A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 16 de Agosto de 2018

25/11/2017 07:10

Com estilo caprichado, Kessia faz sucesso e comprou carro vendendo maçã do amor

Ela não teve problema em enfrentar o trabalho esperando motoristas pararem no semáforo.

Thailla Torres
Ela trabalha muito bem humorada em um semáforo da Afonso Pena.
(Foto: Thailla Torres)Ela trabalha muito bem humorada em um semáforo da Afonso Pena. (Foto: Thailla Torres)

Capricho pode mudar tudo. E para provar isso, a publicitária Kessia Cristina Machado, de 27 anos, começou pelo cuidado das embalagens ao atendimento. Ela é a vendedora de maçã do amor e uma figura bem humorada no semáforo da Avenida Afonso Pena, esquina com a rua Ivan Fernandes Pereira.

Em 4 horas ela chega a vender 150 unidades, conta a moça. Com ajuda da mãe na hora de embalar cada maçã, ela começa a produção às 4h da manhã em casa. Vai para as ruas com sorriso no rosto, mesmo sob o sol e a falta de paciência de quem fecha a janela toda vez que ela chega perto.

"Muita gente não gosta, alguns até te olham, mas nem se quer dizem não", conta Kessia. Para acabar com a resistência, ela investiu em um figurino diferente. Com laço vermelho na cabeça, óculos de sol e avental vermelhinho, ela acaba conquistando pela simpatia. "As pessoas me confundiam com os pedintes, por isso fiz a roupa como se fosse uniforme. Aos pouquinhos quem passa todo dia foi me reconhecendo".

A venda nas ruas começou há 2 anos. (Foto: Thailla Torres)A venda nas ruas começou há 2 anos. (Foto: Thailla Torres)

A venda nas ruas começou há 2 anos, quando Kessia largou o trabalho como assessora de imprensa para cuidar da avó que estava com problemas de saúde. Na horas vagas, para não ficar sem dinheiro, ela passou a vender maça do amor em outro ponto da cidade.

Mas o começo foi difícil para a publicitária que não tinha experiência na cozinha. "Queimei muita calda. Foi quase um mês até eu aprender e descobrir o ponto exato da maçã do amor".

A escolha do doce foi diante de tantos pedidos. "Muita gente comentava que só encontra em festa junina, mas hoje, até nas festas ela vem faltando. E uma amiga acabou me dando ideia depois que ela foi para o semáforo e vendeu quase 20 em uma tarde", conta.

Depois de muita tentativa, finalmente a receita agradou. E o resultado? Kessia deu salto na vida financeira conseguindo comprar o próprio carro. "Eu vim muitas vezes trabalhar de ônibus. Trazia caixa térmica, mesinha e toalha. Hoje tenho meu carro".

O negócio deu tão certo que ela resolveu investir de vez na maçã que ganhou versão gourmet. "Faço de Nutella, recheada com frutas e cobertura de chocolate. Tem até buquê de maça".

No semáforo o doce tem papel importante até em reconciliação amorosa quando o motorista não encontra um banquinha de flores. "Tem gente que passa, compra a maça e diz que vai levar para a esposa. No outro dia a pessoa volta contente e compra de novo. Parece que todo mundo adora".

O segredo está no ponto, garante Kessia. "Ela tem que estar crocante, mas não pode grudar no dente e nem com gosto de queimado. Por isso é questão de segundo para acertar ou errar o ponto".

Cada maça custa R$ 3,00 e na promoção, duas unidade sai a R$ 5,00. Ela também faz por encomendas e com sabores diferenciados. Mas no semáforo só vende a tradicional.

Kessia fica na Avenida Afonso Pena, esquina com Ivan Fernandes Pereira, em frente ao Parque das Nações Indígenas. Geralmente das 15h às 18h de segunda a sexta.

Curta o Lado B no Facebook e Instagram.

Cada maça custa R$ 3,00 e na promoção, duas unidade sai a R$ 5,00. (Foto: Thailla Torres)Cada maça custa R$ 3,00 e na promoção, duas unidade sai a R$ 5,00. (Foto: Thailla Torres)


imagem transparente

Classificados


Copyright © 2018 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.