A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 24 de Setembro de 2019

25/08/2019 07:22

Açaí não tomou lugar de sorvete italiano que tem sabor mamão no carro-chefe

Casal diz que trocou fotografia pelo comércio de sorvetes para recomeçar

Thailla Torres
Há 15 anos, casal diz que largou a fotografia de casamentos para vender sorvetes no Centro. (Foto: Kísie Ainoã)Há 15 anos, casal diz que largou a fotografia de casamentos para vender sorvetes no Centro. (Foto: Kísie Ainoã)

Virou clichê encontrar um carrinho de açaí a cada esquina da cidade, as portinhas que antes vendiam sorvetes também se renderam ao doce, mas em um balcão da Avenida Afonso Pena, o casal, Gerusa e Joseda, jura que não abre mão do sorvete, especialmente, porque “ninguém faz o de mamão papaia como eles”, diz o dono.

De fato, o sorvete italiano é gostoso. Além do tradicional chocolate, baunilha ou morango, o sabor de mamão é o que mais vende por não ser tão doce e os donos ainda dizem que a receita não leva emulsificante. “Levamos três anos para acertar o ponto do sorvete aqui, mas quando acertamos todo mundo gostou”, afirma Joseda Barbosa Nunes, de 59 anos.

Lugar fica na Avenida Afonso Pena. (Foto: Kísie Ainoã)Lugar fica na Avenida Afonso Pena. (Foto: Kísie Ainoã)

O comércio na Afonso Pena, entre o burburinho das pessoas e do trânsito, começou há 15 anos, depois que a família resolveu largar a fotografia de casamento para sobreviver do sorvete italiano. “Queríamos mudar de vida mesmo, escolhemos o comércio de sorvetes que estava em alta na época”, diz.

A lanchonete que abre das 8h às 19, de segunda a sexta, tem sorvetes de casquinha a R$ 3,00 e milkshakes a partir de R$ 7,00. Dizem os donos que até funcionário e gerente de fast-food famoso passam ali para comprar sorvete. Além disso, o casal prepara misto quente a R$ 4,00 na hora e suco de laranja também. “O suco é fresquinho”

A família hoje mora na Vila Sobrinho, mas não abre mão do negócio no Centro, porque já virou uma tradição em família. “Meu irmão também já vendeu sorvetes por aqui, foi assim que recomeçamos”.

Ter comércio em plena Afonso Pena tem suas vantagens, especialmente, após o inverno. “Com as altas temperaturas todo mundo quer tomar um sorvete”.

Mas no endereço que escolheu nada é muito tranquilo, diz Joseda. “Tem também muita violência, não é fácil”, diz o dono que contou três assaltos nos últimos anos. “Mas a gente não desiste, porque se faltar sorvete, as pessoas vão sentir falta”.

Quem quiser conhecer, a lanchonete fica na Afonso Pena, 1855.

Curta o Lado B no Facebook e Instagram.

Mamão é o sabor mais pedido. (Foto: Kísie Ainoã)Mamão é o sabor mais pedido. (Foto: Kísie Ainoã)
imagem transparente

Classificados


Copyright © 2019 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.