A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 18 de Agosto de 2018

29/01/2018 06:15

Dono de espetinho livre a R$ 17 no Centro jura que não há preço menor na cidade

Thaís Pimenta
Buffet a vontade custa R$17, tem seis variedade de espetos feitos pela cozinha do local. (Foto: Paulo Francis)Buffet a vontade custa R$17, tem seis variedade de espetos feitos pela cozinha do local. (Foto: Paulo Francis)

A equipe do Lado B descobriu um cantinho gastronômico que se arriscou a servir espetinhos e buffet a vontade e jura ter o preço mais barato da cidade: só R$ 17 e em pleno centrão de Campo Grande.

O espaço já funcionava na hora do almoço com prato feito por R$ 10 e, há três semanas, também abre no período noturno para atender à clientela que pedia constantemente pelo serviço. O restaurante até mudou de nome, agora se chama Espeto Livre e deve alterar em breve o modelo de negócio, servindo espetinho até durante o dia.

"As pessoas não tinham variedade de espetos em outros lugares e eu abri para oferecer isso a eles", diz o publicitário e dono do espaço José Renato Tonelli, que divide sociedade com seu irmão, José Fernando.

No Espeto Livre, os irmãos servem espeto de kafta de carne e de carne com bacon, calabresa e os tradicionais de carne, feito com fraldinha, coração de frango e frango. De acordo com Renato, o grande diferencial de lá está no pão de alho assado. "A gente assa ele, corta e serve no buffet a vontade", comenta.

Toda a família ajuda um pouco ali. A mulher de José Renato, Arluce Nantes, é quem cozinha os acompanhamentos do buffet. Os três filhos do casal são os garçons de lá.

O buffet costuma trazer arroz branco, mandioca cozida, farofa, batata frita, vinagrete, três tipos de salada, além de um prato surpresa, as vezes escondidinho, creme de mandioca, entre outros.

Telão e redário dão ares aconchegantes ao local. (Foto: Paulo Francis)Telão e redário dão ares aconchegantes ao local. (Foto: Paulo Francis)

O espaço físico do Espeto Livre é bem grande, com capacidade pra cerca de cem pessoas. Tudo ali é bem simples, a decoração inclusive, nas paredes laterais, redes montadas convidam os clientes a descansarem depois de encher a barriga. Um grande telão montado na menor parede atrai gente que gosta de assistir futebol, novela e luta.

"A gente quis fazer isso porque sabemos que tem gente que acompanha esses programas, então dá pra vir pra cá tranquilo comer e continuar assistindo", comenta. Além disso, na área externa do local é permitido fumar, o que pode ser também ponto atrativo para alguns.

 

Comida pode ser servida quantas vezes quiser. (Foto: Paulo Francis)Comida pode ser servida quantas vezes quiser. (Foto: Paulo Francis)
Pão de alho é o diferencial da casa. (Foto: Paulo Francis)Pão de alho é o diferencial da casa. (Foto: Paulo Francis)

A cerveja Skol e Brahma litrinho custa R$ 3 para atrair os vizinhos para um happy hour no começo da noite. De acordo com os proprietários, um espaço kids já está sendo pensado para que os pais possa vir sem preocupação. "Vamos ter lápis de cor e um cuidador de coelhos, que vai trazê-los para as crianças brincarem com os bichinhos".

Aos sábados, o Espeto Livre funciona com um baile de dança, só no período da noite. "A gente costuma atrair outro tipo de público, é bem legal", finaliza Renato.

Os irmãos lançaram uma promoção exclusiva para os leitores do Lado B. Quem disser que leu a matéria ganha um cartão desconto do Espeto Livre.

O lugar fica na 14 de Julho, 980. Funciona de segunda a sexta-feira, das 11h às 14h e das 18h às 23h. Aos sábados, das 18h às 00h. Para saber mais acesse o nosso Guia Gastronômico neste link.

Curta o Lado B no Facebook e no Instagram.

 

Espeto Livre nesta sexta-feira, dia 26, com boa movimentação de clientes. (Foto: Divulgação)Espeto Livre nesta sexta-feira, dia 26, com boa movimentação de clientes. (Foto: Divulgação)


Ótima reportagem, porém faltou o endereço do estabelecimento!!
 
Daniel Mendes Alves em 29/01/2018 10:44:11
imagem transparente

Classificados


Copyright © 2018 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.