A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 25 de Novembro de 2017

16/07/2013 06:45

O essencial virou acessório: quem compra relógio só para olhar as horas?

Paula Maciulevicius
A auxiliar de escritório Tereza pergunta até para a equipe se a escolha é boa. O que ela levou em conta na hora de comprar? A beleza, o estilo, tudo, menos os ponteiros. (Fotos: Marcos Ermínio)A auxiliar de escritório Tereza pergunta até para a equipe se a escolha é boa. O que ela levou em conta na hora de comprar? A beleza, o estilo, tudo, menos os ponteiros. (Fotos: Marcos Ermínio)

No balcão da loja a variedade de modelos de relógios desperta atenção de quem passa por ali ou daqueles que saíram de casa realmente para comprar um. Entre pulseiras, cores e tamanhos, o difícil mesmo está em se atentar nos ponteiros na hora das compras. O que era essencial virou coadjuvante. As horas e minutos estão em segundo plano diante da moda que chegou também para quem apenas marcava os segundos. Hoje, quem compra relógio só para olhar as horas?

Com o celular na palma da mão, basta um touch e elas já estão lá. Gritadas, geralmente em formato digital. O pulso, seja direito ou esquerdo, carrega agora de tudo, menos a função primordial. Quer ver só como a gente tem, em parte, razão? O Lado B foi às compras e encontrou clientes que confirmam: o item virou acessório.

"Eu gosto de escolher o que na verdade combina com tudo. O celular pode acabar a bateria, mas o relógio não, ele fica ali um tempão", diz a professora Suzi Ferro, de 23 anos. A comparação é ela mesma quem faz. Diante da falta do aparelho de telefone, é preciso voltar aos olhos do velho tic tac do relógio de pulso.

Professora Suzi Ferro: ela compra o relógio pensando que a bateria do celular vai rápido, mas o acessório ainda fica para olhar as horas.Professora Suzi Ferro: ela compra o relógio pensando que a bateria do celular vai rápido, mas o acessório ainda fica para olhar as horas.

A dona da loja, Eunice do Amaral, de 41 anos, vê todos os dias homens e mulheres pedindo para provar esse e aquele modelo. Em média o tempo de escolha leva até meia hora.

Em uma das lojas, um grupo de mulheres escolhia e opinava uma à outra do que levar. A auxiliar de escritório, Tereza Oliveira, 51 anos, é quem admite logo de cara. "É acessório sim, E eu escolho pela beleza, gostou, levou. Olha esse, não é lindo?", ela pede até a opinião da equipe.

Hoje, o que tem mais saído são os relógios com pulseira imitando, ou até legitimamente, de couro. Um deles com strass sai em média R$ 30 no camelódromo de Campo Grande.

Como renovar o guarda-roupa, Marlene estava levando para casa três novos acessórios.Como renovar o guarda-roupa, Marlene estava levando para casa três novos acessórios.

E não é pela falta de um. A esteticista Marlene Regina Correia, 63 anos, estava levando três novos acessórios para casa. Ela confessa, leva pelo estilo e olha as horas no celular, costume ou mesmo vício, ela nem se lembra que a utilidade que vai ao pulso é mais do que um item da moda. E na hora de comprar, a última coisa a reparar são os ponteiros.

"Eu levo pelo estilo e pela beleza. Eu gosto de relógio grande, com pedras e brilho", diz.

O comerciante Elias Tavares da Silva, de 66 anos, comprova por A + B que desta vez o Lado B acertou. "Os clientes levam mais pela boniteza mesmo e às vezes nem é um relógio de boa qualidade, de marca. Mas se é bonito, leva", afirma. No camelódromo é possível encontrar relógios masculinos de R$ 15 até R$ 85 e femininos entre R$ 15 e R$ 65.

De vários modelos, cores e tamanhos, preços de relógios no camelódromo vão de R$ 15 a R$ 85. De vários modelos, cores e tamanhos, preços de relógios no camelódromo vão de R$ 15 a R$ 85.


Acredito que o relógio é mais do que um acessório. Há muitas profissões nas quais o horário é cronometrado passo a passo. Um exemplo disso é a minha profissão. Tenho hora para começar a dar aula, mudar de sala, intervalo, retorno, saída. Mais também vale lembrar que, praticamente para tudo temos horários em nosso cotidiano e acredito sim que o relógio não é apenas um acessório, ele é essencial.
 
Suzy Ferro em 17/07/2013 22:33:20
No mundo de hoje onde se passa quase o dia todo em frente a uma tela de computador, seja no trabalho, no celular ou em casa mesmo, carregar um relógio no braço, só como acessório mesmo.
 
Marcos Wild em 16/07/2013 22:33:22
imagem transparente

Classificados


Copyright © 2017 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.