reuniram no Parque das Nações Indígenas no fim de semana para aplicar sessões de terapias integrativas, de graça. Quem passou pelo local no domingo, viveu um momento “reset”. “É uma experiência diferente. Mexe com as memórias, é intenso e traz paz”, avalia Valéria Urkiza.

Ela é advogada e estava passeando pelo parque quando viu o grupo reunido. Considera-se ansiosa e diz que gosta de caminhar no local para tentar se acalmar. Ao ver todos de branco, logo percebeu que estava entre amigos e pediu para receber uma sessão. “Quis desacelerar. Já tinha feito sessão de reiki que trabalha com a energização do corpo”, conta.

Na cadeira e ao som dos pássaros, Valéria relaxou, enquanto os terapeutas iniciaram a sessão. Trinta minutos depois, já tinha desistido da caminhada. “Fica até meio tonta, mexe com a cabeça, te faz pensar. Me acalmou tanto que nem sei mais se vou andar”, diz Valéria.

Valéria contou que após a sessão sentiu-se mais calma (Foto: Alana Portela)Valéria contou que após a sessão sentiu-se mais calma (Foto: Alana Portela)
Lucas Gabriel Quinhones comentou sobre a harmonia que a terapia oferece (Foto: Alana Portela)Lucas Gabriel Quinhones comentou sobre a harmonia que a terapia oferece (Foto: Alana Portela)
Os visitantes do parque foram conferir a novidade (Foto: Alana Portela)Os visitantes do parque foram conferir a novidade (Foto: Alana Portela)

Os 12 terapeutas levaram quatro macas e cadeiras para as sessões de relaxamento. A iniciativa tem a ver com o “Setembro Amarelo”, mês de prevenção ao suicídio. Os profissionais mostraram como suas habilidades podem ajudar todos a se reencontrarem, deletar os maus pensamentos erecomeçar.

"Uma das causas do suicídio é a depressão, a pessoa perde a vontade de viver, se socializar e não enxerga o brilho da vida. A terapia energética faz seu centro de energia voltar e ver como é maravilhoso. Temos que manter o sorriso no rosto e cuidar da parte física e espiritual”, fala Lucas Gabriel Quinhons, 22.

Ele é terapeuta holístico, mas foi apenas para conferir o que estava rolando no local. Aproveitou a vibe para aplicar em si mesmo a terapia “ThetaHealing”. Sentou embaixo da sombra com uma amiga e na posição de meditação, entrou em transe “É uma constelação, que entra em contato com o cosmo, seu Deus. É como se fosse uma sessão no psicólogo”.

Várias pessoas participaram do evento  (Foto: Alana Portela)Várias pessoas participaram do evento (Foto: Alana Portela)

Terapias - Rosângela Shimora foi uma das organizadoras da ação e comenta sobre a importância da terapia para a vida. “Ela trabalha o físico, espiritual e emocional. Visa o equilíbrio, alivia a tensão e relaxa”.

No local foram aplicadas duas terapias. A reiki, que é o toque com as mãos para restabelecer a energia vital. Promove o equilíbrio interior para fortalecer o sistema imunológico, aliviar e reduzir dores físicas, eliminar angústias, estresse, ansiedade e depressão. E a “Barras de Access Consciousness”, que é o processo quântico feito com toques suaves em 32 pontos da cabeça, para desligar os medos, traumas, fobias e também trazer a paz interior.

Para Luciana Santos, 42 anos, a sessão de “Barra de Access” é um momento de esquecer. “É como se fosse ‘reset’. Como se fosse um HD está cheio, a gente reseta para que a pessoa possa ter outra perspectiva. É ativada a área da cura e sexualidade”. Ela também é terapeuta holística e atua com “Ayurveda”, terapia milenar que também equilibra a harmonia do corpo e da mente.

Rosângela Shiroma foi uma das organizadores da ação (Foto: Alana Portela)Rosângela Shiroma foi uma das organizadores da ação (Foto: Alana Portela)
As reikianas, Rafaela Carneiro à esquerda, ao lado de Mariana Barbosa(Foto: Alana Portela)As reikianas, Rafaela Carneiro à esquerda, ao lado de Mariana Barbosa(Foto: Alana Portela)

As reikianas, Mariana Barbosa e Rafaela Carneiro dividiram as experiências com as pessoas que passaram pelo local. “É necessário mostrar esse lado mais sútil da vida. É um momento de conectar com si mesma, se olhar e ouvir. Na natureza fica melhor para relaxar, pois quando fechamos os olhos do físico, mergulhamos na consciência”, explicam.

Para Mariana, dependendo do estímulo na sessão, dá para reviver as memórias. “Fui para memória de infância. Me vi numa fazenda, onde tive o contato com a natureza. Tudo que chega no momento da cura é primordial para o processo”, concluiu.

Curta o Lado B no Facebook e no Instagram

 

Na posição de meditação, Lucas Gabriel e a amiga entraram em transe com a terapia “ThetaHealing” (Foto: Alana Portela)Na posição de meditação, Lucas Gabriel e a amiga entraram em transe com a terapia “ThetaHealing” (Foto: Alana Portela)
imagem transparente

Classificados


Copyright © 2019 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.