A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 08 de Dezembro de 2019

25/04/2017 17:10

Prevenção à obesidade chega a escola e terá investimento de R$ 179 milhões

Paulo Nonato de Souza
Prevenção contra a obesidade é novidade no novo modelo do Programa Saúde na Escola, do Governo Federal (Foto: Arquivo)Prevenção contra a obesidade é novidade no novo modelo do Programa Saúde na Escola, do Governo Federal (Foto: Arquivo)

Prevenção contra a obesidade. Esta é uma das principais novidades do novo modelo do Programa Saúde na Escola, anunciado nesta terça-feira, 25, pelo Ministério da Saúde.

Portaria assinada pelos ministros da Saúde, Ricardo Barros, e da Educação, José Mendonça Filho, estabelece 12 ações a serem cumpridas pela rede pública de ensino.

No novo modelo, os estudantes terão atualização do calendário vacinal e ações de promoção à saúde, como prevenção à obesidade, cuidados com a saúde bucal, auditiva e ocular, combate ao mosquito Aedes aegypti, incentivo à atividade física, prevenção de DST/Aids, entre outras.

Em nota, o Ministério da Saúde informou que o investimento do Governo Federal será de R$ 179 milhões em dois anos, e o período de adesão dos municípios começa no dia 2 de maio, terça-feira da próxima semana, e irá até o dia 14 de junho.

De acordo com o Ministério da Saúde, o Programa Saúde na Escola envolve 32 mil equipes da atenção básica distribuídas em 4.787 municípios. São profissionais da saúde que já atuaram em ações de promoção e prevenção da saúde nas escolas.

A nova portaria, além de prever valor anual 2,5 vezes maior que o executado nos anos anteriores, altera a forma de repasse, que antes era feito em duas parcelas e agora passará a ser pago em parcela única. O ciclo de adesão será de dois anos, com liberação dos recursos a cada 12 meses.

Histórico - Atualmente, o Programa está em 79 mil escolas e atinge aproximadamente 18 milhões de alunos. A participação no PSE é de livre iniciativa do município e acontece por meio de pactuação de metas via Termo de Compromisso Municipal, por meio do Portal do Gestor do Ministério da Saúde.

Atualizar a situação vacinal dos estudantes é uma das metas obrigatórias do Programa. A rede pública do país conta atualmente com a distribuição gratuita de 19 vacinas para proteger contra mais de 20 doenças.

Duas das vacinas mais recomendadas para o público serão prioridade no programa: HPV e meningite. Também estão disponíveis: BCG, Hepatite B, Pentavalente, vacina inativada Poliomielite, vacina oral contra a Pólio, VORH - vacinal oral de Rotavírus Humano, Vacina Pneumocócica, febre amarela, Tríplice viral, DTP (tríplice bacteriana), Influenza, Tetraviral, Hepatite A, dTpa (gestantes) – difteria, tétano e coqueluche e dT (Dupla tipo adulto) - tétano e difteria.

Campo Grande News - Lista Vip WhatsApp
imagem transparente

Classificados


Copyright © 2019 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.