ACOMPANHE-NOS    
JUNHO, DOMINGO  20    CAMPO GRANDE 24º

Faz Bem!

Pela distância, beach tennis vira febre com quadra em todo canto

Esportes individuais estão em alta desde o ano passado e beach tennis virou febre na Capital

Por Bárbara Cavalcanti | 20/05/2021 06:10
Para jogar beach tennis bastam quatro pessoas para formar duas duplas adversárias. (Foto: Arquivo Pessoal Antônio Vieira)
Para jogar beach tennis bastam quatro pessoas para formar duas duplas adversárias. (Foto: Arquivo Pessoal Antônio Vieira)

Apesar do nome, para se jogar beach tennis não se precisa de praia. O esporte, muitas vezes confundido com o frescobol, conquistou Campo Grande, especialmente desde o ano passado. Com a suspensão de esportes coletivos, o beach tennis se tornou uma opção para se exercitar com poucas pessoas e se divertir.

Para jogar beach tennis, precisa-se de, no máximo, quatro pessoas para formar duas duplas adversárias. E a areia na verdade é opcional: é possível também jogar em quadra. O esporte é fácil, então é ideal para quem tem pouco domínio e quer experimentar uma coisa nova.

De acordo com o professor Antônio Vieira, conhecido como “Toni Beach Tennis”, o esporte virou febre do ano passado para cá. “Por causa da pandemia, os esportes individuais estão muito em alta. Os horários nas quadras estão sempre ocupados, tem muita molecada mais jovem”, explica.

Aqui na Capital, de acordo com Toni, o esporte começou há mais ou menos uma década na periferia e agora está se espalhando na classe mais alta. “Eu dou aula, então vi os horários se ocuparem cada vez mais, tudo preenchido. Também há uma evolução nas quadras, tanto os condomínios, quanto em quadras particulares pela cidade”, detalha.

Esporte é ideal para quem está começando e quer experimentar algo novo. Areia é opcional. (Foto: Arquivo Pessoal Antônio Vieira)
Esporte é ideal para quem está começando e quer experimentar algo novo. Areia é opcional. (Foto: Arquivo Pessoal Antônio Vieira)

O esporte veio do Espírito Santo, entregue pelo capixaba Luiz Messias, mais conhecido como “Bambu”. Hoje aposentado, Bambu apresentou o beach tennis à sul-mato-grossenses, quando veio ao estado para um campeonato de frescobol. “Deixei a rede, raquete e bolas para a galera experimentar. Recomendo por ser um esporte dinâmico e inclusivo, podendo ser praticado em qualquer espaço, não só na praia. Não tem limite de idade, todos podem praticar”, detalha.

Leila Pedrozo de Freitas é uma das jogadoras apaixonadas por beach tennis. Ela é professora de séries inciais e atualmente está fazendo a graduação em Educação Física pela paixão ao beach tennis. “Gosto do beach tennis principalmente porque faço uma atividade física em um ambiente divertido. É um jogo que tem uma certa rivalidade, mas que também é um esporte que te proporciona conhecer muitas pessoas, inserir gente que não gostava de nenhum esporte e acaba se apaixonando pela dinâmica”, declara.

Na Capital, é possível jogar beach tennis de forma gratuita em uma das oficinas oferecidas pela Fundação Municipal de Esporte (Funesp). As oficinas acontecem de segunda à quinta-feira, de 5h às 9h na Praça Belmar Fidalgo. Mais informações estão disponíveis na própria Funesp, pelo telefone (67) 3314-3527.

Há possibilidade de jogar em oficinas gratuitas no Belmar Filgado. (Foto: Aquivo Pessoal Antônio Vieira)
Há possibilidade de jogar em oficinas gratuitas no Belmar Filgado. (Foto: Aquivo Pessoal Antônio Vieira)

Há a possibilidade de jogar em quadras particulares. Há a opção de aluguel por hora, assim como pacotes mensais. Existe também a possibilidade de fechar pacotes de aulas com os professores durante alguns dias da semana.

Em uma das unidades do Toni Beach Tennis, no bairro Vilas Boas, o aluguel da quadra por hora é R$ 70. Mais detalhes estão disponíveis no (67) 99263-8972. No Zero67 Beach Tennis, também no Vilas Boas, o aluguel também é R$ 70 e mais informações estão disponíveis no telefone (67) 3253-3163. Em ambos há a possibilidade de aulas, mas os valores variam de acordo com a frequência.

Curta o Lado B no Facebook. Tem uma pauta bacana para sugerir? Mande pelas redes sociais, e-mail: ladob@news.com.br ou no Direto das Ruas através do WhatsApp do Campo Grande News (67) 99669-9563.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário