A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 18 de Novembro de 2017

14/10/2017 08:44

Dragon Ball Z Fighter mostra que pode ser um dos melhores jogos de luta de 2018

Rodrigo “Vigia” Motta
Dragon Ball Z Fighter Reprodução / YouTubeDragon Ball Z Fighter Reprodução / YouTube

Dia 11 de outubro foi o primeiro dia da Brasil Game Show, que completa neste ano sua décima edição. Voltando a se posicionar no Expo Center Norte, o evento continua permitindo ao público brasileiro poder experimentar alguns dos mais esperados jogos que estão por vir.

No setor da Xbox pude jogar Dragon Ball Z Fighter. Confesso que além de não estar entre meus gêneros favoritos, estou longe de ser um bom jogador quando se trata de jogos de luta. No entanto, nada melhor do que relembrar a infância regada a base de Dragon Ball (ainda mais tão perto do dia das crianças), que experimentar o jogo de luta mais falado do momento, de uma das animações que mais fizeram parte de minha vida.

Dragon Ball Z Fighter é desenvolvido pela Arc System Works, responsável por excelentes jogos de luta, como Guilty Gear e Blaz Blue. A Bandai Namco resolveu apostar as fichas neste estúdio para produção de uma de suas queridinhas, e até agora está dando muito certo.

O jogo já tem mais personagens disponíveis se compararmos com a demonstração que foi mostrada há alguns meses atrás, indicando que talvez outros mais ainda possam entrar. Joguei o modo versus, onde formamos equipes de 3 personagens e podemos alternar entre eles durante a batalha, permitindo batalhas dinâmicas e estratégicas, onde chamamos um membro do time para prolongar nossos combos, contra atacar, ou mesmo fazemos a substituição para que quem esteja fora de batalha possa se recuperar um pouco.

Embora não tenha entendido muito dos comandos do jogo, ele parece apoiar uma jogabilidade simplificada, misturando socos, chutes, “magias”, um “dash” que facilita muito a composição de combos aéreos, no entanto eventualmente alguém no estande soltava algum especial com visuais incríveis, dignos da tão prestigiada animação, com explosões sensacionais.

Não há como não comparar alguns dos elementos de jogabilidade com os que encontramos no primeiro Marvel Vs Capcom, mas isso só mostra o potencial do jogo já que faz uso de mecânicas tão bem sucedidas.

A parte gráfica também está excelente. O estilo 3D utilizado nos jogos mais recentes da série foram substituídos pelos gráficos 2D de excelente qualidade, parecendo cenas da própria animação, uma mostra de que a simplicidade, quando bem feita, consegue excelentes resultados.
Dragon Ball Z Fighter está previsto para o começo de 2018 para PS4, Xbox One e PC.

Continuem ligados aqui no Lado B para mais matéria sobre a Brasil Game Show, na cobertura especial que estamos fazendo junto com o Vídeo Game Data Base, o museu virtual brasileiro dos videogames, que está com um estande cheio de diversão e informação no evento. Conheça a Mega Eletrón, a loja online de games oficial do Vídeo Game Data Base.

 

 



imagem transparente

Classificados


Copyright © 2017 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.