A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 24 de Maio de 2019

08/05/2019 11:21

Em ponto de referência “famoso” no Buriti, espetinho resiste por dois reais

Esquina de canteiro é usada para venda de carne assada antes mesmo do asfalto chegar; terceira família trabalha no ponto

Danielle Valentim
O espeto fica bem no canteiro da Avenida Prefeito Lúdio Martins Coelho com a Rua das Árvores.(Foto: Paulo Francis)O espeto fica bem no canteiro da Avenida Prefeito Lúdio Martins Coelho com a Rua das Árvores.(Foto: Paulo Francis)

Carne molinha e mandioca derretendo. A gente até gosta de incrementar arroz e vinagrete ao churrasco, mas quem resiste ao simples e tradicional espetinho de rua? Embora muitos defendam que é preciso vender muito para compensar o preço baixo, tem espetinho por aí que não abre mão do reajuste. Baratinho, o churrasquinho vendido no canteiro que entre os bairros Buriti e Bom Jardim, há quase 20 anos já virou referência na região e resiste ao precinho camarada de R$ 2.

O point existe, antes mesmo do asfalto chegar, mas a venda de espetos no local já trocou de dono três vezes. Por muito tempo, o churrasquinho foi vendido a R$ 1, por seu Rafael. Logo depois, Marcelo assumiu o ponto onde ficou por dois anos e meio até mudar para outra localidade na mesma avenida.

Atualmente, a venda é feita pela família de Vicente Ornelas, de 49 anos, que mora no bairro Bom Jardim desde 1993.

Ornelas chegou a sugerir a venda de espetinhos ao pioneiro no ponto. (Foto: Paulo Francis)Ornelas chegou a sugerir a venda de espetinhos ao pioneiro no ponto. (Foto: Paulo Francis)
A ideia de retomar a venda no local foi do filho. (Foto: Paulo Francis)A ideia de retomar a venda no local foi do filho. (Foto: Paulo Francis)

“Eu cheguei a dar ideia para seu Rafael, que faleceu há um ano. Eu era pastor da igreja ao lado e cheguei a sugerir. Ele tentou me vender o ponto depois, mas acabou passando para Marcelo, que depois de alguns anos fechou também. Meu filho saiu com a ideia. Achei que era brincadeira, mas à noite ele chegou com a churrasqueira”, conta.

Mas e qual o segredo para manter preço baixo e qualidade lado a lado? Vicente esclarece que tem de vender muito. O trabalho começa cedo com a montagem dos espetos e às 15h toda a família e funcionários já estão a postos organizando o local e as mesas.

“É quantidade. É a única forma de manter o preço. A carne é a ponta de peito ou fraldinha, depende do preço. O combo espetinho e mandioca sai a três reais, porque a mandioca é R$ 1. Muitos pedem o espeto completo, mas a estrutura é reduzida e para manter a higienização nosso produto é simples e todo descartável”, explica Vicente.

Ornelas não revela a quantidade exata vendida no dia, mas a equipe viu o tanto de espetinho que sai da churrasqueira: passa, facilmente, dos 100.

Churrasqueira repleta de espetos. (Foto: Paulo Francis)Churrasqueira repleta de espetos. (Foto: Paulo Francis)
Irresistível sabor da carne assada com mandioca. (Foto: Paulo Francis)Irresistível sabor da carne assada com mandioca. (Foto: Paulo Francis)

Quase todos os clientes conhecem Vicente e o atendimento é feito por toda a família. “Primeiro começamos só com a família e agora já temos três funcionários. Temos que vender para manter todos trabalhando”.

O espeto abre todos os dias das 16h às 23h. Como já é ponto de referência, é fácil de encontrar, fica bem no canteiro da Avenida Prefeito Lúdio Martins Coelho com a Rua das Árvores.

Curta o Lado, no Facebook e Instagram.



imagem transparente

Classificados


Copyright © 2019 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.