ACOMPANHE-NOS    
JANEIRO, DOMINGO  17    CAMPO GRANDE 21º

Sabor

Com até geleia de flamboyant, Joca prepara drinks para se ter em casa

Usando flores como ingrediente nos coquetéis, mixólogo descobriu novos sabores e a oportunidade de estrear receitas autorais

Por Raul Delvizio | 20/12/2020 11:26
Joaquim é o mixólogo que descobriu nas flores o potencial de bons drinks (Foto: Arquivo Pessoal)
Joaquim é o mixólogo que descobriu nas flores o potencial de bons drinks (Foto: Arquivo Pessoal)

Aos 24 anos, Joaquim Insabralde de Abreu é o mixologista campo-grandense que encontrou nas flores comestíveis a oportunidade de assinar drinks bem diferentes. Já pensou em experimentar um coquetel a base de gin, feito com geleia de flamboyant mirim e espuma de coco? Joca garante que o sabor é de surpreender.

"As flores dão um toque sutil, às vezes adocicado e 'herbal', mas sempre charmoso. Ao mesmo tempo, desperta a curiosidade de quem prova. É brincar com o sensorial das pessoas, e também levar um toque de diversão", explica o barman.

Aqui, coquetel que é uma de suas assinaturas – confira a receita ao final da matéria (Foto: Arquivo Pessoal)
Aqui, coquetel que é uma de suas assinaturas – confira a receita ao final da matéria (Foto: Arquivo Pessoal)

Por meio de um amigo gastrônomo louco por flores e que faz a comercialização de espécies comestíveis em caixas – história que o Lado B contou no início do mês –, Joca também entrou nessa moda. Para ele, uma novidade que julgar ter vindo pra ficar.

"Quando você é dono de bar ou restaurante, o desejo é que tudo relacionado ao alimento seja bem aproveitado. Bruno Abreu foi quem me ensinou que eu até poderia fazer chás com o resto das frutas, aproveitar bagaços, usar as flores para mudar cores das bebidas e não somente como decoração. O resultado foi o melhor possível", garante.

A história de Joca como bartender se iniciou no ano de 2017. Antes, trabalhava como garçom de um buffet na Capital. Até então, só fazia renda extra nos drinks em determinados. À convite de um outro amigo, Jean, ele descobriu que ganharia o mesmo valor trabalhando menos – e assim resolveu abarcar completamente no coquetéis.

Joca abandonou a profissão de garçom para virar bartender (Foto: Arquivo Pessoal)
Joca abandonou a profissão de garçom para virar bartender (Foto: Arquivo Pessoal)

Na época, aprendeu a fazer caipirinhas, caipiroskas de frutas, drinks sem álcool e outros mais. Caindo de cabeça, começou a pesquisar novas receitas e fazer experimentações por meio de vídeos que assistia no YouTube. Quando fez um curso de bartender on-line, daí sim foi o divisor de águas que precisava.

"Após 2 anos seguidos trabalhando com Jean, decidi abrir minha própria empresa, a Collin's Bar Coquetelaria. Mas com a pandemia, tive que adaptar todo o meu negócio: optei pelo esquema de home bar, isto é, levando kit de drinks para as pessoas fazerem em sua própria casa", afirmou.

"Dei uma pesquisa na internet de como os bares de São Paulo estavam lidando com a pandemia. Foi aí que conheci esse modelo de produto. Peguei algumas das minhas receitas e as transformei em kits para os clientes, personalizada ao seu paladar".

As flores dão um toque sutil, às vezes adocicado e 'herbal', mas sempre charmoso" (Foto: Arquivo Pessoal)
As flores dão um toque sutil, às vezes adocicado e 'herbal', mas sempre charmoso" (Foto: Arquivo Pessoal)

Os kits-presentes variam de R$ 80,00 a R$ 110,00, incluindo taça, garrafa de bebida alcóolica, ingredientes e até especiarias. Tem o tradicional Tom Collins (coquetel de gim, suco de limão e água gaseificada), além de variação tropical ou de morango, caipirinha de maracujá e o "basil smash" (a base de gim e manjericão).

Voltando às flores. "Um exemplo de receita que assinei é usar geleia de flores flamboyant mirim, adicionando alguns morangos e servido bem gelado com gim. O resultado ficou sensacional. Todo mundo que experimenta fica com aquele sabor 'uau'. Fiz novos testes, com espumas, infusões de flores, etc. Quero cada vez mais levar esta novidade para mais pessoas e mudar esse hábito de que flor é somente para decoração", finaliza.

Para mais informações, acesse @collinsbar_ ou visite o perfil de Joaquim no Instagram.

Antes, flores para eles eram apenas decorativas (Foto: Arquivo Pessoal)
Antes, flores para eles eram apenas decorativas (Foto: Arquivo Pessoal)

Veja abaixo uma de suas receitas autorais:

Ingredientes do drink:

  • 4 morangos médios
  • 2 colheres de chá de geleia de flamboyant mirim
  • 50 ml de London Dry Gin Rosé
  • 5 ml de infusão de flor de hibisco

Ingredientes da espuma:

  • 200 ml xarope de coco
  • 100 ml de água
  • 20 ml de suco de limão

Modo de preparo – Na coqueteleira, adicione os morangos e bata até obter um purê. Em seguida, adicione a geleia, o gim rosé e a infusão de hibisco. Coloque gelo, tampe e faça o shake. Sirva em um copo baixo, de preferência com coragem dupla (strainer e peneira).

Para fazer a espuma – Adicione todos os ingredientes na garrafa com sifão de chantilly. Coloque 3 colheres de clara de ovo pasteurizada ou emulsificante. Feche o sifão, mexa para homogenizar e deixe-o descansar por 5 minutos. Aplique a espuma na finalização do coquetel.

Curta o Lado B no Facebook e no Instagram. Tem uma pauta bacana para sugerir? Mande pelas redes sociais, e-mail: ladob@news.com.br ou no Direto das Ruas através do WhatsApp do Campo Grande News (67) 99669-9563.

Joca finalizando o preparo de uma capirinha de maracuja (Foto: Arquivo Pessoal)
Joca finalizando o preparo de uma capirinha de maracuja (Foto: Arquivo Pessoal)
Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário